domingo, setembro 09, 2012

O BARCO DA VIDA



Hoje fiquei pensando sobre a vida. Após pensar bastante, de repente,  percebo que a vida é muito parecida a um barco,  que viaja  com destinos diversos, e às vezes, até nos deixa a deriva, perdidos e sem direção.


Por outro lado, a cada um de nós cabe a responsabilidade de se um bom navegante para manusear o leme do barco e direcioná-lo, no rumo certo.

Às vezes contra ventos fortes, grandes  maresias e correntezas. Porém, o bom  navegante não se desespera, diante de tais desafios,  e os encara como aprendizado e por isso sempre encontra um abrigo ou um  jeito e o rumo  certo para viajar. E assim,  apesar das tempestades conduz o leme da vida com sucesso para poder ancorar, num porto seguro sem se deixar naufragar.

O bom navegante sempre sabe que  apesar do dia bonito o tempo pode mudar. Mesmo assim,  ele jamais perde o encanto de viajar, sentir o vento, o cheiro do rio e se arriscar a uma nova viagem e outras descobertas. Assim é a vida. Um dia o tempo está bonito e no outro a tempestade vem assolar, destruir... Ainda assim,  não podemos nos deixar abalar.

É sempre bom lembra que apesar das tempestades a vida é linda e precisamos seguir assim que o sol voltar a brilhar.
 
Precisamos apenas ter fé em Deus  que Ele jamais nos abandonará,  no mar calmo ou no feroz vendaval, basta que tenhamos fé e coragem para  navegar...

A vida segue e a viagem não pode parar mesmo que  as intemperanças do acaso tentem atrapalhar. Pois o bom navegante ama viajar Por que  ele sabe que a tempestade é passageira, mas o amor é eterno.

 
Socorro Carvalho

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço sua visita, com breve retorno!! Seu comentário vem somar mais versos em minhas inspirações... grande abraço. Se quiser pode escrever diretamente para o meu email: socorrosantarem@gmail.com

Postagens em destaque

DANIELLE LIMA!! PARA VOCÊ, UMA CARTA DO MEU CORAÇÃO... FELIZ ANIVERSÁRIO!!!

Querida filha, Danielle Katrine Hoje, pensei em te fazer um poema!! Rimar versos para te falar do meu amor... Mas como poetizar,...