sexta-feira, setembro 14, 2012

RUÍDOS DO TEMPO...




Tudo está silêncio...
Ouço passos dispersos,
Vozes amedrontadas, temerosas,
Ruídos  inconsequentes.
Passos do tempo
Perambulam em meu espaço.
Atônito,  apressado,
O tempo  se aproxima...
Traz-me ecos de desespero.
Apesar dos gritos ásperos...
Não tenho medo.
E o tempo  vem
Trazendo  no sopro males súbitos
Ventania forte,  que  surpreende os tímpanos.
Quebrando a suavidade do meu  silêncio.
Roubando  a paz da minha emoção.
Segredos desfeitos.
No peito passeia
A breve  certeza da omissão.
Deixa a tona  antigas  “ verdades” de sentimentos vãos.
Tudo se confunde diante do inexplicável.
Em meio ao ruído do tempo...
A  liberdade vem anexa a verdade.
Alívio.
As mentiras são grades de espinhos
Que ferem e aprisionam o espirito e a alma.



Socorro Carvalho

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço sua visita, com breve retorno!! Seu comentário vem somar mais versos em minhas inspirações... grande abraço. Se quiser pode escrever diretamente para o meu email: socorrosantarem@gmail.com

Postagens em destaque

Chuva que rega saudade...

O dia amanheceu chovendo. Passou nublado. A tarde chegou com um tímido  sol .  Ao meu redor,  vejo rastros de saudade a penetrar me...