DISCURSO DE POSSE DE PE. AURICÉLIO PAULINO

Pe. Auricélio Paulino - Diretor da Rádio Rural de Santarém


Mensagem de Padre Auricélio Paulino. Missa na Catedral da Conceição. Bênção no dia 03 de setembro de 2013. Despedida de Pe. Edilberto e entrada de Pe. Auricélio na direção.



Querido Dom Flávio, Pe. Edilberto Sena, companheiros presbíteros aqui presente, servidores e funcionários da Radio Rural, paroquianos de Belterra, meus familiares, amigos, amigas, irmãos e irmãs…


O Rádio! O que é o Rádio? Tudo começou em 1863 quando, em Cambridge – Inglaterra, James Clerck Maxwell demonstrou teoricamente a provável existência das ondas eletromagnéticas. O princípio da propagação radiofônica veio mesmo em 1887, através de Hertz. Este alemão fez saltar faíscas através do ar que separavam duas bolas de cobre. Em 1893 o brasileiro, Padre Roberto Landell de Moura, fez a primeira transmissão de palavra falada, sem fios, através de ondas eletromagnéticas. Todavia, o primeiro mundo reconhece o italiano Marconi como o “descobridor do rádio”. Na realidade Marconi, realizou em 1895 testes de transmissão de sinais sem fio, pois descobriu o princípio do funcionamento da antena e assim patenteou a invenção do rádio, enquanto Landell só conseguiria obter para si a patente no ano de 1900. No Brasil a primeira transmissão radiofônica oficial, foi o discurso do Presidente Epitácio Pessoa, no Rio de Janeiro, em plena comemoração do centenário da Independência do Brasil, no dia 7 de setembro de 1922.



O Rádio então chegou a Santarém… A Rádio Emissora de Educação Rural de Santarém Ltda, denominada de Rádio Rural de Santarém, foi inaugurada no dia 05 de julho de 1964, hoje com 49 anos, a pioneira na região. Em 2014 vamos celebrar com muito festa o jubileu de Ouro: 50 anos bem vividos.

Hoje, eu recebo, das mãos de Dom Flávio e de nossa diocese a missão de coordenar e dirigir a vida de um dos meios de comunicação de massa, considerado o mais popular e o de maior alcance do público: o Rádio. A Rádio Rural, criada no coração de Dom Tiago, de saudosa memória, para educar e evangelizar. Recebo em memória de minha mãe e de meu pai, Maria e Francisco Paulino, que me ensinaram a ser ouvinte da Rádio desde criança na colônia de Santa Júlia em Mojuí dos Campos.



Pretendo, com a colaboração de todos que fazem a Rádio Rural, continuar o trabalho de Padre Edilberto, que agradeço com carinho os seus 12 anos e meio de dedicação e garra. E trabalhar para melhorar com eficácia e fazer grande este sonho e realidade de tantas pessoas que amam a Rádio.


Conclamo todos para dirigirem comigo esta emissora, ouvintes, funcionários, colaboradores, sócios do clube do ouvinte, paróquias, padres, religiosos e religiosas, empresários cristãos e enfim, todos que ouvem a Rádio e que agora devem ouvir muito mais. Vamos nos inspirar no bom trabalho que tantos já fizeram como diretores da Rádio Rural: Frei Nestor, Frei Juvenal, Frei Roberto Miziko e outros tantos frades, e mais lembrança em minha memória Osmar Simões, Haroldo Sena, Eduardo dos Anjos, Padre Luiz Pinto e Padre Valdir Serra, entre outros…


A minha missão será a da Rádio: democratizar a comunicação radiofônica na Amazônia, para que a população regional possa adquirir consciência crítica e cidadã diante da vida pessoal, familiar e na sociedade. A minha visão é a visão da emissora: um mundo onde as pessoas sejam solidárias, lutem por dignidade sua e dos outros e que a vida esteja acima de qualquer outro valor terreno. E os valores que vou e vamos defender terão como base a ética na comunicação e nas relações humanas dentro e fora da emissora. Defenderemos uma educação à cidadania em todos os seus programas. A nossa Evangelização a partir de Jesus Cristo, caminho, verdade e vida, será sempre como a missão do Filho do Homem: libertadora de todo homem e do homem todo e a cima de tudo a minha e a nossa prioridade será o ouvinte.



Peço que Deus me dê o dom da sabedoria para poder discernir entre o demônio e o santo, e trabalhar conforme nos diz o evangelho de hoje para expulsar todos os demônios que possam atrapalhar a Rádio Rural, para o bem de todos. E fazer dela um super canal de evangelização, informação e entretenimento.



Dom Flávio, com muita humildade aceito este desafio e conto com sua ajuda. Meus queridos padres amigos vamos fazer esta Rádio acima de tudo diocesana. Padre Edilberto, continue sendo amigo da Rádio Rural por onde andar e tenha uma boa viagem. Meus queridos servidores e funcionários vamos ser todos irmãos e fazer uma família forte com amor e dedicação para nossa rádio ficar no topo. Vamos fazer da Rádio uma igreja onde possam dizer, vejam como eles se amam, vejam como eles fazem uma rádio diferente. Nova programação e novos rumos, dependerão de todos nós. Meus irmãos e meus familiares conto com vocês e suas orações. E queridos donos de empresas, escolas, universidades, prefeituras, sindicatos, associações, movimentos sociais… Vamos divulgar e fazer muitas publicidades que promovam a vida na Rádio Rural.



Bem, lá eles inventaram o Rádio, aqui foi criada e inventada a Rádio Rural e agora vamos recriar e reinventar uma Rádio fiel aos seus princípios da criação, uma Rádio Igreja, uma Rádio Diocesana. Este é um bom caminho que devemos seguir. Que Deus nos abençoe e São José, seu patrono, nos ajude
   

Pe. Auricélio Paulino

Fonte: Blog Céu D' Ouro

Comentários

  1. Puxa!!
    Belas palavras e sinceridade a flor da pele.
    bjs
    Ritinha

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Agradeço sua visita, com breve retorno!! Seu comentário vem somar mais versos em minhas inspirações... grande abraço. Se quiser pode escrever diretamente para o meu email: socorrosantarem@gmail.com

Postagens mais visitadas deste blog

Frases picantes que homens gostam de ouvir na hora do sexo

UMA CARTA PARA MEU FILHO AMADO..

ENFIM... MEUS 18 ANOS DE IDADE!!!