terça-feira, agosto 15, 2006

VIAGEM

No mar das minhas loucuras
Você é...
O barco da imaginação,
O vento que direciona,
O luar que cintila as águas,
O temporal que assusta,
O destino que me leva,
O salva vidas da solidão,
O porto seguro do meu coração.


No mar das minhas loucuras
Você é...
A onda bonita, infinita,
Que me faz flutuar
Viajar na louca maresia do seu amor.
Amor que me faz navegar
Nessa louca e ardente paixão.


Socorro Carvalho

FOLHAS AO VENTO





















O segredo do querer
Silencia a sofreguidão sufocada.
Despido de pudores
O olhar ignora a fantasia.
A tempestade que invade os poros
Deixa calmo o caule adormecido,
Sonolento desejo que se reprime.

Dúvidas entrelaçam os pensamentos
Como folhas ao vento.
Vejo passar diante de mim
A imensidão despeça das flores.

A voz sussurrada quase apagada
Chora o lamento do desejo esquecido.
O caule rígido, tenro, erguido...
É saudade!
No balançar da árvore ao vento
Folhas voam soltas ao tempo.

Como gotas de orvalho
Vejo teu pranto descer,
Molhando o rosto de tristeza .
Enquanto no chão
Caem lágrimas de solidão...

A tristeza adormecida
Dorme em silêncio dentro de mim.
Dúvidas atormentam o sentir
Vejo então,
Por entre os vãos dos meus dedos
As folhas do caule se perderem em meio
A ventania forte desse amor.



Socorro Carvalho

Postagens em destaque

POEMA CABOCLO

Meu amor... Tem cor de alvorecer. Carícia de brisa das manhãs. Cor de pôr do sol. Aroma de cupuaçu... Sabor do bombom de muruc...