domingo, agosto 28, 2016

NO BAÚ DA SAUDADE: LEMBRANÇAS DE AMOR...


Hoje a poesia me trouxe, na inspiração, a alegria do teu sorriso. Trouxe-me o aroma da tua pele, o sabor do teu beijo, o calor do teu abraço, o ardor das tuas palavras juntei tudo e te fiz meu poema.

Um poema singelo, nem tanto, com sabor de ousadia e aroma insano. No meu respirar o ar se encheu de saudade. Uma saudade composta de versos sem rimas, mas cheios de boas e inesquecíveis lembranças do teu amor, do teu carinho, do nosso amor.

De repente, escuto distante nossa música preferida a tocar. E como mágica parecia invadir meus tímpanos remexendo o grande baú de recordações, até então, muito bem guardado.

Ao abrir o baú as lembranças foram saindo e se alojando no meu peito, já tão cheio de ti e teus apelos. Na paisagem eu te vi. Tu veio como um raio de luz a iluminar a miragem clareando meus sentimentos se abrigando em meus pensamentos, em meus espaços.

Dento do baú empoeirado, encontrei os cadernos amarelados. Em cada um deles reli antigos versos e cada vez mais te encontrava ali adormecido, guardado. E de repente, via o tempo que me conduzia por mágicas viagens. Em cada esquina, cada rua era teu rosto que encontrava. Era teu sorriso bonito que me alegrava.

Em cada canto que passava os ruídos eram como o canto bonito que só encontrava em tua voz perdida na imaginação e devaneios apenas ouvia tua voz como uma doce e suave canção dando-me inspiração, para seguir viajando no outrora, em tuas recordações.

O tempo ia passando, enquanto eu, indiferente as horas permanecia ali estagnada imersa em tantas e tantas lembranças, inesquecíveis. Em cada frase que lia tu vinhas acariciar meu rosto, beijar minha boca tocar minha pele, como antigamente.

O primeiro encontro, a brincadeira que se tornou real. As primeiras carícias, os primeiros medos e a entrega tímida de nossos corpos, quantas lembranças, quanta saudade.

Na euforia de lembrar tu me invadia a mente e apossava do meu olhar. Era teu jeito sério e sereno a me despir, me desejar. Enquanto eu me perdia na insensatez dos teus verbos, na tua boca linda, no teu beijo ardente a me encantar, apaixonar.
Sentada em frente ao baú fiquei devaneando em meus pensamentos e cada devaneio só tua presença a preencher o meu viver, meu coração.

Fechei o baú novamente, mas percebi que continuvas aqui , como no outrora, me admirando com a mesma serenidade, me alegrando com o mesmo sorriso e me desejando com os mesmos olhos...

Abro os olhos e percebo que as recordações são muitas, mas não maiores que a certeza desse amor que se mantém em em mim, em ti, em nós. Amor de brincadeira, que virou caso sério e agora nenhuma brincadeira nos permite esquecermos  um do outro.

 Então, juntos, permanecemos compondo o poética da vida, nas entrelinhas de um bem querer, que prende nós dois, sentimento puro, verdadeiro, sem espaço para o acaso, nem para o talvez...mas dentro do agora. 

Simplesmente, te amo com a mesma ternura, o mesmo fervor e calor de antigamente...



Socorro Carvalho 

quinta-feira, agosto 25, 2016

NA SALA DE AULA... O MENINO E AS BOLAS DE PAPEL AMASSADO



 Era segunda feira, na escola, a sala estava cheia de meninos e meninas  no meu primeiro dia de  estágio em sala de aula. Do lugar  aonde estava conseguia ver um monte de rostos estranhos com  olhares curiosos e sorrisos “tímidos” e observadores calados(as). Porém, não por muito tempo, logo a turminha estava de volta com todo vigor da juventude, seu excesso de energia e ânsia de viver e descobrir o mundo. A professora centrada nas atividades iniciou sua aula, de Língua Portuguesa, com todo entusiasmo que é peculiar a uma boa professora, em sala de aula. Ainda assim, as conversas paralelas lhes eram motivos para uma breve pausa, para um chamado de atenção que se findava com um silêncio instantâneo.  Mas que logo era quebrado e todas as conversas se iniciavam, outra vez...

 Enquanto   a aula de Português continuava...

Nos bastidores, da sala, algo diferente se passava e eu apenas observava...

Sentado na cadeira da frente, na fila do meio, um menino sem se importar com a aula propriamente dita (produção de texto) apenas se concentrava em sua produção textual particular, pois apenas se preocupava em rascunhar alguns escritos no papel e sob o porta cadernos da cadeira, que sentava, com as mãos ágeis transformava o papel em bolas de papel amassado e que logo eram jogadas, discretamente, para as duas meninas  que estavam sentadas no final da fila.

O mais engraçado era que a cada bola de papel recebida as duas meninas se enchiam de doces sorrisos e dessa forma o recado era logo respondido e devolvido ao pequeno menino, que ao abrir a bolinha esboçava um grande sorriso. O fato foi me deixando curiosa apesar de estar sendo feito no local errado, a sala de aula, era uma troca bonita que parecia envolver bons motivos e bobos sentimentos de adolescentes, mas de alguma forma parecia ser bonito, pois em cada vez que a bolinha ia ou chegava era sempre uma festa nos sorrisos e olhares...

A aula terminou e a última bola de papel que recebeu o menino permaneceu com ela em uma das mãos, como se o ultimo recado fosse precioso demais para ser descartado.

E com ele levou a bola de papel amassado com o seu último recado...


Resultado... 


As duas meninas saíram logo, mas ele permaneceu na sala até produzir a atividade que estava atrasada, mas ficou feliz e sempre com a bolinha de papel na mão. Penso até que ela o serviu de inspiração, pois rapidinho ele construiu o texto e foi liberado para ir pra casa...


Bendita adolescência que se permite a liberdade de viver intensamente a imaginação e as bobagens da idade...


Socorro Carvalho



MEU PEQUENO E MEU GRANDE AMOR...


Leve como o vento de uma suave manhã você invade as frestas do meu coração e vem me encher de afago bom,  sentimentos inexplicáveis. Você é perfume, que purifica. Inocência que me inspira os melhores versos. Em seu riso há doçura. Há essência em seu sorriso; há muito de anjo em sua presença.

 Sua inteligência me enaltece, me faz brincar, me faz ser menina em seu mágico universo. O amor que lhe dedico é indefinível. Um sentir que transborda vai muito além de todo sentimento. Então, fico a imaginar quão maravilhoso é Deus por ter me trazido você, como um presente, embrulhado com fios de ouro. Um  ser lindo e precioso. Você pedaço do meu bem maior, o menor e mais raro tesouro, em forma de ser humano que veio para iluminar minha vida.


Desde que você chegou meu mundo se transformou. Ganhei dias de juventude, inspiração para escrever novos versos de amor, coragem para seguir cantando mesmo quando, às vezes, meu coração se encontra chorando. Se você está perto minha maior alegria é contemplar o sorriso que que emana de seu rosto, adorar seu sono.

Em minhas manhãs o melhor canto é ouvir você conversando com seu pai, em meio as suas balbucias recheadas de belos e ternos sorrisos de felicidade e encanto.  Pedrinho!  Pedro! Junto de vocês tudo é tão lindo, tão infinito em meu coração. Por isso, em silêncio, sempre agradeço a Deus numa devota oração à Mãe querida, Nossa Senhora Conceição Aparecida. Meu neto, meu filho ... AMO VOCÊS!!.

Socorro Carvalho



quarta-feira, agosto 17, 2016

O CASAL MAIS BONITO DO BAR

Quando a coisa se desenrola de maneira tão gostosa que não tem como não olhar e se enganar

A cena comovia o bar todinho. Não que fosse um baita bar grande e cheio de gente. Era um estabelecimento modesto e miúdo para uma dezena e meia de pessoas, quando muito, local justamente frequentado para se ter mais discrição e intimidade. Quando o casal entrou, trouxe consigo um bloco maciço da chuva que caía do lado de fora e molhou todo o recuo em frente ao balcão. Ensopados, torceram os casacos em frente ao pendurador e se sentaram em uma mesinha para dois, bem de canto, ao lado da janela. Ele pediu uma cachaça e ela vodca em um copo alto e com bastante gelo. 

E passaram a conversar.

Que magnetismo para os olhos alheios. Ela deu uma chacoalhada nos cabelos e mais gotas se soltaram pela mesa e na janela. Ele a ajudou colocando para trás umas mechas coladas na testa. Quando as bebidas chegaram eles já estavam embalados em algum assunto que os fazia rir, como se estivessem recordando algo por conta da atual situação de molhados ou de sozinhos sentados em uma mesa. Íntimos. E seguiram num papo tremendamente cadenciado, uma troca simétrica de ideias, o ritmo certo entre palavras e silêncio, como se estivessem se apresentando em um daqueles teatros moderninhos e sem palco, como se já soubessem desde muito tempo o que o outro gostava, como gostava.

Os gatos pingados que estavam no bar não conseguiam mais prestar atenção na televisão sem som ou em seus próprios pensamentos mergulhados nos copinhos com restos de destilados. A atenção toda estava concentrada naquela mesinha de dois lugares, no jeito com que ele apontava para ela quando parecia afirmar algo ou quando ela se ajeitava na cadeira trocando o cruzar de pernas, em como as mãos deles volta e meia se tocavam no cantinho da mesa, o dedinho dela resvalando nas costas da mão grande dele.


Alguma entoação dele fez com que ela o chutasse na canela embaixo da mesa e fizesse uma careta, daquelas caras feias que se faz enquanto se está sorrindo, denunciando a clara intenção de não brigar, mas de provocar. Parecia que o resto do bar estava embalado a vácuo. Nada se mexia, ninguém ousava respirar mais forte para cortar o barato dos dois. Que clima. Que delícia. De repente, ele se levanta da cadeira e canta para todo mundo ouvir "when a man loves a woman" sem a mesma desenvoltura do Michael Bolton, mas com o mesmo afinco. Ela deu uma gargalhada com a cabeça para trás e pediu para ele sentar. "Ai, como você é bobo", eles ouviram ela dizer baixinho. Ele se aproximou e sussurrou algo que só o ouvido dela escutou. 

Nisso, o garçom se aproximou com um pequenino castiçal de madeira e uma vela gordinha de chama tremida em cima. Tinha uma lateral maior que a outra, denotando já ter sido acesa antes. Desculpou-se por interromper e colocou a vela na mesa. "É que vocês estão tão bonitos juntos que, assim, acho que vai fazer uma noite mais romântica pro casal. Estão comemorando algo?". Tinha no rosto um sorriso quase infantil, as mãos atrapalhadas, sem saber se as enfiava nos bolsos ou se ficava a secá-las no pano de prato. 

"Mas nós não somos um casal", disse ele. "Não?", devolveu o garçom, coçando a careca. "Mas vocês vão ser, está na cara", insistiu. "Não, nós somos só amigos", ela devolveu. O garçom torceu a cabeça e fechou um dos olhos. "Mas vocês nunca namoraram?". Ambos balançaram a cabeça negativamente. "Nem nunca tentaram? Nunca pensaram nisso? Não teve algum dia que se olharam e viram o casal perfeito que são juntos?". Devolveram-lhe a mesma resposta das perguntas anteriores.

O garçom se desculpou novamente, soprou a vela e tomou de volta o castiçal. Já de costas, virou-se uma última vez. "Nadinha?". 

Nadinha.

O amor. Tem vez que nem precisa de muito.

quarta-feira, julho 27, 2016

INSPIRAÇÃO QUE ME INVADE...


Hoje, a inspiração veio me visitar e falar de você...  Ela sussurrou, ao meu ouvido, tantas coisas maravilhosas que na ânsia de tornar poema apenas preferi calar e escutar, sem nada escrever, apenas sentir a inspiração acariciando minha face... Como uma arte verdadeira da poética, a inspiração se fez uma grande poesia e nela o aroma de seu perfume, a alegria de seu sorriso, o timbre de sua voz, seus passos em minha direção e nesse conjunto se compôs meu verso mais bonito. Fechei os olhos e no silêncio apenas o sussurro do vento falando ao meu coração. A cada murmúrio, lembranças se fizeram música enchendo de magia meu olhar, enquanto meu coração pulsava no ritmo do seu olhar tão feliz ao me contemplar. Então, na saudade, imaginei sua presença, a maresia do seus olhos a embalar meu barco, enquanto fazia devaneio desse balanço a rimar com seu encanto. Tudo tão bom!! Era tudo tão real, mesmo na distância que nos separava. Porém, meu olhar era linda festa a cada vez que fitava seu corpo. A saudade criava asas me levava ao seu abraço e na rima do meu verso era você minha arte... abri os olhos e o procurei,  mas você não estava...Fechei os olhos novamente e me deixei embarcar, outra vez,  na poesia, na inspiração, na saudade do seu beijo, na sede dos seus lábios...Na inspiração que me invade...


Socorro Carvalho

quarta-feira, julho 20, 2016

DANIELLE, ALINE, FÁBIO, ARON A VOCÊS MEU AMOR E GRATIDÃO!!!




Amigo (a) de verdade é raro, mas também podemos encontrar essa raridade muito perto de nós. E ela vem com a mão amiga, o carinho, o afago nas horas precisas e principalmente com o apoio quando nos falta o chão. Ele(a) surge, simplesmente, e consegue despertar o melhor de  nós. As vezes se torna extremamente chato(a), por nos cuidar quando nem nós mesmos nos atentamos a isso. A essa pessoa chamamos amigo(a), sentimos como amigo(a). 


Fiz essas considerações para falar de um quarteto de amigos(as) que pude encontrar, num dos momentos complicados de minha vida elas são minhas sobrinhas e Amigas Danielle Katrinne e Aline Jamille; eles são Fábio Pires e Aron Gaia!! Meninas e meninos que, além de sobrinhas(as), são minhas amigas e amigos e  me mostraram o quanto me amam,  em especial,  demostrando o valor real de ser e ter amiga(o) de verdade. 



Foram elas e eles me deram a mão quando eu só pensava em largar o mundo. Foram elas e eles que deram o chão quando meus pés flutuavam sobre o vazio do desconsolo. Foram elas e eles, que me acolheram e com todo carinho e amor curaram minhas feridas e me tornaram um ser humano melhor, mais alegre e confiante. Foram elas e eles, que me abriram as portas e o coração para me acolherem com todo amor e gratidão. 
Por isso, com esse mesmo amor  aproveito o Dia do Amigo, para vir trazer às minhas sobrinhas  Danielle, Aline e meus, agora sobrinhos, Fábio e Aron,  o meu muito obrigada! 

Com toda gratidão,  peço a Deus que os proteja e cuide de cada uma e cada um, multiplicando sempre as coisas boas nas vidas e lares dos dois casais. Não consegui ficar junto de vocês por tanto tempo, por que muitas vezes o Amor nos conduz e o amor de mãe, de vó sempre nos leva ou nos traz com tamanha e inexplicável dimensão. Mas quero que saibam que mesmo distante permanecerão sempre dentro do meu coração e orações. 


Amo vocês!!!

“ Se chorei ou se sorri o importante é que emoções eu vivi”...


Feliz Dia do Amigo(a) com todo meu amor e gratidão.


Beijo carinhoso da  tia e amiga


Socorro Carvalho

segunda-feira, junho 27, 2016

TATY EM PROSA...


Ela  é prosa, na Literatura...
Prefere os versos livres
A fala solta, a leveza de dizer.
No rosto tem a poesia de Drummond
Subtendida no olhar de menina,
As vezes calma, outras traquina,
Então , me faz lembrar Pessoa e seus pseudônimos,
Taty e seus enigmas.
Uma hora é Tatiane,
Noutra é Agra, ou simplesmente,  Taty.
Ela tem a leveza do poema
Sabe ser prosa sem verso,
Porém, com a mais sutil delicadeza
Para ela, o  importante é viver
Deixar acontecer 
Mulher de luta, menina de pétalas.
Singular no jeito de ser...
Ser menina e ser mulher.
Mesmo em prosa
Ela tem verso e sabe ser rima.

Socorro Carvalho 



Parabéns, Taty Agra.


Continue sendo prosa e siga feliz a brincar com a vida. No meu coração você é e sempre será minha amiga querida a quem prezo com muito carinho. Saúde, felicidades, sucesso se tornem aliados e parceiros próximos de seus passos e caminhada. Um grande beijo e FELIZ ANIVERSÁRIO!!!


Com carinho da HELP

sexta-feira, junho 24, 2016

GESTORA ROSÂNGELA TELES - EQUIPE, TRABALHO, MÉRITO E RECONHECIMENTO


Na noite da terça-feira (21), foi momento de festa à equipe de profissionais da Escola Professora Ecila Nobre dos Santos, bairro da Conquista. É que a Diretora da escola, Professora Rosângela Teles de Menezes Spinola foi agraciada com a Medalha Padre Felipe Bettendorf.

A cerimônia de entrega da medalha ocorreu no Museu João Fona e seis personalidades foram homenageadas com a medalha.

A honraria é conferida às personalidades que de alguma forma se destacam na sociedade santarena e contribuem de forma positiva   dentro do contexto histórico-social do Município de Santarém.

A entrega da comenda, todo ano, está inserida dentro da programação de festividades alusivas ao aniversário da cidade, que este ano está completando 355 anos de fundação.

Professora Rosangela Teles recebeu a homenagem pelos bons serviços prestados à Educação em Santarém, como gestora de escola.

Uma equipe de profissionais da escola Ecila Nobre dos Santos se fez presente para prestigiar o grande momento.


Pode se destacar que uma das marcas do bom trabalho de gestão da homenageada é a valorização de sua equipe. Valorização essa que se torna inspiração a cada um e cada uma que tem o privilégio de fazer parte dessa grande equipe de educadores da escola Municipal localizada no bairro da Conquista.
O trabalho da Gestora junto com sua equipe sempre foi desenvolvido com  empenho indo muito além da sala de aula e se   estendendo  até às famílias do bairro. Com isso, adquire bom rendimento escolar das crianças e um melhor relacionamento entre escola e comunidade criando parcerias, e por meio delas, trazendo a família até a escola.


Portanto, um dos pontos positivos da gestão tem como bases o respeito mútuo e, acima de tudo, parceria e companheirismo que servem de estimulo e inspiração, para  instigar o enfrentamento dos grandes desafios. Com esse propósito de vitória, a equipe destemida que é,  trabalha incansavelmente, dia a dia,  na busca de dias melhores  através da Educação.


Primando por um trabalho em equipe de ações planejadas e de comprometimento com o todo social, sempre acreditou no poder de transformação, sobretudo das crianças através de uma educação de qualidade; A prova disso está nos excelentes resultados acadêmicos que ajudou a conquistar para a escola Professora Ecila Nobre dos Santos, como por exemplo: Diminuição do índice da evasão escolar;   Elevado índice de aprovação; Escola parceira vencedora do  Prêmio Itaú Unicef Regional Norte no ano 2013 e indicações ao mesmo Prêmio na edição Nacional  e também na  Edição 2015, por meio d do Projeto Rádio pela Educação, da Diocese de Santarém. 

No anos de 2011 e 2013 a escola atingiu as maiores pontuações nos  Índices de Desenvolvimento da Educação Básica – IDEB  (2011 – 5. 5 e em 2013 -  5.9 ).


Rosangela Teles de Menezes Spinola é natural do Município de Itacoatiara, Estado do Amazonas. Reside em Santarém há 44 anos. Mãe de 04 filhos é formada em Pedagogia com Especialização em Gesta Escolar. Em 1998 se tornou Gestora da Escola Ecila Nobre, função que desenvolve há 18 anos initerruptamente. Durante esse tempo, já se submeteu à vários processos de escolha democrática para escolha de diretores e em cada eleição recebeu o apoio da comunidade escolar local.



À Gestora Rosângela Teles os nossos PARABÉNS pela conquista e reconhecimento, parabéns esse que se estende a toda à Equipe da escola Ecila Nobre dos Santos pelo bonito trabalho em prol da melhoria da Educação, em Santarém.


Socorro Carvalho 



quarta-feira, junho 22, 2016

MEDALHA FELIPE BETTENDORF : PARABÉNS, PROFESSORA ROSÂNGELA TELES !!!!

Hoje deixo a inspiração brotar do coração para falar com simplicidade, mas ao mesmo tempo, me expressar com a pompa mais linda da poesia. Arte imortal que dá asas às palavras e vida aos sentimentos. Muitas vezes ela fala de amor, em outros momentos de dor, saudade, paixão etc. Mas ela, também, traduz amizade e faz isso com a mais pura simplicidade e inspiração. Pois tem o poder da linguagem expressa no ato simples de dizer coisas que brotam do coração.

Por falar em coração, aproveito para rimar com emoção, sentimento bom que hoje me tomou o peito e naturalmente se fez riso em minha alma. Eu conto o motivo...  No meio da tarde, no intervalo da aula, aproveito para olhar o celular e uma mensagem me chama atenção. Era uma mensagem gravada vinda de uma pessoa super especial. O nome dela?  Eu digo, Rosangela Teles!! A gestora, a professora e que se tornou uma grande amiga em minha vida.


Ao ouvir a mensagem confesso que tremi e nos meus olhos senti um marejar de lágrimas de felicidade. O que dizia a mensagem? Algo muito especial... Ela partilhava comigo a alegria de ser uma das SEIS   personalidades escolhidas para receber a Medalha João Felipe Bettendorf. O que significa essa medalha? O mais alto reconhecimento Municipal que uma personalidade pode receber por seus méritos e destaque dentro da sociedade santarena. A entrega da medalha é honrosa e só ocorre de ano em ano, como  parte da programação festiva de aniversário de Santarém,  que dia 22 de junho,  está  completando  355 anos.


Mas voltando à mensagem,  professora Rosangela me dizia, de um jeito tão especial,  o motivo de estar partilhando tão significativo momento,  com minha pessoa. Fiquei tão feliz e lisonjeada,   que naquele momento tudo que mais queria era encontra-la e abraça-la, para me congratular com sua alegria.


A aula terminou tarde, mas mesmo assim, fui correndo para prestigiar a querida professora Rosangela Teles, que é  Gestora da Escola Ecila Nobre dos Santos, no bairro da Conquista. Professora Rosangela é, em minha vida,  um tipo de amizade espetacular. Uma amizade simples, mas que se originou profissionalmente e depois foi se tornando pessoal. Uma amizade reciproca em forma de respeito, carinho e admiração, que se multiplicava em cada visita que fazia aquela escola. Visita que me era como inspiração,  no Projeto Rádio pela Educação, dada a admiração pelo trabalho bonito e dedicado feito pela gestora e sua conceituada equipe. Turma inesquecível que sempre me recebia com muito carinho e atenção, por isso, ficou marcada em meu coração. Dessa forma os laços se fortaleceram e hoje, mesmo distante em   cada dia nossa amizade se multiplica e se torna mais presente e preciosa.


Enfim, falar dessa amizade, dessa mulher e  grande profissional é sempre uma alegria, uma honra e o faço com gratidão. Gratidão em poder  fazer parte de seu seleto círculo de amizades.


Saber dessa homenagem Municipal prestada à Professora  Rosangela Teles, como gestora escolhida por seus méritos de compromisso com a Educação foi uma satisfação sem igual e eu só tenho que agradecer a Deus por tê-la  conhecido. A esse mesmo Deus peço que abençoe os caminhos e os passos dela, para que  cresça ainda mais em bondade e sabedoria e assim possa cada dia tão bem conduzir sua escola querida.


Ainda movida pela alegria e emoção, quero dizer à professora Rosangela Teles que  desejo a ela os melhores votos de sucesso, mas antes de tudo, desejo saúde para que  possa desfrutar com ardor cada instante de todas as conquistas que, ainda,  hão de vir.


Quero dizer que estou me sentindo alegre e  feliz em saber desse reconhecimento profissional. Que esse mérito lhe seja em cada novo dia uma nova e bela  inspiração para viver a Educação com toda plenitude de ser uma excelente gestora, parceira de sua equipe e amiga de seus educandos.


Parabéns , Professora Rosângela!!


Sucesso e muitas bênçãos de Deus em sua linda missão.



Com carinho, da amiga


Professora Socorro Carvalho 

domingo, junho 19, 2016

AMOR DE VERDADE


Não importa a distância, nem o tempo, meus pés sempre caminharão juntos dos seus. Pois aonde eu for, não importa, levo você nos meus passos. E no fim de cada caminhada rezo e sempre rezarei, para que Deus jamais nos afaste. Mesmo que o silêncio predomine é nele que escuto sua voz, vejo seu sorriso, sinto seus passos respiro seu cuidado e sonho com seu abraço, pois o AMOR é assim, fala sem precisar de palavras. Estou aqui sorrindo de felicidade, com gratidão a esse Ser Superior que fez de você essa linda e preciosa Mulher , minha sobrinha, minha Musa, meu Amor,Danielle Katrine!!
 Amo você de verdade!!

Com amor

Da tia Socorro Carvalho