quinta-feira, novembro 23, 2006

DE REPENTE... SAUDADE


Uma música ao fundo
Chama minha atenção
Então paro um momento
Fico a ouvir
É um de seus bregas preferidos
Impossível não lembrar de você
Do seu jeito despojado, largado, desbocado.
Até mal criado, às vezes...
Mas um cara legal.
Um grande “ FDP’
Puxa-saco
Intragável, muitas vezes...
Mas mesmo assim
Gostava do seu jeitão de ser

A música continua a tocar
Fico aqui pensando
Nos goles e copos de bebidas
Que tantas vezes, no fins de tarde,
Preenchia nossas horas de "vadiação" pela vida
Vadiação sem sacanagem
Que até nos divertia
Verdade!
Com você tudo era bem legal!!!

A música continua a tocar
Ah, agora lembrei daquele porre que tomei
Nossa que vergonha!!
Mas que nada...
Com a gente não tinha frescura
Você tava lá a cuidar de mim.
Puxa! Como era bom viver
Aquelas emoções fortes e descontraídas
Ao lado de um colega como você.


A música continua a tocar
Fico relembrando seu jeito folgado
Sentado em minha sala
Todo a vontade ( na cadeira ao contrário)
A me contar as novidades
As últimas dos bastidores
Fofoca boa!! Hummm, que delícia!!
Afinal você sabia de tudo...
Ôpa! Quase tudo... (risos)
E agente se divertia muito
Com as estórias daquele monte de “pilantras”
Assim você chamava os colegas
Na minha frente, eu era a Relpes a Carvalho
Pelas minhas costas sabe Deus como me chamava...(risos)
Assim você me chamava com um jeito só seu.


A música continua a tocar
Fico a me perguntar
Onde será que você está?
Quieto em algum lugar?
Ou vagando pelos corredores como anjo da guarda do Nivaldo?

A música continua a tocar
Como mágica passa um filme
Em minha mente
Vejo você em minha frente
Com aquele corpo “delineado”
Óculo Raí- Bam na cara
Daquele jeito todo invocado
A curtir quase deitado ( no banco do carro)
Sua seleção de músicas preferidas
Estilo “som de barzinho” ( da Nova República)
Daqueles que eram seus preferidos
Lá nas brenhas, bem escondidos
Tudo muito brega
Porém, divertido demais!!!


Hei, cara!
Afinal sabe que música está tocando?
“BOATE AZUL”
Lembra dessa?
Você sempre ouvia numa altura rasgada
No Fiat da Tv
Ou mesmo no teu Verdão.
O pior de tudo, bicho!
Não é que, hoje, chorei...
Lembrando aquele nosso passado tão legal e divertido.
Ah! Paulo (seu filho da puta) ....Que saudade!!!!


Socorro Carvalho


Este texto, escrevi em memória do meu ex-colega da Tv Ponta negra, Paulo Araújo.
Ele era um PC, mas ontem (22/11) me deu uma saudade danada daquele FDP.
Pôrra cara valeu!! Descanse em paz!!!



Postagens em destaque

Maria Maria

Maria, Da lua Herdastes brilho e serenidade. Do sol Juntastes calor e esperança. Doce Maria! De encanto, de amor. Suave como a b...