sexta-feira, fevereiro 16, 2007

SALIÊNCIA


A volúpia do teu corpo sem roupa
Inspira malícia, ousadia, loucura, magia nua...
Crua
Minha boca na tua
A mordiscar o intento do desejo
No sabor gostoso, ardente, quente...
Do calor apetitoso do teu querer


As mãos teimosas buscam curvas que excitam
E se divagam entre mistérios insinuantes do teu corpo em chama
Pensamentos vadios, impregnam-se entre promessas
Na tentação única do prazer
Que se extrapola nos poros latejantes do teu ser
A jorrar sangue em teus corpos ”cavernosos”
A enrijecer teu poder de acasalação...


A loucura invade tuas entranhas
E teu corpo despido se extravasa em perfeito delírio
Relação desvairada e sem pudor
O suor desce, a respiração acelera,
Os sussurros ofegantes despem teus conceitos
Junta-se eu e tu
E nosso querer se transforma em transa...
“Trepação”, “fornicação” ...



Palavrões?
Não!
Apenas a “saliência” gostosa da vida
De dois seres queimando de paixão
Na entrega absoluta que vai ao ápice da sedução.



Entre gestos e gritos sem-vergonha
São dois corpos (fervendo) que se resumem a apenas um
A gritar, extrapolar o instinto safado do amor escondido.



Amor bacana, sacana... De “tesão” excitação, ...
Loucura absoluta, maluca.
Que nos seduz, nos consome e nos domina em segredo,
A cada dia.
Em meio à magia obscena que envolve nossos corpos
Na delicadeza suave deste amor que fascina
Ou na ânsia voraz que em nós se esvai
Entre desejos infindos...

Socorro Carvalho
*Para aquecer seu dia...
Beijos ardentes em seu coração!!
Te adoro!!

MIGUINHA



MIGUINHA
Como são doces as palavras
Que brotam de seu coração
Demonstram sentimentos
Carregam emoção.

Alguns dizem que é sacanagem
Outros têm admiração
Mas no fundo o que transmites
É amor, é Paixão.

MIGUINHA

Tuas rimas às vezes soltas
Para muitos nada tem a dizer
Mas fazem aumentar o amor
Que o seu Amor tem por você.

Às vezes numa sala escura
Sentes a saudade de "alguém"
Mas, para não sofrer
Afasta a saudade e poemas, começa escrever.

MIGUINHA

Nasceste com o dom
De alegria e emoção transmitir
Mas principalmente, de amar
Os que estão longe do seu coração
Ou mesmo aqui....

Que sua vida seja um eterno poema
Que sua luz seja uma eterna rima
Que sua amizade seja um tesouro
Que todos os dias aos seus amigos
Alegra e anima

MIGUINHA

Não é seu aniversário
Muito menos uma data importante
Esse simples comentário
É porque gosto muito de você
Amiga de todos os instantes

Deus a abençoe
E ilumine a sua vida
E que as estrelas lá do céu
Sejam seus eternos guias.

BEIJÃO
DOSTO UM TANTÃO DE VOCÊ
E OLHA QUE NÃO PRECISA DE LUPA


Joelma Viana




*Esse poema,


Foi escrito pela minha companheira de todos os dias, Joelma Viana


Sem palavras para agradecer o carinho, viu miguinha!!


Saiba que também te gosto um poucão!


Valeu!!! (Socorro Carvalho)



Postagens em destaque

Maria Maria

Maria, Da lua Herdastes brilho e serenidade. Do sol Juntastes calor e esperança. Doce Maria! De encanto, de amor. Suave como a b...