terça-feira, fevereiro 27, 2007

SENTIDOS

No tato leve das mãos procurei o refúgio da tua pele nua,
E na maciez do toque levitei emoções, fantasias, em gestos insanos.
O calor do teu corpo então, incendiou pensamentos loucos...
E a imaginação fluiu solta a tatear os rumores do amor presente.



No paladar doce de tua boca procurei o néctar das flores,
A doçura saliente do teu beijo arrancou sensações e suspiros constantes,
O hálito bom das tuas palavras deu aroma em minha fêmea lucidez...
E na sofreguidão dos murmúrios frases inteiras calaram-se no silêncio de nós.



No ouvido sensível do teu coração tentei falar de mim em segredo,
E orquestrado pela minha paixão cantei suave o teu fascínio de alucinação,
A harmonia do som deu sincronismo em nossos corpos seduzidos pelo desejo que nos possuía,
E na dança perfeita da sedução, somos únicos e cúmplices a burlar a retidão da música da vida.



No cheiro natural do teu íntimo, procurei inspiração para ser tua... Sem regras e sem métricas,
E em devaneios, fiz tua excitação ser a poesia preferida na minha poética louca,
Os versos soltos despem os teus mistérios, arrancam as máscaras dos falsos conceitos puritanos,
E se faz o poema mais lindo, a jorrar o perfume provocante do amor em seu ápice concluído.



No olhar inocente, vi teu rosto bonito entre a multidão e insinuante roubei pra mim tua atenção,
E em meio às quimeras do meu ser obstinado, busquei a realidade de teus impulsos bruscos,
Os desejos então, tornaram-se gestos concretos entre nossos corpos que se encaixavam perfeitos,
E na ânsia de trocas escondidas, saciamos a mistura completa dos sentidos...
Que dão sabor e aguçam o clímax em nós contido.

Socorro Carvalho
*Para você
Que aguça meus sentidos,
Inflama meus desejos,
Domina meus pensamentos
E se faz dono de mim...
Te adoro!
Um beijo no seu coração e tenha um Bom Dia!!

Postagens em destaque

DANIELLE LIMA!! PARA VOCÊ, UMA CARTA DO MEU CORAÇÃO... FELIZ ANIVERSÁRIO!!!

Querida filha, Danielle Katrine Hoje, pensei em te fazer um poema!! Rimar versos para te falar do meu amor... Mas como poetizar,...