sábado, março 31, 2007

TEMPO















Uma historia...
Num dia, ao atender o telefone que insistentemente exigia atenção,
o meu mundo desabou.
*
**
*
Entre soluços e lamentos,
a voz do outro lado da linha me informava que o meu melhor amigo,
meu companheiro de jornada,
meu ombro camarada, havia sofrido um grave acidente,
vindo a falecer quase que instantaneamente.
*
**
*
Lembro de ter desligado o telefone e caminhado a passos lentos para meu quarto,
meu refúgio particular.
As imagens de minha juventude vieram quase que instantaneamente
à mente.
*
**
*
A faculdade, as bebedeiras, as conversas em volta da lareira até altas horas da noite,
os amores não correspondidos, as confidências ao pé do ouvido,
as colas, a cumplicidade, os sorrisos... AHHHHH... os sorrisos...
Como eram fáceis de surgir naquela época.
*
**
*
Lembrei da formatura,
de um novo horizonte surgindo... das lágrimas e despedidas,
e principalmente, das promessas de novos encontros.
Lembro perfeitamente de cada feição do melhor amigo que já tive em toda a vida:
em seus olhos a promessa de que eu nunca seria esquecido.
*
**
*
E realmente, nunca fui.
Perdi a conta das vezes em que ele carinhosamente
me ligava quando eu estava no fundo do poço.
Ou das mensagens - que nunca respondi -
que ele constantemente me enviava,
enchendo minha caixa postal eletrônica
de esperanças e promessas de um futuro melhor.
Lembro que foi o seu rosto preocupado que vi
quando acordei de minha cirurgia para retirada do apêndice.
*
**
*
Lembro que foi em seu ombro que chorei a perda de meu amado pai.
Foi em seu ouvido que derramei as lamentações do noivado desfeito.
Apesar do esforço para vasculhar minha mente,
não consegui me lembrar de uma só vez em que
tenha pego o telefone para ligar e dizer a ele
o quanto era importante para mim contar com a sua amizade.
*
**
*
Afinal, eu era uma pessoa muito ocupada.
Eu não tinha tempo.
*
**
*
Não lembro de uma só vez em que me preocupei de procurar um texto edificante
e enviar para ele, ou qualquer outro amigo,
com o intuito detornar o seu dia melhor.
Eu não tinha tempo.
*
**
*
Não lembro de ter feito qualquer tipo de surpresa,
como aparecer derepente com uma garrafa de vinho
e um coração aberto disposto a ouvir.
Eu não tinha tempo.
*
**
*
Não lembro de qualquer dia
em que eu estivesse disposto a ouvir os seus problemas.
Eu não tinha tempo.
*
**
*
Acho que eu nunca sequer imaginei que ele tinha problemas.
Não me dignei a reparar
que constantemente meu amigo passava da conta na bebida.
Achava divertido o seu jeito bêbado de ser.
Afinal, bêbado ou não ele era uma ótima companhia para mim.
*
**
*
Só agora vejo com clareza o meu egoísmo.
Talvez - e este talvez vai me acompanhar eternamente -
se eu tivesse saído de meu pedestal egocêntrico
e prestado um pouco de atenção
e despendido um pouquinho do meu sagrado tempo,
meu grande amigo não teria bebido até não agüentar mais
e não teria jogado sua vida fora
ao perder o controle de um carro
que com certeza, não tinha a mínima condição de dirigir.
*
**
*
Talvez ele,
que sempre inundou o meu mundo
com sua iluminada presença, estivesse se sentindo sozinho.
Até mesmo as mensagens engraçadas que ele constantemente deixava em minha secretária eletrônica poderiam ser seu jeito de pedir ajuda.
Aquelas mesmas mensagens
que simplesmente apaguei dasecretária eletrônica,
jamais se apagarão da minha consciência...
*
**
*
Estas indagações que inundam agora o meu ser
nunca mais terão resposta.
A minha falta de tempo me impediu de respondê-las.
Agora, lentamente escolho uma roupa preta - digna do meu estado de espírito -
e pego o telefone.
Aviso o meu chefe de que não irei trabalhar hoje - e quem sabe nem amanhã,
nem depois ... -, pois irei tirar o dia para homenagear com meu pranto
a uma das pessoas que mais amei nesta vida.
*
**
*
Ao desligar o telefone, com surpresa eu vejo,
entre lágrimas e remorsos, de que para isto,
para acompanhar durante um dia inteiro o seu corpo semvida,
eu TIVE TEMPO!
*
**
*
Descobri que se você não toma as rédeas da tua vida
o tempo te engole e te escraviza.
Trabalho com o mesmo afinco de sempre,
mas somente sou "o profissional"durante o expediente normal.
Fora dele, sou um ser humano.
*
**
*
Nunca mais uma mensagem da minha secretária eletrônica
ficou sem pelomenos um "oi" de retorno.
Procuro constantemente encher a caixa eletrônica dos meus amigos
com mensagens de amizade e dias melhores.
*
**
*
Escrevo cartões de aniversário e de natal,
sempre lembrando às pessoas de como elas são importantes para mim.
*
**
*
Abraço constantemente meus irmãos e minha família,
pois os laços que nos unem são eternos.
Esses momentos costumam desaparecer com o tempo,
e todo o cuidado é pouco.
*
**
*
Distribuo sorrisos e abraços a todos que me rodeiam
- afinal, para queguardá-los?
Enfim... você achou um tempinho para ler este...
Agora disponha de outro minuto para mostrar,
de alguma forma, para seus amigos e familiares
que você está pensando neles e que eles significam algo
e são importantes na sua vida !
*
**
*
Deixe alguém feliz...hoje...e sempre!
*
**
*
Autoria Desconhecida

PARA O RESTO DE NOSSAS VIDAS


Existem coisas pequenas e grandes, coisas que levaremos para o resto de nossas vidas.
Talvez sejam poucas, quem sabe sejam muitas, depende de cada um, depende da vida que cada um de nós levou.

Levaremos lembranças, coisas que sempre serão inesquecíveis para nós, coisas que nos marcarão, que mexerão com a nossa existência em algum instante.

Provavelmente iremos pela vida afora colecionando essas coisas, colocando em ordem de grandeza cada detalhe que nos foi importante, cada momento que interferiu nos nossos dias, que deixou marcas, cada instante que foi cravado no nosso peito como uma tatuagem.

Marcas, isso... serão marcas, umas mais profundas, outras superficiais, porém, com algum significado também.

Serão detalhes que guardaremos dentro de nós e que se contarmos para terceiros talvez não tenha a menor importância pois só nós saberemos o quanto foi incrível vivê-los.
Poderá ser uma música, quem sabe um livro, talvez uma poesia, uma carta, um e-mail, uma viagem, uma frase que alguém tenha nos dito num momento certo.

Poderá ser um raiar de sol, um buquê de flores que se recebeu, um cartão de natal, uma palavra amiga num momento preciso.
Talvez venha a ser um sentimento que foi abandonado, uma decepção, a perda de alguém querido, um certo encontro casual, um desencontro proposital.

Quem sabe uma amizade incomparável, um sonho que foi alcançado após muita luta, um que deixou de existir por puro fracasso.
Pode ser simplesmente um instante, um olhar, um sorriso, um perfume, um beijo.
Para o resto de nossas vidas levaremos pessoas guardadas dentro de nós.

Umas porque nos dedicaram um carinho enorme, outras porque foram o objeto do nosso amor, ainda outras por terem nos magoado profundamente, quem sabe haverão algumas que deixarão marcas profundas por terem sido tão rápidas em nossas vidas e terem conseguido ainda assim plantar dentro de nós tanta coisa boa.

Lá na frente é que poderemos realmente saber a qualidade de vida que tivemos, a quantidade de marcas que conseguimos carregar conosco e a riqueza que cada uma delas guardou dentro de si.

Bem lá na frente é que poderemos avaliar do que exatamente foi feita a nossa vida,
se de amor ou de rancor, se de alegrias ou tristezas,
se de vitórias ou derrotas, se de ilusões ou realidades.
Pensem sempre que hoje é só o começo de tudo,
que se houver algo errado ainda está em tempo de ser mudado
e que o resto de nossas vidas de certa forma
ainda está em nossas mãos.


Autoria desocnhecida

O VALOR DAS COISAS QUE TEMOS...


O dono de um pequeno comércio,
amigo do grande poeta Olavo Bilac,
abordou-o na rua:
- Sr. Bilac, estou precisando vender o meu sítio, que o senhor tão bem conhece. Será que o senhor poderia redigir o anúncio para o jornal?
Olavo Bilac apanhou o papel e escreveu:
"Vende-se encantadora propriedade,
onde cantam os pássaros ao amanhecer no extenso arvoredo,
cortada por cristalinas e marejantes águas de um ribeirão.
A casa banhada pelo sol nascente, oferece asombra tranqüila das tardes, na varanda".
Meses depois, topa o poeta com o homem e pergunta-lhe se havia vendido o sítio.
- Nem pense mais nisso, disse o homem.
- Quando li o anúncio é que percebi a maravilha que tinha !
Às vezes, não descobrimos as coisas boas que temos conosco
e vamos longe atrás da miragem de falsos tesouros.
Valorize o que você tem, os amigos que estão perto de você, a pessoa que tanto te ama, o emprego que Deus lhe deu, o conhecimento que você adquiriu, a sua saúde, o sorriso....
Esses são os seus verdadeiros tesouros.


Postagens em destaque

VERSOS, PARA MEU NETO...

Um dia você chegou... Trouxe consigo o melhor verso. A brisa que acaricia, O vento que embala. Seu sorriso trouxe o alvorecer.   ...