quinta-feira, agosto 30, 2007

ASSIM É O AMOR DE VERDADE


Saudades do seu cheiro...do seu beijo...do seu abraço...de você inteiro.

Dolo VOXÊ!!!
Assiiiiiiiimmm de Montãooooooooooooooooooooooooooo!!

Beijos!!

Socorro Carvalho

AMOR ETERNO


Impedimentos não admito para a união de corações fiéis:
amor não é amor quando se altera ao perceber alteração,
ou cede em desertar quando o outro é desertor.


Oh, não ! Ele é um farol imóvel tempo afora,
que as tempestades olha e nem sequer trepida;
é a estrela para as naus, cujo valor se ignora,
mau grado seja a sua altura conhecida.


O amor não é joguete em mãos do tempo,
embora face e lábios de rosa a curva foice abata;
não muda em dias, não termina numa hora,porém,
até o final das eras se dilata.


Se isto for erro e o meu engano for provado,
Jamais terei escrito e alguém terá amado.



Shakespeare

NO REMANSO DO CORAÇÃO





A paisagem bela
Do rio que passa suave
Traz o vento frio que embala...
Embala os pensamentos
Conduz à inspiração.

Versos rimados, intercalados
Narram a magia do teu ser.
Oh, muso belo!
Por que ficas tão distante de mim?

Vem ouvir minha poesia
Aquecer minha pele fria.
No “rebujo” das águas flutuo
A navegar nas lembranças tuas.
Saudade!


Socorro Carvalho



*Na foto de Celso Lima - Rio Arapiuns, em Santarém. (Blog do Jeso)

Postagens em destaque

VERSOS, PARA MEU NETO...

Um dia você chegou... Trouxe consigo o melhor verso. A brisa que acaricia, O vento que embala. Seu sorriso trouxe o alvorecer.   ...