sábado, janeiro 12, 2008

URGENTEEEEEEEE!!

O SEU AMOR





Na paz do seu colo
Adormeço tranqüila
Sua voz
É canção suave aos meus ouvidos
Você reluz emoção
Faz brilhar meu olhar
Alegra meu coração.

Você é como o vento leve
Acaricia meu rosto
Me faz viajar no seu carinho
Seu amor é meu silêncio
Onde guardo
O pulsar acelerado do meu coração.

Você me seduz os pensamentos
Conduz meus desejos
É minha secreta e gostosa paixão
Seu amor
É minha maior satisfação.


Socorro Carvalho

VOCÊ MEU MUNDO MEU RELÓGIO DE NÃO MARCAR HORAS


Você meu mundo meu relógio de não marcar horas; de esquecê-las.
Você meu andar meu ar meu comer meu descomer.
Minha paz de espadas acesas.
Meu sono festival meu acordar entre girândolas.
Meu banho quente morno frio quente pelando.
Minha pele total.
Minhas unhas afiadas aceradas aciduladas.
Meu sabor de veneno.
Minhas cartas marcadas que se desmarcam e voam.
Meu suplício.
Minha mansa onça pintada pulando.
Minha saliva minha língua passeadeira possessiva
meu esfregar de barriga em barriga.
Meu perder-me entre pêlos algas águas ardências.
Meu pênis submerso.
Túnel cova cova cova cada vez mais funda estreita mais mais.
Meu gemidos gritos uivos iguais guinchos
miados ofegos ah oh ai ui nhem ahah
minha evaporação meu suicídio gozoso glorioso.

Carlos Drummond de Andrade

FÊMEA


Docilidade refletida
Entre risos soltos que enfeitam sua face
Candura de anjo
Malícia de demônio
Doce tentação, provocante excitação.

De suaves gestos
Sai por ai toda felina
Entre tantos mistérios de insensatez.

Ás vezes angelical
Ás vezes maquiavélica...
Mas sempre mulher.

Mistura louca de ternura e ferocidade
Fêmea
Instrumento sacana de inspiração,
Deusa dos poetas
Musa das canções...

Pecado sereno do desejo animal
Quando crava as unhas
E uiva gemidos de satisfação.

E faz jorrar das entranhas a seiva doce, bruta, quente,
Que se derrama, de tão contente,

A inundar de magia e sedução
O objeto masculino de ejaculação.


Falo erguido, corpo em erupção
Voraz
Se lambuza inteiro na doçura do seu mel
Para então, descansar todinho
No êxtase puro...
De um querer bandido
Ansiedade gostosa de prazer...
Fêmea...
Assim é você.





Socorro Carvalho




MIRIKA!

Pensei em mil maneiras de vir, aqui pra, lhe homenagear!
E de repente, decidi que lhe homenagearia com uma poesia bem ao seu estilo...(rsrs)
E escrevi FÊMEA, como uma forma de descrever a mulher e os mistérios que nela habita...
Você, é um exemplo dessa mulher,
moderna, sem frescuras, sem toque me toque...
VOCÊ é VOCÊ e ponto final, não é mesmo?
Então, é dessa mulher que falo em meu poema.
Afinal somos mesmo, assim,
um pouco anjo e um pouco demônio, concordas? rsrs
E é isso ai amiga,
mas vim mesmo pra lhe desejar um monte de coisas maravilhosas.
Acima de tudo quero lhe desejar muita SAÚDE...
Para que assim, possas continuar com esse sorriso bonito e essa alegria exuberante!
Ah, antes que eu esqueça...
Calço 33/34 viu!
Escrevi o poema em sua homenagem pois sei que adora meus poemas
e além de tudo é fã e leitora assídua
deste meu espaço doce de amor e loucura...

Obrigada pelo carinho e pelas palavras bonitas que sempre me escreve!
Continue, por aqui, prestigiando meu blog, pois sua presença muito me honra.
Que Deus abençoe você e todos os seus projetos de vida!!
Até mais, a gente se vê por ai pra você pagar a gelada...kkkk

Feliz Aniversário!!

Beijos

Socorro Carvalho

Postagens em destaque

VERSOS, PARA MEU NETO...

Um dia você chegou... Trouxe consigo o melhor verso. A brisa que acaricia, O vento que embala. Seu sorriso trouxe o alvorecer.   ...