segunda-feira, janeiro 14, 2008

PARA VOCÊ...PORRONCA


Hoje meu coração está triste...
Por uma das circunstâncias da vida,
A morte outra vez vem me surpreender.
Foi isso que aconteceu nesta, manhã de, segunda feira, dia 14 de janeiro de 2008.
Quando fiquei sabendo que Deus havia chamado, de forma brusca,
meu colega Antonio Soares da Silva,
mas conhecido, carinhosamente, por “Porronca”.
Um velho companheiro dos tempos de Rádio e Tv Ponta Negra
e ultimamente, até mesmo aqui na Rádio Rural e Tv Vida
(sempre que tínhamos transmissões ou problemas nas torres de transmissão das emissoras).
Porronca era um homem de batalha,
um pai de família trabalhador e uma pessoa muito legal.
Tinha no rosto uma alegria expressa em um sorriso
que sempre oferecia quando me encontrava.
Do Porranca,
lembro-me de muitas conversas, sempre regadas de muito risos e piadas.
Na muitas vezes, que cedo chegava a Tv Ponta Negra e na sala de master, lá junto comigo,
ficava esperando a hora de ir lá pro Saúbal ( onde fica a torre de transmissão da Rádio Ponta Negra),
e naquele tempo contava muitas histórias e estórias.
Tomando o cafezinha da Núbia, da Nely e assim a gente passava horas do tempo...
Mas entre tantas e tantas conversas,
lembro de uma que muito me chamou a atenção.
Foi uma vez que perguntei a ele:
_ Porronca, você não tem medo de subir em torres? Não tem medo de alturas?
E ele,simplesmente, me respondeu sorrindo:
"_Ah, Socorrinha, medo eu tenho né!
Mas, um dia, se eu tiver que morrer, caindo de uma torre, das alturas, foi Deus que quis assim...”
E essa foi umas das conversas que nunca esqueci,
pela forma simples e humilde como ele se expressou,
colocando nas mãos de Deus a determinação de sua vida.
( Sinceramente, achei muito bonito o que ele disse)
Sei que Porronca, nem teve tempo de pensar em Nada e se foi, caindo não de uma torre,
mas das alturas, de um jeito tão rápido.
Mas era a hora dele ir e Deus havia permitido que ele se fosse...
Sem dúvidas,
um instante de muita dor pra ele, pra seus familiares e amigos...
entre eles eu, também!
Sabe Porronca!
Foi horrível perder você dessa forma.
Mas não quero guardar comigo esse momento de dor.
Prefiro guardar o sorriso bonito que me deu quando me reencontrou na Rádio Rural
e seu contentamento em me ver por, aqui, trabalhando em uma outra emissora.
E é essa lembrança bonita, de você, que irei guardar, para Sempre comigo.
É Porronca, meu velho companheiro!
Você se foi...
Foi por que Deus com toda certeza
estava precisando de um Bom Eletricista
pra cuidar das luminárias do Céu...(Prefiro acreditar nisso)
Descanse em Paz e que Deus dê a você a Paz Eterna!

Mas saiba, desde já, que você vai nos fazer muita falta...muita falta mesmo!
Não apenas pela sua prestação de serviços, mas pela sua alegria e sua amizade...

Um grande abraço


Socorrinha




* Porronca, tinha algo que o fazia muito especial pra mim,o modo como me chamava.
Exatamente, como alguém, muito especial em minha vida me chama... Socorrinha

Postagens em destaque

POEMA CABOCLO

Meu amor... Tem cor de alvorecer. Carícia de brisa das manhãs. Cor de pôr do sol. Aroma de cupuaçu... Sabor do bombom de muruc...