quarta-feira, agosto 13, 2008

FLORES PARA VOCÊ...


DIA DOS PAIS!
O rádio anuncia os presentes, o comércio vende...vende...e vende.
As pessoas se emocionam, abraçam, sentem saudades...
No silêncio de minha observação
Um vazio, uma solidão toma conta de mim.
Já não tenho seus conselhos, sua benção, seu carinho.
Os versos do poemas se traduzem em lágrimas
A falta da sua presença já não me inspira rimas...
Tudo está triste, vazio, sem vida.
Na minha mente lembranças lindas
Navegam em meus pensamentos...
Lembrança das suas brincadeiras, do seu sorriso, da sua voz...
Saudade infinda ardendo, queimando meu peito.
Sinto saudades do cheiro da sua luta
Das suas idas e vindas, de sua labuta.
E de sua chegada alegre e feliz a nos reencontrar
Tudo resumido no brilho radiante do seu olhar a nos apreciar.
O calor do seu beijo e o afago do seu abraço...
Ah, pai quantas lembranças, quantas saudades suas!
No cemitério, hoje, estou a lhe visitar...
Em minha face descem gotas de lágrimas a molhar meu olhar,
E em cada pingo rego as plantas de sua sepultura com minha saudade...
Então, pego caneta e papel e a você começo a escrever
Conto-lhe da grande falta que sinto da sua sincera amizade...
Chorando acendo velas a conversar com você.
Ah, pai onde está você?
Hoje só queria um abraço,
E em seus braços me recolher e me proteger de tantas maldades.
Mas mesmo que eu procure não consigo encontrar você, (fisicamente)
Mas no vento que toca meu rosto sinto seu afago a me consolar.
Continuo ali sentada a conversar com você!
Solitária faço minhas orações e ofereço em sua intenção...
Arrumo o buquê de flores vermelhas e deixo pra você.
O sol está quente demais, preciso ir, estou com sono, vou pra casa dormir...
Fica com Deus pai querido!...
Um dia também vou morrer...
E a gente com certeza vai se encontrar.
Até lá...

Socorro Carvalho

Postagens em destaque

POEMA CABOCLO

Meu amor... Tem cor de alvorecer. Carícia de brisa das manhãs. Cor de pôr do sol. Aroma de cupuaçu... Sabor do bombom de muruc...