terça-feira, agosto 26, 2008

DO MEU JEITO, COM MINHA REBELDIA....


ETERNO


Muito se poetizou sobre o amor
Declamado em prosa e verso
Amores de todos os tipos
brejeiros, malandros, divinos
Polemizou-se a questão
Amor não é teoria
Amor é prática
Entregue às intempéries
Nas ventanias do cotidiano, fortifica-se
Confundido talvez,
com sentimentos fugazes
Amor não é fugidio
É perene...
Tudo passa
Não o amor verdadeiro
Intrincado simmas com um poder avassalador
sobre corpo e mente
Submissão não dicionarizada
pactuada por aqueles que a entendem
Resignação sadia
Não sádica
Sem mensurade valor, peso ou barganha
Define-se por si só
Sem espaço para culpa ou pena
Benditos os que o conhecem
Recíproco ou não
Nunca deixará de ser amor
Eternizado até o fim.
(Leila Soares)

Postagens em destaque

DANIELLE LIMA!! PARA VOCÊ, UMA CARTA DO MEU CORAÇÃO... FELIZ ANIVERSÁRIO!!!

Querida filha, Danielle Katrine Hoje, pensei em te fazer um poema!! Rimar versos para te falar do meu amor... Mas como poetizar,...