terça-feira, agosto 18, 2009

DISTÂNCIA

O tempo passa devagar
Da janela do apartamento
Vejo uma paisagem bonita
Uma pracinha repleta de pessoas estranhas
Num leve caminha de lá pra cá, de cá pra lá...
De longe aprecio tudo se passar nessa cidade tão distante.
Distante do seu cheiro
Longe do seu amor.
A saudade cai junto com o luar
Trazendo-me lembranças suas.
Meus pensamentos lhe buscam.
Encontro você na minha paisagem...
A miragem de sua imagem se faz refletir em meu peito.
Seu sorriso, seu olhar
Apossam-se dos meus devaneios.
A saudade aumenta
Atormenta meu viver.
Você tão longe e eu aqui tão distante
Sozinha trancada em minha solidão.
A música que toca “ao longe”
Tem a suavidade de suas mãos
O timbre de sua voz, o tom da sua emoção.
Ah, paixão! Loucura da minha razão
Vem morar comigo, salvar meu coração
Ser a cura da minha louca ilusão.



Socorro Carvalho

Boa Vista - 30 de julho de 2009.

Postagens em destaque

Maria Maria

Maria, Da lua Herdastes brilho e serenidade. Do sol Juntastes calor e esperança. Doce Maria! De encanto, de amor. Suave como a b...