quarta-feira, janeiro 06, 2010

DELINEANDO EMOÇÕES...

Na paisagem mágica, da vida
Viajo.

Quanto encanto e magia há dentro
Desse existir louco e inconstante

Quimeras, versos... poemas.
A harmonia do amor

O êxtase da vida
A beleza ao redor
Encantos do olhar.

O despontar de mais um dia...
O alvorecer de novos encontros, começos e recomeços.
A música de Nato Aguiar ( ao fundo) sonoriza meu universo
E no pontilhar suave de um violão
Viajo para dentro do meu coração
Numa luta absurda contra a razão.
Entre versos e reversos...
Quantas rimas e canções.
Nas veias
O pulsar do sangue numa latente emoção.

No peito longas interrogações esbravejam.
Ah, quantos versos ainda hei de escrever ?
Quantos amores hei de econtrar, encantar, amar?
Quantos?
Perguntas sem respostas...
Então, perco-me em meio ao tempo
Nesse Mundo de tantas procuras...
Reencostada na nostalgia, descanso.
O tempo silencia
Dando lugar a poesia.



Socorro Carvalho





Foto: Melke

Postagens em destaque

UM POEMA PARA ÁMON

Há dez meses... Você chegou!!! Trouxe no riso o estro. No calor O mais lindo poema de amor. Tão pequeno, tão meigo. Porém, forte e...