quinta-feira, fevereiro 18, 2010

PÁSSARO MÁGICO...

Todas as manhãs ele vinha...
Voando suave em minha direção.
Tinha asas de ouro ladrilhadas com diamantes.
E seu vôo era exuberante, pomposo, lindo...
E de longe, bem de longe
Já fazia palpitar meu coração.
Mesmo que atrasasse, demorasse,
Nunca faltava e sempre vinha...
Trazendo um canto ardente e precioso .
Um canto de “ liberdade”, de encanto e amor.
Cantava feliz por entre as veredas da ilusão.
Como perfeita obra de Deus
Sempre iluminava meu olhar.
Seu canto era feito uma sinfonia mágica
Invadia meus tímpanos e se tornava magia dentro de mim.
Seu canto era bonito, suave...
Em alguns momentos até agitado.
Mas até quando cantava ansioso e agitado era sempre encantador!
Como uma hipnose o canto daquele pássaro
Sempre vinha enfeitiçar minha emoção.
Como um vinho suave
O canto trazia-me a embriaguez da loucura.
Assim era o pássaro mágico
que todos os dias vinha me saudar e alegrar meu viver.
Mas um dia...
De repente, um vento forte surgiu e...
Levou o belo pássaro para bem distante de mim.
Hoje, acordo de madrugada e numa completa ansiedade
Busco, no silencio, o som daquele canto que tanto me fascinava...
Viro e reviro, perco-me no silêncio, na solidão!
O pássaro se foi!
Deixou sua frágil liberdade e voltou para sua gaiola do destino.
Foi em silêncio para não deixar sinais de sua partida.
Enquanto eu, mera expectadora de seu canto fiquei aqui...
Fiquei aqui perdida em meio à saudade daquele canto que me animava.
Uma saudade triste que aflige e tortura.
Tudo ao meu redor está sem vida!
Já não tenho o vôo exuberante do meu pássaro preferido.
E o meu canto, outrora, tão apreciado
Deixa-me , hoje, uma enorme tristeza.
Mesmo que eu tente procurar, esperar...
Minha procura e espera são inúteis!
Meu pássaro mágico não vem mais!
Trocou o vôo suave por um vôo assustado amedrontado
E talvez sobre ameaças voltou apressado pra sua gaiola...
Calando seu canto de felicidade!
Hoje, longe de mim, está cumprindo seu destino.
E talvez, até alegrando outro ninho com seu canto bonito.
Mas mesmo assim vou guardar pra mim
A melhor melodia de seu canto, a pompa do seu pouso
A beleza de suas asas
e a delicadeza de seu vôo rasante que tanto me impressionava...
No céu da minha inspiração
Todos os dias aquele pássaro inesquecível
será miragem da minha imaginação.
E em cada vez que a saudade for tanta
Trancar-me-ei num canto qualquer
e em segredo farei daquele pássaro
A poesia mais alegre para traduzir minha solidão.
O pássaro mágico se foi
deixando-me apenas boas lembranças daquele canto lindo ...
Nunca mais outro ser
terá a magia e o encanto daquele pássaro.
Enquanto  aquele canto tão mágico será, sempre,
único e inesquecível em meu coração.





Socorro Carvalho

* Para, você, meu pássaro Mágico...


QUEM INVENTOU O AMOR?

Quem inventou o amor?
Só pode ser alguém com poder supremo,
alguém capaz de diferenciar os sentimentos,
capaz de mudar o mundo com um simples gesto.
Quem inventou o amor?
Só pode ser alguém especial,
alguém único, capaz de inundar corações com emoção,
com desejos de reparação.
Quem inventou o amor?
Só poderia mesmo ser nosso Deus, nosso Pai.
Capaz de criar um mundo com tantas perfeições,
que só mesmo o homem para danificá-lo com suas más intenções.
O amor é perfeito, a vida é perfeita,
só depende de quais são olhos que a vê,
de quais são os corações que a sente.
Ame!
Pois o amor é gratuito!


Desconheço a autoria

Postagens em destaque

Maria Maria

Maria, Da lua Herdastes brilho e serenidade. Do sol Juntastes calor e esperança. Doce Maria! De encanto, de amor. Suave como a b...