quarta-feira, julho 21, 2010

HOLLYWOOD PARAENSE

Li hoje (21/07) uma entrevista, no Caderno Você – Cultura e Qualidade de Vida do Jornal Diário do Pará, com o ator e produtor de elenco Adriano Barroso. Ele fala sobre o filme “Eu Receberia as Piores Notícias dos Seus Lindos Lábios”, que será gravado em Santarém. Ao ser questionado sobre a escolha de Santarém ele respondeu: é praticamente a Hollywood Paraense.



É verdade. Santarém foi escolhida pela produção de Tainá III e Eu Receberia as Piores Notícias dos Seus Lindos Lábios. E dizem que vem mais por aí.


E falando nesse assunto, aproveito para anunciar que estou me dedicando a escrever histórias que pretendo gravar, ainda que de forma amadora, a fim de conseguir deslanchar uma nova carreira. Já conclui o roteiro de “Uma Aventura na Ilha do Amor” e estou concluindo o roteiro de “TapaZonas”. Assim que concluir o roteiro desse último, já estou com a idéia na cabeça da terceira obra: O Segredo da Ribeirinha.


Vou arriscar. Vamos ver no que vai dar. Pelo menos nessas três histórias pretendo incluir elementos locais na ficção. Em Uma Aventura na Ilha do Amor, por exemplo, a trama central se desenvolverá na Ilha do Amor, em Alter do Chão, mas as cenas também devem ser gravadas em pontos estratégicos da cidade, como o Terminal Fluvial Turístico, Praça do Pescador, Praça do Mirante etc.


Em “TapaZonas” a história principal se passará em uma comunidade da várzea, no rio Amazonas. A idéia é destacar o fenômeno natural das Terras Caídas e as suas conseqüências. Mas, tudo isso em meio a aventura e ação.


Já em O Segredo da Ribeirinha, o destaque será a utilização das nossas plantas medicinais.


Se Deus quiser, pretendo começar as gravações de TapaZonas no segundo semestre do ano, durante a vazante dos rios da região, época em que as terras caídas estão em evidência.


Só mais uma observação: em todas essas histórias haverá um núcleo especial dedicado ao jornalismo. Seja através de estudantes, seja através de veteranos. Eles (os jornalistas) terão papel importante.


Enfim, devo concluir o roteiro de TapaZonas na próxima semana.




Udirley Andrade

* Esse Udirley é uma figura.
E não pára por ai. Além de toda a ousadia do nosso colega de imprensa, como Produtor de Cinema.
As gravações desses filmes, em nossa Região, ainda vão nos trazer muitas novidades boas.
Não é mesmo Udi?!!! rsrs

SEDE ÁGUA, GENTE!


Na tristeza
Do vazio balde
No arrabalde
Ou no centro da cidade
A sede é grande
Como grande
É a sede onde se decide
Quem bebe
E quem não bebe
Das águas escondidas


A cidade se afoga
Em suas águas
Em suas mágoas
Em sua sede
Em sua rede de distribuição
Sem as peças de reposição
De uma máquina
Há muito enguiçada


[COntinuamos Sem Água
Nessa Pérola Abandonada!]


Cidade esganiçada
Cede ao vil capricho
Do teu sicário
E vira bicho dromedário:
Lata d’água na cabeça!



Lá vai o operário
Lá vai a servente
Lá vai toda essa gente
Saciar a sua sede
Na bica do vizinho
Que tem poço…
- Tenho sede, moço!


Sede não só de água
Mas de justiça
De inverter a história
E acabar a mesma estória
De morrer de sede
Na cidade das águas…


É preciso que essa gente
Seja mais que turbilhão
Mais que multidão
Capaz de romper a represa
Fazer a surpresa
Virar corredeira!
Virar inundação!


Sede água, gente!
Vós que tendes
Água que corre nas veias
Água ribeirinha
Água ribeirão


Sede água, gente!
Abre as comportas de vosso coração
Cheio de revolta e de opressão
Faz-te a pressão da água
Rompe os dutos da incompetência!
Racha os canos da indecência!



Sede água, gente!
Sede igarapé!
Sede riacho!
Sede fé!


Pois se não puderes ser, serás o quê?
Um filete de água?
Ou o leito seco da tua pia
Que nem água na boca dá?


Sede água, gente!
Sede rio!
Que segue pro mar
E mata a sede
De quem tem sede
De amar…



 Jota Ninos, jornalista e poeta santareno


* Junto minha indignação a do meu colega Jota Ninos e toda a população santarena oprimida por essa tal de D. Cosanpa e pela falta de atenção das autoridades em não resolver esse problema que já se tornou crônico
em nossa Empoeirada "Pérola do Tapajós".
A minha sorte é que meus vizinhos são solidários e me cedem água do poço. Diferente de muitas pessoas ainda  não tive de ficar  03 dias sem tomar banho.Penso que seja por isso que não me veio nenhuma inspiração desse tipo. (rsrs)
Só sei dizer que: " Tenho sede, moço"!
Em breve vou postar umas fotos bem legais da Rodagem, do pedaço onde moro, está " linda"!!!
Tão linda que faço questão de postar  o tamanho da minha outra indignação!
Aguardem!!

Postagens em destaque

POEMA CABOCLO

Meu amor... Tem cor de alvorecer. Carícia de brisa das manhãs. Cor de pôr do sol. Aroma de cupuaçu... Sabor do bombom de muruc...