quarta-feira, setembro 08, 2010

PARTILHANDO MEU DIA!!!!



Hoje, como sempre, acordei cedo...

É quarta-feira e depois do feriado de 07 de setembro, tem Mais Educação....ufaaa!rsrs

Mas estou bem e descansada, afinal de contas, ontem aproveitei o dia para encontrar comigo mesmo. Verdade. Não sou louca, não. É que fiquei o dia todo praticamente sozinha e aproveitei para fazer um monte de coisas e até curti minhas músicas, lembrando das pessoas que gosto e deu até de sentir saudades de outras...

(que nem queria lembrar)

O dia, sozinha, foi bom demais.

Logo pela manhã algumas chateações, mas apesar disso não sofri, como antes.

Na verdade fiquei, mesmo, foi muito P da vida. Sinceramente tem certas coisas que jamais conseguirei entender, mesmo que eu tente.

É que às vezes tem certas situações que me tiram do sério.

Mas agora entendo que o tempo é um grande sábio

e nos ensina a encarar certas coisas com outra visão.

Ou seja, o tempo nos amadurece.

Só tem uma coisa que ele ainda não conseguiu curar e acalmar, dentro de mim, é a raiva que sinto quando percebo certas coisas que as explicações não me convencem.

Mas isso um dia vai acabar. Tenho certeza.

Como diz um velho ditado popular, “tudo nessa vida é passageiro,

menos o cobrador e o motorista”. Ainda bem.

E quando eu menos esperar esses detalhes nem vão mais me chatear,

pois ai já não valerá mais a pena.

Mas por enquanto nenhum argumento consegue explicar essa repetição de ações que tanto me aborrecem.



Enfim, deixando a chateação de lado...

Tenho costume de acorda cedo, todos os dias, mas hoje tinha um motivo maior para estar de pé tão cedo. Precisava ir à emissora terminar as produções de uns textos e depois ir para escola São Francisco para as oficinas do Programa Mais Educação.

Depois de acordar Felipe, fazer café, tomar um banho, tomar café...

me arrumei e sai...

Pra inicio de conversa tive de descer lá para avenida Cuiabá para apanhar um transporte, pode?Pode sim.

É que o pedaço bendito da Magalhães Barata, onde moro, AINDA está uma desgraça de danificado. Como recompensa, além do esquecimento e descaso do Poder Público, os ônibus trocaram de rota e não estão mais passando naquela parte da Rodagem. Por isso, é preferível descer e apanhar outra linha que passa na Cuiabá e que também passa em frente da Rádio Rural.



Na parada fiquei aproximadamente uns 20 minutos esperando o ônibus. Enquanto isso aproveite para observar a loucura que é o transito naquela avenida. Uma verdadeira loucura mesmo. Vi um ciclista irresponsável e desatento quase ser atropelado por uma moto que passara em alta velocidade, vi um homem de bicicleta deixando a esposa no trabalho ( que lindo), fazia tempo que não via essas coisas. rsrs



No alto do viaduto, motos, motos e motos, carros, carros e carros de todos os tamanhos. Todos subindo e descendo numa velocidade maluca. Vi crianças caminhando para escola, pessoas indo pro trabalho a pé, de bicicleta, de moto e etc...

Vi carros abastecendo, vi o homem

que vende vísceras lá em seu cantinho, sentando...

Era o inicio de mais um dia.

E pude observar quanta pressa de chegar , a algum lugar, existe nas pessoas.

A pressa é tanta que nessa corrida contra o tempo

nem sequer sobra tempo pra observar muitas coisas maravilhosas que se passam diante de nós.

Eu, também, estava com pressa, mas não adiantava me estressar o ônibus não vinha mesmo,

então tinha de esperar.

Outros ônibus da Empresa Perpetuo Socorro passaram, diante de mim, cada qual mais lotado que o outro. Então, entre um carro lotado e um monte de gente mal agasalhada preferi esperar o velho ônibus alaranjado.



Depois de quase 20 minutos esperando lá vem o Floresta Prainha, alaranjado de tinta por fora e de poeira por dentro. Peço a parada e lá vou eu.

O motorista era um cara bem humorado e todo animado. Talvez pra compensar a cara feia da cobradora que parecia, ainda, nem ter acordado...
O carro andava capenga, de bancos empoeirados e etc...
Mas nada disso conseguiu tirar a inspiração do meu novo dia.

E olha que estava até com saudade da turma danada do Programa Mais Educação, acreditas? Pois é verdade.

Sem me deixar vencer pelo estresse sentei numa janela e tal foi minha surpresa, da janela pude contemplar o nascer do sol. Puxa como ele surge lindo e majestoso. De tanto brilho ele parecia reluzir alegria e contentamento em poder iluminar outro dia, novamente.

O ônibus continuava o trajeto e eu cada vez mais encantada com o sol que batia em minha janela. Viajava nos pensamentos e pensamentos... Que eram tantos que nem sei dizer quantos...

De repente, diante de meus olhos, o lindo e maravilhoso Rio Tapajós. Outra dádiva da natureza que passa tão despercebida diante de nossa pressa veloz.


Acho que deveria estar com cara de boba a contemplar a calmaria daquele rio lindo e sereno. ( olhar de poeta) Diante dos meus olhos, aquele rio tão magno estava ali tão indefeso. Como se timidamente nem quisesse se manifestar de tão tranqüilo que estava, nem banzeiro tinha. E pude viajar em toda extensão de sua poesia.

No cais o povo caminha, trabalha, come, conversa, exercita a panturrilha. Enquanto eu, cá de longe, me aproveito da corrida sem força daquele ônibus para contemplar tão preciosa maravilha da vida, o Tapajós.



E assim fui seguindo meu trajeto rumo a lida, encontrando no sol e no rio versos e rimas pra inspiração do meu novo dia...

Cheguei à emissora, fiz meu trabalho, deixei tudo certinho e fui encontrar com a turma do Programa Mais Educação.

Chegando a escola encontrei com eles e elas cada um e cada uma com seu jeitinho ímpar, as vezes insuportáveis e em outras vezes adoráveis. Mas confesso que já aprendi a gostar de cada um e cada uma com seu jeito especial e do meu jeito.

A aula acabou e novamente lá está eu dentro do velho ônibus empoeirado, de volta pra rádio. E diferente da calmaria da manhã o sol estava ardente e o rio com seu remanso agitado levando às embarcações as diversas regiões ribeirinhas e comunidades...

O calor era grande que não me permitiu observar. Só pude perceber que dessa vez, no ônibus, era um cobrador simpático e bem agradável e um motorista já idoso e até bem educado.

O tempo passa depressa e até que o ônibus chegou rápido.
Chego à emissora e novamente recomeço minha jornada de trabalho.
Um lida cansativa e, às vezes, um tanto dolorida.
Porém, Valiosa.

Valiosa porque estou com saúde e posso encarar, de frente, os desafios da vida, mesmo apesar das adversidades surgidas.

Valiosa por que Graças a Deus, estou VIVA.

Além dessa dádiva. Tenho um filho sadio, um lar pra morar, uma família que amo, amizades verdadeiras, sentidos perfeitos que me permitem amar e de ganho ainda tenho a poesia na alma e com ela posso contemplar todas as belezas que Deus coloca, em cada dia, diante de cada um e cada uma de nós, com o olhar da poética.

Agora o dia terminou. Missão cumprida, graças a Deus.

( como diz meu colega radialista Gerson Gregório) rsrs

Até me sobrou tempo pra vir aqui partilhar como foi MARAVILHOSO este meu dia !!!

Agora entendo muito mais...

Uma delas é que a felicidade está em pequenos fragmentos da vida, contidos dentro de nós.

Obrigado meu Deus por esse dia e pelo Dom precioso da VIDA.

Um grande abraço!



Uma ótima noite e um excelente dia.



Socorro Carvalho

PEDRO!!! TENHO ORGULHO IMENSO DE TER VOCÊ COMO MEU FILHO

Pedro, meu filho, lindo todooooooo.


Oh, Deus sou grata a Ti pelo Dom da vida e do Amor que me deu de presente essa dádiva de ser Mãe desse menino tão maravilhoso.
Sou orgulhosa de você, filho.
Sempre.



 Léia, minha amiga, também foi lá na avenida, por duas vezes,
babar junto comigo....rsrs
Olha ela ai toda prosa ao lado do menino mais lindo do mundo.

Postagens em destaque

Maria Maria

Maria, Da lua Herdastes brilho e serenidade. Do sol Juntastes calor e esperança. Doce Maria! De encanto, de amor. Suave como a b...