terça-feira, setembro 14, 2010

É ASSIM QUE TE GOSTO


Gosto do teu perfume,
Que no ar me faz sentir o aroma da tua presença.

Gosto do teu jeito sério,
Que esconde esse moleque sapeca que me conquista.

Gosto do teu silêncio,
Que esconde mistérios e segredos que me encantam.

Gosto do tom da tua voz,
Que me repreende as vezes, me domina e fascina pela segurança.

Gosto do teu olhar,
Que me olha sacana, me deseja e me desnuda de um jeito safado.

Gosto do cheiro da tua pele,
Que excita e me inspira a querer-te loucamente.

Gosto do teu sorriso,
Que feito luz, ilumina de ternura o meu coração.

Gosto da tua boca,
Que me diz palavras loucas e instiga minha ousadia.

Gosto do teu beijo molhado,
Que despe meus pudores e vergonha... e me veste de fantasias obscenas.

Gosto do toque de tuas mãos,
Que na voracidade das carícias me faz molhar de tesão.

Gosto do teu abraço forte,
Que me envolve, protege e me aquece de sacanagens secretas.

Gosto do teu corpo nu,
Que grande sobre mim, me faz sentir o peso do teu querer.

Gosto da tua língua macia e quente,
Que roça suave a minha intimidade e me faz delirar.

Gosto do teu desejo desvairado,
Que insano, sem vergonha me possui e me devora inteira.

Gosto da tua loucura ousada,
Que entre grunhidos e gemidos ofegantes me faz chegar ao êxtase absoluto.

Gosto da tua insensatez dominadora,
Que me faz ordinária, vadia única dos teus instintos.
Quando em minha boca derrama tua seiva quente, que adoro.

Gosto do teu improviso renovado,
Que foge do convencional e me faz extrapolar limites do perigo que tanto me excita.

Gosto do teu gozo completo,
Que louco e gostoso invade quente minhas entranhas.

Gosto da tua sacanagem bem sacana,
Que me faz bandida, vagabunda na hora de me dar a você.

Gosto do teu gosto proibido,
Que feito vinho sempre me embriaga de loucura e tesão...
Nesse amor que não passa.

Socorro Carvalho

 * "
"É assim que te gosto" é o poema fruto de uma grande e inesquecível inspiração...
Gosto de todos os meus poemas.
Mas este é um dos meus preferidos.
Afinal de contas...
O poema é reflexo de um Gostar  singelo, puro, suave, louco,(in) sensato,
insano, indescritível, infindo  etc...
E que reside dentro do meu coração.
Pois apesar do tempo.
Ainda é assim que continuo te gostando...

AMOR

O amor quando se revela
Não se sabe revelar
Sabe bem olhar pra ela
Mas não lhe sabe falar.

Quem quer dizer o que sente
Não sabe o que há de dizer
Fala: parece que mente
Cala: parece esquecer

Mas se ela adivinhasse,
Se pudesse ouvir o olhar,
E se um olhar lhe bastasse
Pra saber que a estão a amar

Mas quem sente muito cala
Quem quer dizer quanto sente
Fica sem alma nem fala
Fica só inteiramente.


Mas se isto puder contar-lhe
O que não lhe ouso contar
Já não terei que contar-lhe
Porque lhe estou a falar.



Fernando Pessoa


Postagens em destaque

Em entrevista, o Poeta e Compositor santareno Renisson Luis Vasconcelos fala de sua arte e do amor que tem por Nossa Senhora da Conceição

Estamos na semana que antecede o Círio 2017 de Nossa Senhora da Conceição, Padroeira de Santarém.  Uma semana intensa de preparativos ...