sexta-feira, outubro 15, 2010

RELIGIÃO: RÁDIO RURAL RECEBE VISITA DA IMAGEM PEREGRINA DE NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO

As orações da ouvinte.

O momento de celebração pelos funcionários (as)

Francimar Farias e a filhota Flavinha

Pe. Ediberto Sena e membros da Comissão da Imagem Peregrina de Nossa Senhora da Conceição 

Eu, a Imagem  e a Comissão...

Genildo Júnior e Karla Lima

Jolema Viana e a Imagem Peregrina de Nossa Senhora da Conceição

A oração da ouvinte diante da imagem de Nossa Senhora da Conceição 

A visita da Imagem Peregrina de Nossa Senhora da Conceição
ocorreu, na quarta-feira, 13 de outubro das 16h às 17: 30
na recepção da Rádio Rural de Santarém.
O coordenador da emissora Pe. Edilberto Sena junto com funcionários(as)
 recepcionaram a iamgem da Santa.
Após a visita, à emissora, a Imagem seguiu para casa do senhor Herbet  o Cacheado, da garapeira Ipyranga.

MEIO AMBIENTE - PROGRAMA TEM META DE REDUZIR CONSUMO DE SACOLAS PLÁSTICAS ATÉ FIM DO ANO

Os idealizadores do Programa de Qualidade e Consumo Responsável de Sacolas Plásticas estimam que, até o final deste ano, 3 bilhões e 900 milhões de unidades deixem de ser usadas no país.

A iniciativa, existente desde 2007, por meio da parceria entre a indústria e o varejo, visa a despertar no consumidor a prática de um consumo responsável, além de incentivar o descarte adequado de sacolas plásticas.

O programa foi implementado em sete capitais brasileiras (São Paulo, Porto Alegre, Salvador, Goiânia, Brasília, Rio de Janeiro e Recife). Até o fim do ano, será estendido a Florianópolis e a Belo Horizonte.

Estima-se que, a cada hora, os brasileiros usem 1 milhão, 700 mil sacolas plásticas. Seguindo esse cálculo, o total consumido por mês chega a mais de um bilhão e por ano, a cerca de 15 bilhões.

Para reduzir esse volume, o Ministério do Meio Ambiente lançou, em junho de 2009, a campanha Saco é um Saco, que busca incentivar o consumidor a utilizar ecobags (sacolas retornáveis).

Hoje (15), data em que é comemorado o Dia do Consumidor Consciente, serão promovidas ações em vários estados para destacar o uso e a importância das sacolas retornáveis na redução de impactos ambientais.

De acordo com o diretor e superintendente do Instituto Nacional do Plástico, Paulo Dacolina, a produção de sacolas mais resistentes tem colaborado para a redução do consumo desordenado de sacolas plásticas, o que foi possível consolidar a partir da parcerias com grandes redes de supermercados do país.

Para a técnica de Consumo Sustentável do Ministério do Meio Ambiente Paula Galvani, a mudança de hábito é importante para diminuir os impactos ambientais.


Fonte: Agência Brasil

SAÚDE: 15 DE OUTUBRO DIA DE LAVAR AS MÃOS

Hábito de lavar as mãos deve ser estimulado desde a infância, diz infectologista

Hoje, 15 de outubro, é o Dia Mundial de Lavar as Mãos.O dia é lembrado por mais de 80 países e esse ano, pela primeira vez no Brasil.

A data foi instituída para reforçar a importância de higienizar as mãos para prevenir doenças transmitidas por micróbios, vírus e bactérias.


De acordo com o coordenador da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar do Instituto Fernandes Figueira, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Carlos Eduardo Figueiredo o costume de lavar as mãos com frequencia deve ser adotado pela população desde a infância.

O infectologista destacou que ao ser estimulada essa prática desde a infância, o hábito automaticamente será levado para a vida adulta. O que torna-se um gesto importante, que leva pouco tempo, é barato e previne várias doenças.

O estudioso disse ainda que a epidemia de influenza A (H1N1) - gripe suína – foi a grande responsável em fazer com que a população se preocupasse com a higiene das mãos, no ano passado. Esse ano, tudo isso voltou ao esquecimento o que não deve acontecer pois lavar as mãos é um comportamento que precisa ser estimulado o tempo todo.

O tempo gasto com a higienização das mãos é de no mínimo 20 segundos, quando é usado álcool, e em torno de 40 segundos com água e sabonete.

A pesquisa Hábitos de Lavagem de Mãos no Brasil, feita pelo Instituto Ibope mostrou que 65% das crianças apresentam coliformes fecais nas mãos. Embora 84% das mães entrevistadas tenham dito que se deve lavar as mãos antes das refeições, 76% dizem cumprir essa recomendação. Apenas 25% afirmaram assegurar que o filho lave as mãos depois de ir ao banheiro. O estudo ouviu 277 mães de crianças entre 4 e 12 anos.

De acordo com dados de 2009 do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), 3 milhões e meio de crianças com menos de 5 anos morrem anualmente por causa de doenças relacionadas à diarreia e infecções respiratórias agudas.

As recomendações do Ministério da Saúde para uma higienização adequada das mãos incluem o cuidado com a lavagem nos espaços entre os dedos e o uso de papel toalha para secar as mãos.

Fonte: Agência Brasil

Postagens em destaque

POEMA CABOCLO

Meu amor... Tem cor de alvorecer. Carícia de brisa das manhãs. Cor de pôr do sol. Aroma de cupuaçu... Sabor do bombom de muruc...