sexta-feira, outubro 15, 2010

RELIGIÃO: RÁDIO RURAL RECEBE VISITA DA IMAGEM PEREGRINA DE NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO

As orações da ouvinte.

O momento de celebração pelos funcionários (as)

Francimar Farias e a filhota Flavinha

Pe. Ediberto Sena e membros da Comissão da Imagem Peregrina de Nossa Senhora da Conceição 

Eu, a Imagem  e a Comissão...

Genildo Júnior e Karla Lima

Jolema Viana e a Imagem Peregrina de Nossa Senhora da Conceição

A oração da ouvinte diante da imagem de Nossa Senhora da Conceição 

A visita da Imagem Peregrina de Nossa Senhora da Conceição
ocorreu, na quarta-feira, 13 de outubro das 16h às 17: 30
na recepção da Rádio Rural de Santarém.
O coordenador da emissora Pe. Edilberto Sena junto com funcionários(as)
 recepcionaram a iamgem da Santa.
Após a visita, à emissora, a Imagem seguiu para casa do senhor Herbet  o Cacheado, da garapeira Ipyranga.

MEIO AMBIENTE - PROGRAMA TEM META DE REDUZIR CONSUMO DE SACOLAS PLÁSTICAS ATÉ FIM DO ANO

Os idealizadores do Programa de Qualidade e Consumo Responsável de Sacolas Plásticas estimam que, até o final deste ano, 3 bilhões e 900 milhões de unidades deixem de ser usadas no país.

A iniciativa, existente desde 2007, por meio da parceria entre a indústria e o varejo, visa a despertar no consumidor a prática de um consumo responsável, além de incentivar o descarte adequado de sacolas plásticas.

O programa foi implementado em sete capitais brasileiras (São Paulo, Porto Alegre, Salvador, Goiânia, Brasília, Rio de Janeiro e Recife). Até o fim do ano, será estendido a Florianópolis e a Belo Horizonte.

Estima-se que, a cada hora, os brasileiros usem 1 milhão, 700 mil sacolas plásticas. Seguindo esse cálculo, o total consumido por mês chega a mais de um bilhão e por ano, a cerca de 15 bilhões.

Para reduzir esse volume, o Ministério do Meio Ambiente lançou, em junho de 2009, a campanha Saco é um Saco, que busca incentivar o consumidor a utilizar ecobags (sacolas retornáveis).

Hoje (15), data em que é comemorado o Dia do Consumidor Consciente, serão promovidas ações em vários estados para destacar o uso e a importância das sacolas retornáveis na redução de impactos ambientais.

De acordo com o diretor e superintendente do Instituto Nacional do Plástico, Paulo Dacolina, a produção de sacolas mais resistentes tem colaborado para a redução do consumo desordenado de sacolas plásticas, o que foi possível consolidar a partir da parcerias com grandes redes de supermercados do país.

Para a técnica de Consumo Sustentável do Ministério do Meio Ambiente Paula Galvani, a mudança de hábito é importante para diminuir os impactos ambientais.


Fonte: Agência Brasil

SAÚDE: 15 DE OUTUBRO DIA DE LAVAR AS MÃOS

Hábito de lavar as mãos deve ser estimulado desde a infância, diz infectologista

Hoje, 15 de outubro, é o Dia Mundial de Lavar as Mãos.O dia é lembrado por mais de 80 países e esse ano, pela primeira vez no Brasil.

A data foi instituída para reforçar a importância de higienizar as mãos para prevenir doenças transmitidas por micróbios, vírus e bactérias.


De acordo com o coordenador da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar do Instituto Fernandes Figueira, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Carlos Eduardo Figueiredo o costume de lavar as mãos com frequencia deve ser adotado pela população desde a infância.

O infectologista destacou que ao ser estimulada essa prática desde a infância, o hábito automaticamente será levado para a vida adulta. O que torna-se um gesto importante, que leva pouco tempo, é barato e previne várias doenças.

O estudioso disse ainda que a epidemia de influenza A (H1N1) - gripe suína – foi a grande responsável em fazer com que a população se preocupasse com a higiene das mãos, no ano passado. Esse ano, tudo isso voltou ao esquecimento o que não deve acontecer pois lavar as mãos é um comportamento que precisa ser estimulado o tempo todo.

O tempo gasto com a higienização das mãos é de no mínimo 20 segundos, quando é usado álcool, e em torno de 40 segundos com água e sabonete.

A pesquisa Hábitos de Lavagem de Mãos no Brasil, feita pelo Instituto Ibope mostrou que 65% das crianças apresentam coliformes fecais nas mãos. Embora 84% das mães entrevistadas tenham dito que se deve lavar as mãos antes das refeições, 76% dizem cumprir essa recomendação. Apenas 25% afirmaram assegurar que o filho lave as mãos depois de ir ao banheiro. O estudo ouviu 277 mães de crianças entre 4 e 12 anos.

De acordo com dados de 2009 do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), 3 milhões e meio de crianças com menos de 5 anos morrem anualmente por causa de doenças relacionadas à diarreia e infecções respiratórias agudas.

As recomendações do Ministério da Saúde para uma higienização adequada das mãos incluem o cuidado com a lavagem nos espaços entre os dedos e o uso de papel toalha para secar as mãos.

Fonte: Agência Brasil

Postagens em destaque

Em entrevista, o Poeta e Compositor santareno Renisson Luis Vasconcelos fala de sua arte e do amor que tem por Nossa Senhora da Conceição

Estamos na semana que antecede o Círio 2017 de Nossa Senhora da Conceição, Padroeira de Santarém.  Uma semana intensa de preparativos ...