quinta-feira, maio 17, 2012

SENTIDOS...


Meu  olhar se perde em tua presença...
Quando te vejo chegando, passando, indo.
Em cada passo vais te distanciando.
Num  caminhar lento,
Quase infindo...
Tu  segues.
Quando te vejo
Meu   olhar fica  sereno
Sinto o peito palpitar  ilusões ousadas.
Então te caço, te acho.
No encontro...
As pupilas brilham  reluzentes,
Seguindo-te pelo caminho.
Tu vais,
Tu vens
E meus olhos insistentes  te acompanham
( sempre)
Ansiados de  vontade do toque,
Do sentir
( teu cheiro)
Oh! Imaginário desejo!!
Sob meu olhar
 (que te segues )
Desfilas, belo,  pomposo,
Num caminhar firme e  gostoso ( tu segues).
Indiferente ao meu desejo.
 (cá escondido)
Brincas, feito criança dentro dos meus pensamentos
Como um menino levado, disfarçado,
Sob o olhar e  os mistérios
Do homem que habita em ti.
Não há medida, métrica para aferir a  poética
Que encontro   em   teu olhar.
Quimeras perambulam entre pensamentos loucos
Enquanto  a sede  continua a incomodar minha boca.
Meus  lábios secos tentam  sussurrar teu nome.
E na minha loucura
Apenas ressoam balbucias, em segredos.
Enquanto...
De longe, lá distante... tu passas.
Aguçando meus sentidos
Despertando minhas  fantasias....
E eu ,  cá distante
Apenas te olho e te sonho.

Socorro Carvalho 

"O que torna belo o deserto, é que ele esconde
um poço em algum lugar."
(O Pequeno Príncipe, Saint Exupery)

Postagens em destaque

Maria Maria

Maria, Da lua Herdastes brilho e serenidade. Do sol Juntastes calor e esperança. Doce Maria! De encanto, de amor. Suave como a b...