segunda-feira, agosto 20, 2012

NO UNIVERSO DO MEU VERSO


Sobre as nuvens viajo
Enquanto meus olhos
Contemplam  o infinito.
Vejo  montanhas alvas
De formatos diversos.
Nuvens límpidas...  branquinhas.
Meu olhar se perde na poética  do universo.
Sob o contraste  azul e branco, das nuvens.
Surgem versos coloridos,
Rimas de bem querer.
No universo do meu  verso,
Minha inspiração é você.

Socorro Carvalho
Altamira 18.08.2012

POEMA



É sempre nos meus pulos o limite.
É sempre nos meus lábios a estampilha
É sempre no meu não aquele trauma.


Sempre no meu amor a noite rompe.
Sempre dentro de mim meu inimigo.
E sempre no meu sempre a mesma ausência
.


Carlos Drummond

Postagens em destaque

POEMA CABOCLO

Meu amor... Tem cor de alvorecer. Carícia de brisa das manhãs. Cor de pôr do sol. Aroma de cupuaçu... Sabor do bombom de muruc...