sexta-feira, janeiro 04, 2013

MENINA...


Cheia de candura
Sua beleza, reluz juventude.
Doce como  o néctar.
Tem harmonia no falar,
Delicadeza no agir.
Encanto no olhar.
Anjo, menina!
Linda inspiração.
Poesia singela, no relicário de Deus.



Socorro Carvalho 



* Esta é  Carol Batista!
A musa inspiradora dos olhos e do coração do Pedro...rsrs
Linda!!

LEMBRANÇAS


“Vou fazer disso aqui meu lugar
Enquanto a distância faz sofrer
Vou lembrar fantasias que o tempo me traz
Procuro o seu perfume no ar
Eu sonhei outra vez que voltei
A luz da manhã me despertou
Clareou madrugada, a noite fugiu
Um nó na garganta, não consegui esconder
Então chorei...”


Roupa Nova 

OS POEMAS


Os poemas são pássaros que chegam
não se sabe de onde e pousam
no livro que lês.
Quando fechas o livro, eles alçam vôo
como de um alçapão.
Eles não têm pouso
nem porto
alimentam-se um instante em cada par de mãos
e partem.
E olhas, então, essas tuas mãos vazias,
no maravilhado espanto de saberes
que o alimento deles já estava em ti...

Mário Quintana

Postagens em destaque

Maria Maria

Maria, Da lua Herdastes brilho e serenidade. Do sol Juntastes calor e esperança. Doce Maria! De encanto, de amor. Suave como a b...