quinta-feira, julho 31, 2014

NESTE SILÊNCIO, APENAS PENSAMENTOS SOLTOS ...


É meio dia, deixo a realidade de lado, enquanto a poesia musical faz alarde em meio a essa tarde vazia. Na “vitrola” do   computador um som de barzinho ressoando suave, velhas canções,  a encher de vida meu coração. Os pensamentos viajam e se encaixam entre as tantas  indagações e agonia, como fagulhas que se acendem de respostas de um fogo que  insiste em queimar o peito e os devaneios. O que preciso?! Uma cerveja gelada, talvez? Uma brisa do Tapajós a  me acariciar? Não sei. Só sei que aqui,  cá dentro do peito uma aglomeração de momentos, sentimentos. Saudade? Quem sabe? Não sei.  O olhar perdido, diverge  entre  paisagens enigmáticas de velhas recordações. Quem sabe um porre neste instante resolvesse esse   suplício, sei lá. O cansaço das convenções, padrões estilizados se alastram atrapalhando meus passos, enquanto  o som de barzinho segue tocando, invadindo suave meus ouvidos.  Paixões de outrora passeiam como vagas ilusões em minhas doces memórias. A poesia não tem rima. Razão, coração! Rimas da distração. Enquanto a ilusão  sutura velhas cicatrizes, difícil de emendar. E o tempo passa apressado. Músicas de outrora formam o enunciado gostoso de tantos  grandes momentos brincando de pira cola em meus pensamentos... Uma cerveja talvez?! Penso que ia bem. A brisa do Tapajós? O cheiro de rio a inebriar essa solidão? Pode ser a receita perfeita para completar  ou navegar em  meio a essa “vagabunda”  inspiração e ancorar. Pensamentos soltos se perdem na contemplação infinda da mais  perfeita  imaginação. Pensamentos soltos, loucos, como sinônimos de um rascunho, por acaso,   sem prosa, sem rimas...Enquanto o tempo passa, a vida segue, a música continua tocando  e cortando esse silêncio absurdo...

Socorro Carvalho   

  

ANJO


Acredita em anjo?
Pois é, sou o seu
Soube que anda triste
Que sente falta de alguém
Que não quer amar ninguém
Por isso estou aqui
Vim cuidar de você
Te proteger, te fazer sorrir
Te entender, te ouvir
E quando tiver cansada
Cantar pra você dormir
Te colocar sobre as minhas asas
Te apresentar as estrelas do meu céu
Passar em Saturno e roubar o seu mais lindo anel
Vou secar qualquer lágrima
Que ousar cair
Vou desviar todo mal do seu pensamento
Vou estar contigo a todo momento
Sem que você me veja
Vou fazer tudo que você deseja
Mas, de repente você me beija
O coração dispara
E a consciência sente dor
E eu descubro que além de anjo
Eu posso ser seu amor.

        Banda Eva


Postagens em destaque

Chuva que rega saudade...

O dia amanheceu chovendo. Passou nublado. A tarde chegou com um tímido  sol .  Ao meu redor,  vejo rastros de saudade a penetrar me...