sexta-feira, novembro 28, 2014

MINHA LINDA SANTARÉM E SEUS ENCANTOS...

Na noite do 27 de novembro, no  arraial de Nossa Senhora da Conceição  pude apreciar um super encontro de músicos santarenos.   Um momento de arte, para o santareno que aprendeu a amar suas raízes e todo encanto que existe em nossas canções. Com o Saxofone  nas mãos Jorge Marcião, do inesquecível e respeitado conjunto 5ª Dimensão,  tocava com tanta alegria e em alguns momentos parecia que ouvia o sax falar. Falar da alegria de Jorge em ser convidado a estar lá mostrando o que mais sabe fazer tocar seu sax. E de longe apreciava feliz o espetáculo e também em poder rever uma pessoa a qual tenho grande apreço e admiração. O motivo? Uma gentileza imensa que um dia ele me fez. Talvez ele nem lembre mais, mas eu com certeza jamais esquecerei o feito.  Enfim, com um simples gesto de bondade, Jorge se tornou um ser especial em minha vida. E ontem tive esse prazer em revê-lo, mesmo que de longe, mas fiquei feliz.  E Jorge tocou belas canções. Finalizando com uma guitarrada de Teixeira de Manaus, daquelas que fazia o caboco rodopiar pelo  salão, ao som do 5ª Dimensão. 


E a noite regada pelo vento do Tapajós ia se tornando inesquecível. Àh Santarém linda, como eu te amo. Como eu  amo ver essa arte manifestada em cada filho, filha seja em versos, prosa, canção falada, tocada e singular. A noite seguia linda sob os aplausos da nostalgia. A próxima atração logo vem, Raik Brito com seu estilo ímpar e sua simplicidade de garoto apaixonado por essa majestosa Santarém.  O poema de amor entoado como um hino à paixão foi maravilhoso ouvir. Ray Brito no palco sob as luzes de efeito refletia-se uma mistura de cores contrastadas pelo sorriso feliz de contentamento e satisfação em estar sobre o palco cantando, partilhando uma das coisas que tem de melhor sua música,  sua essência de bom cantor. É dele a voz do Hino da Festa que se tornou marca de sentimento  e emoção. Mesmo assim  ele segue ai dia a dia fazendo da arte  sua inspiração de vida. 


E a noite seguiu com outras atrações, não muito de meu conhecimento, mas de uma singularidade inestimável. Arte é arte! Ela  flui da alma vem dos sentimentos, invade o coração e sai como uma obra perfeita da particularidade de cada artista. O instrumento? É o que menos importa.   Sax, trompete, piston, violão, guitarra, contra baixo, piano, violino etc.  A arte está no coração e que extrapola pelas veias como sinônimo de  perfeição. E num todo contrastes ímpares da arte preciosa dessa minha terra querida. Terra que me dá orgulho e  inspiração para escrever a poesia da minha vida. E a noite de arraial foi maravilhosa, saudosa, nostálgica e mais uma vez inesquecível. Minha terra de encantos, Santarém linda!!


Socorro Carvalho
Foto: Nilson Vieira( Ponta de Pedras - Santarém)

Postagens em destaque

Chuva que rega saudade...

O dia amanheceu chovendo. Passou nublado. A tarde chegou com um tímido  sol .  Ao meu redor,  vejo rastros de saudade a penetrar me...