sábado, fevereiro 28, 2015

INSPIRAÇÃO...



Há em meus versos
O frenesi de seu corpo...
O calor do seu abraço;
O sabor do seu beijo;
O afago de suas mãos;
O desejo de seu olhar;

Há em meus versos
A alegria do seu sorriso;
O timbre da sua voz;
A loucura do seu sussurro;
A delícia de suas carícias;
O aroma do seu hálito...



Há em meus versos
A Inspiração e a poesia  
Poema  inédito de amor e  magia.

 
Há em meus versos
A sua presença...
Rima  Perfeita  dos meus dias.

Socorro Carvalho

DESCOMPASSO...




 O tempo sem você estagna. A paisagem se torna triste. O universo perde a tonalidade. O silêncio se perde na amplidão. Há um tormento em cada pensamento. Escondida uma ansiedade dilacera, grita, mas se contenta com a solidão. Um olhar perdido. No peito, um sentimento em desconforto. A música fica sem tom. A poesia perde a rima. Enquanto a melancolia invade a noite. Nem a lua apareceu. E na escuridão do quarto uma insônia se amplia. O sono se perde na nostalgia. A cama não tem agasalho. Há uma lacuna de amor. Na mente, um ruído de saudade hipnotiza cada  espaço... Coração em descompasso.



Socorro Carvalho

O TEMPO QUE NOS CONDUZ...



Hoje numa volta ao tempo pude relembrar tantas coisas boas. A alegria do seu sorriso. A sua presença em minha vida, no outrora,  em tantos momentos partilhados. A descoberta do mundo e suas malícias. O ardor da paixão sintetizado em gestos tão simples do cotidiano.


Era o fogo da paixão. O acendimento de sensações em nossos corações. A adolescência em  efervescência na sua mais pura essência, em forma de  vigor e aventura em cada momento, em cada estar junto. A pura liberdade de amar, ser feliz, com cada momento.


E éramos felizes do nosso jeito. Até mesmo com aqueles momentos de  cafés  nas  manhãs regadas pela ousadia das  novidades e projetos  sempre na volta de cada viagem sua. Lembro-me até do seu riso de nada,   do seu jeito descontraído. Até aquele completo despojamento  de estar lá em casa. De um jeito tão natural, como se lá fosse sua casa também. 


Hoje lembrei até daquele jeito natural e só seu de me surpreender, agradar nos pequenos agrados feitos sempre  com toda simplicidade. E o mais legal era que tudo aquilo me encantava. E cada vez me ensinava que a vida vale a pena quando tiramos dela proveito das coisas mais simples que nos cercam.


Lembro, ainda, dos seus sonhos de homem grande nas expectativas de um menino. Era tão bom ouvir. Sonhar junto com você. A simplicidade da vida em sua mais bela forma de expressão e sentimentos pude  desfrutar com você.


São lembranças expressivas, mas apenas  guardadas no fundo do coração, como um reflexo da luz que nos iluminou por tanto tempo. Éramos nós, em nossa concepção,  o centro do universo, na mais inocente vontade de ser feliz e o resto era só o resto, não nos importava. O por do sol  nos fins de tardes, a paria deserta, aquela música que era trilha sonora de nós. O cinema depois de um dia de sol e praia. As noites de arraiais  ou mesmo um lanche no fim da noite com cardápio de X- Salada. O vento batendo no rosto sobre a moto, ou mesmo os pingos da chuva molhando nossos corpos era uma intensa emoção. Coisas tão bobas, mas que fizeram parte de nós de nossa história. 


A ânsia  de estarmos sóis. Até a posse, às vezes exagerada, era sempre bom sentir. Aproximava-nos. E numa busca incessante de descobrir um mundo novo éramos a mais perfeita aventura, num mundo só nosso em nossas histórias de faz de conta.


Tudo era tão bobo, inocente, mas muito intenso. Enfim, com você aprendi tantas coisas boas,  que permanecem aqui guardadas  dentro de mim. Seus erros e cabeçadas da vida me deixaram triste. E sinceramente, até hoje, não sei o que lhe incentivou. Mas agora, graças a Deus já passou. E eu  nem gosto mais de  lembrar. Só espero que por meio dos erros tenha aprendido que o mais importante é o valor que edificamos a partir da construção de nós mesmos enquanto pessoas. E tenha encontrado o rumo certo ensinado pelo seu velho e inesquecível pai. 


Hoje  ao olhar ao meu redor vejo que o tempo passou. Surgiram outras pessoas, novas emoções. Já aprendi muitas outras coisas com a vida e o passar do tempo. Agora percebo que aquele sentimento forte, ardente, presente, constante foi apenas uma grande paixão de adolescentes que se acendeu entre nós. Porém, a lembrança do nosso tempo é impossível esquecer. 


Hoje é seu aniversário! E eu jamais poderia esquecer. Hoje rezei por você. Sinceramente, não sei mais aonde andas, nem por onde estais. Nem sei se ainda faço parte de suas  boas lembranças. Mas isso pouco importa. O importante é  que você faz parte da minha história e isso não posso apagar.


Hoje quero lhe  desejar um feliz e abençoado aniversário. Muita saúde  em seus 48 anos de idade!! Deus continue lhe abençoando e cuidando de seus passos e sonhos. Valeu um dia  ter lhe conhecido. De você só guardei as coisas boas, muito especialmente, a liberdade de amar intensamente,  sem medidas, sem tréguas, ou limites...simplesmente amar e amar.


Abraços

Socorro Carvalho


* Texto escrito em 18 de janeiro, data de aniversário do Ronaldo. Uma grande paixão de adolescente vivida nos anos 80. Não era amor, mas foi algo muito bom. Éramos dois adolescentes sedentos de descobertas em insistentes tentativas de desvendar o universo...A paixão arde, queima, mas com o tempo  se apaga.Com o passar do tempo, hoje percebo que o amor tem outros tons.Ele chega de repente e  vai se agasalhando dentro da gente aquecendo cada espaço e se solidificando com o tempo. O amor é diferente. Tem outro ardor e uma outra cor...  Né amor?!

Postagens em destaque

UM POEMA PARA ÁMON

Há dez meses... Você chegou!!! Trouxe no riso o estro. No calor O mais lindo poema de amor. Tão pequeno, tão meigo. Porém, forte e...