segunda-feira, novembro 13, 2006

VELOCIDADE DA LUZ
















Eu já não sei mais
Por quê vivo a sofrer
Pois eu nada fiz
Para merecer



Te dei carinho amor
Em troca ganhei ingratidão
Não sei porquê, mas acho
Que é falta de compreensão
Você me tem como réu
O culpado e o ladrão
Vou tentar ganhar o seu coração



Todo mundo erra
Todo mundo erra sempre
Todo mundo vai errar
Não sei porquê meu Deus
Sozinho eu vivo a penar



Não tenho nada a pedir
Também não tenho nada a dar
Por isso é que eu vou me mandar
Vou me embora agora



Vou me embora agora vou
Embora pra outro planeta
Na velocidade da luz
Ou quem sabe de um cometa



Eu vou solitário e fim
Onde a morte me aqueça
Talvez assim de uma vez
Pra sempre te esqueça




Grupo Revelação
Composição: Indisponível

SEPARAÇÃO


O pôr do sol
Veste de penumbra meu olhar
O crepúsculo
Inunda meu coração de saudades.
No peito
A necessidade de ir
Na alma
O desejo ardente de ficar.



Em abandono calo meu coração
Deixo a voz da razão
Gritar dentro de mim.
Já não posso conter com o pranto
As lagrimas molham
Minha face triste.



Em meus pensamentos
Lembranças bonitas de nosso amor,
Torturam minha decisão.
Já nem sei mais se quero ir
O silencio da despedida
Pinta de preto e branco
A paisagem do meu existir.



O calafrio da solidão
Vem e se apossa de mim
Entre temores de incertezas
Meu amor pulsante não quer morrer
O coração teimoso, mal criado
Bate forte ao pensar em você.



Em meio a este tormento de dor
Sinto que à hora chegou...
Preciso soltar as amarras da ilusão
E seguir, pé no chão,
Em minha realidade.



Já não há nada a ser dito
O silencio traduz sozinho
O triste momento da nossa separação.



Socorro Carvalho

Postagens em destaque

UM POEMA PARA ÁMON

Há dez meses... Você chegou!!! Trouxe no riso o estro. No calor O mais lindo poema de amor. Tão pequeno, tão meigo. Porém, forte e...