sexta-feira, fevereiro 23, 2007

NÃO IMPORTA O IDIOMA ...


"O verdadeiro amor é exigente,

implacável,

e,

ao mesmo tempo,

infinitamente delicado."

Anônimo

A AMAZÔNIA



Com relação à realidade da Amazônia, ora se privilegia a natureza, de riqueza e diversidade.
Ora se foca o desenvolvimento, centrando-se no aspecto econômico, em função da transformação de suas riquezasem mercadorias.

A CF-2007 destacará os povos da Amazônia, sua presença, sua maneira de viver e conviver, destacando também os complexos elementos que tornam esse lugar um dos maiores, diversos e complexos biomas do mundo. Pensaremos nas resistências, iniciativas e propostas.


A Amazônia é um patrimônio do povo brasileiro, em particular, e da humanidade, em geral. Não pode ser reduzido apenas ao aspecto econômico, pois agrega também valores cultural, medicinal, paisagístico, ecológico, social, religioso e outros.

Mas a reflexão será mais rica se quem vive fora da Amazônia não se limitar a refletir essa região, mas também refletir sobre sua própria região, favorecendo iniciativas locais.

A Amazônia ocupa uma área de 7,01 milhões de km² e corresponde a 5% da superfície da Terra, 49% da América do Sul e 59% do Brasil; contém 20% da água doce não-congelada e 80% da água disponível no Brasil; abriga 34% das reservas mundiais de florestas e uma gigantesca reserva de minério.
Sua diversidade biológica de ecossistemas, espécies e germoplasmas é a mais rica do planeta; a bacia hidrográfica do Amazonas é constituída por cerca de 1.100 rios.

A Amazônia Legal brasileira está formada por dez Estados: Acre, Amapá, Amazonas, Goiás, Pará, Rondônia, Roraima, Tocatins, Maranhão e Mato Grosso.
O território compreende 65% de toda bacia Amazônica; tem 11.248 km de fronteiras internacionais, 1.482 km de costa do Atlântico, 22 mil rios navegáveis, com 23 milhões de habitantes, tendo 60% da população indígena brasileira.

Essa realidade nos convida a pensar a Amazônia como um todo.
Tudo está interligado, o que acontece num lugar tem reflexos imediatos no outro.

Os problemas são semelhantes e precisam ser resolvidos em seu conjunto. A defesa dos direitos dos povos indígenas, a preservação do meio ambiente, o serviço pastoral, a luta contra o crime organizado, por exemplo, exigem atitudes e soluções conjuntas para que possam ter a devida eficácia.



(Adaptado do Texto-Base da CF-2007)



ORAÇÃO DA CF-2007

Deus criador,
Pai da família humana,
Vós formastes a Amazônia,
maravilha da vida,bênção para o Brasil e para o mundo.
Despertai em nós o respeito
e a admiração pela obra
que vossa mão entregou aos nossos cuidados.
Ensinai-nos a reconhecer o valor
de cada criaturaque vive na terra,
cruza os ares ou se move nas águas.
Perdoai, Senhor,
a ganância e o egoísmo destruidor;
moderai nossa sede de posse e poder.
Que a Amazônia,
berço acolhedor de tanta vida,
seja também o chão da partilha fraterna,
pátria solidária de povos e culturas,
casa de muitos irmãos e irmãs.
Enviai-nos todos em missão!
O Evangelho da vida, luz e graça para o mundo,
fazendo-nos discípulos e missionários de Jesus Cristo,
indique o caminho da justiça e do amor;
e seja anúncio de esperança e de paz
para os povos da Amazônia
e de todo o Brasil.
Amém.

EXPLICAÇÃO DO CARTAZ DA CF-2007

Tema: Fraternidade e Amazônia

Lema: “Vida e missão neste chão”


Na parte superior do Cartaz, a terra seca e rachada representa a realidade de algumas partes da Amazônia durante a estiagem e adverte que, sem o devido cuidado, toda a região pode ser destruída.


A abundante presença da água lembra que a Amazônia é uma importante reserva de água doce no planeta, além de transmitir uma sensação de transparência, força e vitalidade.

O elemento principal do Cartaz é a vitória-régia, conhecida pelos índios como “panela de espíritos”.
Considerada um dos símbolos da Amazônia, essa planta é forte e tem raízes profundas que tocam o leito do rio; ao mesmo tempo, é sensível, assim como o povo nativo da região, que sobrevive com muita garra, mas precisa do apoio fraterno de toda a sociedade brasileira.

As três flores brancas e amarelas têm extrema relevância no Cartaz, uma vez que representam a Santíssima Trindade: Pai, Filho e Espírito Santo. Essas flores lembram que a Amazônia é obra de Deus Criador e Providente entregue aos nossos cuidados.


A criança representa os índios e toda a comunidade da região, suas crenças, sonhos e esperanças. Seu olhar inocente e o sorriso sutil são um convite à superação das dificuldades e à construção de um futuro melhor para a Amazônia.


Ao mostrar o contraste entre a terra seca e a exuberância da água, o Cartaz chama a atenção para a devastação da Amazônia e o descaso com a vida.

Representa a esperança de encontrar uma solução para os conflitos da região com base na solidariedade e no respeito às diferenças.

Postagens em destaque

Maria Maria

Maria, Da lua Herdastes brilho e serenidade. Do sol Juntastes calor e esperança. Doce Maria! De encanto, de amor. Suave como a b...