sábado, junho 16, 2007

NÃO POSSO MAIS ESCONDER O AMOR QUE SINTO POR VOCÊ...


No coração
Sinto pulsar uma força que me conduz
O amor me domina
Quero gritar explodir, extrapolar...
Deixar vazar pelos poros
A felicidade que você traz para mim
E deixar todo mundo ouvir
O quanto te quero...
O quanto te amo.

Socorro Carvalho

A TERNURA DESSE AMOR


A ternura desse amor é paz ...
Faz-se mel a se derramar em minha boca.
Inebriada pelo calor do seu olhar
Aqueço-me no aconchego do seu abraço forte.
Sua voz se faz sussurro como a música do vento...
Traz-me a melodia suave da vida.


Na ternura desse amor...
Sou esplendor, contentamento...
Deslumbre mágico de sentimentos
Onde a magia da natureza se mistura
Tornam-se raios cintilantes de emoção...
No pulsar acelerado de dois corações
A delícia do abraço
Na doce certeza de se estar apaixonado.


Na ternura desse amor
Envolvo-me, toda, na mais completa felicidade.


Socorro Carvalho

A GRIPE DO AMOR


Não há vacina

Nem vitamina

Pega só de olhar

Não tem benzedeira

Chá de erva cidreira

Capaz de curar a gripe do amor

Causa dependencia

Provoca furor

Manemolência

O coração não bate, apanha

A alma faz manha

Se você me ama

Vem ficar de cama

Vem cuidar de mim

Por uma semana, um, mes, um ano

A vida inteira


Peguei a gripe do amor

Não adianta doutor

To tendo um piripaque

Por favor, não me salve quero morrer de amor

Rita Lee
Composição: Rita Lee/Roberto de Carvalho

** Música linda...linda...linda!!

Postagens em destaque

VERSOS, PARA MEU NETO...

Um dia você chegou... Trouxe consigo o melhor verso. A brisa que acaricia, O vento que embala. Seu sorriso trouxe o alvorecer.   ...