segunda-feira, julho 23, 2007

COMO EU QUERIA



Queria no lugar do ruído da chuva,
estar ouvindo teus sussurros,
e tua doce voz.
Queria neste momento,
no lugar da brisa fria,
estar sentindo teu calor.
Queria poder estar ao teu lado,
e falar de como é grande o amor que sinto,
embora tudo pareça tão distante,
mas nunca impossível.
Queria poder sentir o perfume da tua pele,
e dele lembrar todos os momentos.
Queria poder carinhos te dar enquanto você repousa sua cabeça no meu ombro e descansa como uma inocente criança.
Queria poder te olhar, para que nossos olhos trocassem raios de luz que somente eles entenderiam.
Mas que nos fariam com certeza entendê-los.
Queria poder sentir o pulsar do teu coração, a tua emoção,
e dizer EU TE AMO !
Queria que pudesses sentir,
que minha crença no futuro é tão grande quanto os altos picos de neves eternas.
E tão mais forte que os fortes ventos da tempestade.
Queria que soubesses que a alegria de ter você comigo,
só encontra equivalente na esperança
de que um dia estaremos juntos para sempre.


Autoria Desconhecida

VAMOS VOAR?


Segundo uma lenda milenar,
havia no Japão uma espécie de pássaro muito especial,
que se chamava hioku.

Os antigos guardavam sua história como uma lição para os homens de qualquer época.
Segundo a lenda, o hioku era um pássaro que nascia com uma só asa.
Assim, desde o instante de seu nascimento,
ele buscava encontrar sua outra metade,
para completar-se e se realizar como pássaro: voar.

Enquanto não encontrasse sua outra metade,
ele não seria efetivamente um pássaro...
E essa lenda traz uma profunda lição para nós humanos: Um ser só é completo quando é a metade de alguém.

Pena que, ao contrário do pássaro,
muitas pessoas, ao invés de buscar a metade que as realize,
acabam na ilusão do poder,
do egoísmo, do egocentrismo,
reduzindo sua vida ao meio.

Outras vezes, achamos que finalmente, encontramos a outra "asa"....
mas, como na lenda de Ícaro,
esta outra asa, com o passar do tempo,
não consegue mais alcançar vôos tão altos quantos os nossos.

Ao primeiro sinal de algum contratempo... gruda em nós...
e isto faz com que, arrastemos esta asa.
Quando finalmente chegamos à conclusão que esta asa nos prende,
nos separamos e vamos procurar outra asa, e outra asa, e outra asa, e os dias se vão...

Mas, não podemos desistir de procurar nossa felicidade,
mesmo que, para isto tenhamos de estar sempre recomeçando...



Autoria Desconhecida

QUE DEUS NÃO PERMITA



Que Deus não permita que eu perca o romantismo,
mesmo eu sabendo que as rosas não falam;

Que eu não perca o otimismo,
mesmo sabendo, que o futuro que nos espera não é assim tão alegre;

Que eu não perca a vontade de viver,
mesmo sabendo que a vida é em muitos momentos dolorosa;

Que eu não perca a vontade de ter grandes amigos,
mesmo sabendo que com as voltas do mundo, eles acabam indo embora de nossas vidas;

Que eu não perca a vontade de ajudar as pessoas,
mesmo sabendo que muitas delas são incapazes de ver, reconhecer e retribuir esta ajuda;

Que eu não perca o equilíbrio,
mesmo sabendo que inúmeras forças querem que eu caia;

Que eu não perca a vontade de amar,
mesmo sabendo que a pessoa que eu mais amo,
pode não sentir o mesmo sentimento por mim;

Que eu não perca a luz e o brilho no olhar,
mesmo sabendo que muitas coisas que verei no mundo, escurecerão meus olhos;

Que eu não perca a garra,
mesmo sabendo que a derrota e a perda são dois adversários extremamente perigosos;

Que eu não perca a razão,
mesmo sabendo que as tentações da vida são inúmeras e deliciosas;

Que eu não perca o sentimento de justiça,
mesmo sabendo que o prejudicado pode ser eu;

Que eu não perca o meu forte abraço,
mesmo sabendo que um dia meus braços estarão fracos;

Que eu não perca a beleza e a alegria de ver,
mesmo sabendo que muitas lágrimas brotarão dos meus olhos e escorrerão por minha alma;

Que eu não perca o amor por minha família,
mesmo sabendo que ela muitas vezes me exigiria esforços incríveis para manter a sua harmonia;

Que eu não perca a vontade de doar este enorme amor que existe em meu coração,
mesmo sabendo que muitas vezes ele será submetido e até rejeitado;

Que eu não perca a vontade de ser grande,
mesmo sabendo que o mundo é pequeno;

E acima de tudo...
Que eu jamais me esqueça que Deus me ama infinitamente,
que um pequeno grão de alegria e esperança dentro de cada um é capaz de mudar e transformar qualquer coisa,
pois... A VIDA É CONSTRUÍDA NOS SONHOS E CONCRETIZADA NO AMOR!




Palavras Escritas por: Chico Xavier








A DOR DA SAUDADE


Trancar o dedo numa porta dói.
Bater com o queixo no chão dói.
Torcer o tornozelo dói.

Um tapa, um soco, um pontapé, dói.
Bater a cabeça na quina da mesa, dói.
Morder a língua, dói.
Cólica, cárie e pedra no rim também doem.
Mas o que mais dói é saudade.

Saudade de um irmão que mora longe.
Saudade de uma cachoeira da infância.
Saudade do gosto de uma fruta que não se encontra mais.
Saudade do pai que já morreu.
Saudade de um amigo imaginário que nunca existiu.
Saudade de uma cidade. Saudade da gente mesmo, que o tempo não perdoa.
Dói essas saudades todas.

Mas a saudade mais dolorida é a saudade de quem se ama.
Saudade da pele, do cheiro, dos beijos.
Saudade da presença, e até da ausência consentida.

Você podia ficar na sala e ele no quarto, sem se verem, mas sabiam-se lá.
Você podia ir para o escritório e ele para o dentista, mas sabiam-se onde.
Você podia ficar o dia sem vê-lo, ele o dia sem vê-la, mas sabiam-se amanhã.
Mas quando o amor de um acaba, ao outro sobra uma saudade que ninguém sabe como deter.

Saudade é não saber.
Não saber mais se ele continua se gripando no inverno, não saber mais se ela continua pintando o cabelo de vermelho.
Não saber se ele ainda usa a camisa que você deu, não saber se ela foi na consulta com o dermatologista como prometeu.
Não saber se ele tem comido frango assado, se ela tem assistido as aulas de inglês, se ele aprendeu a entrar na Internet, se ela aprendeu a estacionar entre dois carros, se ele continua fumando Carlton, se ela continua preferindo Coca-cola, se ele continua sorrindo, se ela continua dançando, se ele continua surfando, se ela continua lhe amando.

Saudade é não saber.
Não saber o que fazer com os dias que ficaram mais compridos, não saber como encontrar tarefas que lhe cessem o pensamento, não saber como frear as lágrimas diante de uma música, não saber como vencer a dor de um silêncio que nada preenche.


Saudade é não querer saber se ele esta com outra, e ao mesmo tempo querer.
É não querer saber se ela está feliz, e ao mesmo tempo querer.
É não querer saber se ela esta mais magra, se ele esta mais belo.Saudade é nunca mais saber de quem se ama, e ainda assim, doer.


Autoria Desconhecida

DUDU! SEJA MUITO BEM VINDO POR AQUI!


Êi Socorro, até que enfim descobri teu endereço.
O Neucivaldo que me deu, agora vou ficar freguês,
gosto muito do que tu escreves,
sua "danadinha indecente" ...rs...
Vou colocar teu endereço no meus favoritos.

Boa sorte.

Eduardo Dourado (o Dudu)

* Até que enfim, digo eu, viu Dudu!Sinta-se à vontade meu caro! Sua presença por aqui, muito, me deixa feliz! E não sou indecente não. Apenas digo o que muita gente tem vontade de dizer e se cala por medo ou frescura...Ou seja, se escondem por detrás de um falso moralismo, nojento ufaaaa!!!

Um grande beijo!!!

Socorro Carvalho

*Na foto de camisa verde está o Dudu numa pose junto comigo, no troféu Imprensa 2007.
Foto de César Sousa

Postagens em destaque

Maria Maria

Maria, Da lua Herdastes brilho e serenidade. Do sol Juntastes calor e esperança. Doce Maria! De encanto, de amor. Suave como a b...