domingo, novembro 25, 2007

MEU AMOR...

Hoje queria ouvir sua voz baixinha...
A falar loucuras aos meus ouvidos.
Hoje queria sentir sua boca
A invadir com doçura um pouco de mim...
Hoje queria sentir o calor do seu peito
A saciar o frio da minha saudade...
Hoje queria ver seu sorriso lindo
A alegrar meu olhar nesta melancolia...
Hoje queria sentir suas mãos audaciosas
A passear com loucura em meu corpo inteiro...
Hoje queria deitar em seu colo
A me aconchegar suave nos seus braços...
Hoje queria ouvir sua respiração sôfrega
A estimular minha excitação sem limites...
Hoje queria navegar em tua boca
A afogar-me na delícia do seu beijo...
Hoje queria penetrar em seu olhar
A encantar-me na vastidão dos seus mistérios...
Hoje queria encontrar sua insensatez
A embriagar-me na voracidade da sua loucura...
Hoje queria sentir o cheiro da sua pele
A invadir gostoso minha respiração...
Hoje queria ter você aqui
A viajar loucamente dentro em mim...




Socorro Carvalho

A SAUDADE E O SILÊNCIO


No relento frio da noite
O vento sopra suave
Os pensamentos navegam na ilusão
No peito carente sofre o coração...


A voz da saudade ecoa estridente
A quebrar o silêncio triste da solidão
O rio passa em rebuliço
Escondendo mistérios, magias
Na dança do remanso...


No olhar perdido
Repostas esquecidas
Um caminhar sem sentido...


O silêncio da tua voz
Faz vazio e árido o riacho do coração
Seca a fonte da inspiração...


No poema sem nexo
A distância do teu olhar
Fecha a paisagem da imaginação
E de um querer sem querer
O verso é incerto, vago, naufrago da indecisão...


A saudade é lacuna
No Silêncio atônito
Do fúnebre suspiro do amor
A oscilar na incerteza fria de um talvez...



Socorro Carvalho

Postagens em destaque

UM POEMA PARA ÁMON

Há dez meses... Você chegou!!! Trouxe no riso o estro. No calor O mais lindo poema de amor. Tão pequeno, tão meigo. Porém, forte e...