terça-feira, janeiro 20, 2009

BELEZA RARA...POESIA!


Linda natureza que tanto me inspira
Como posso diante de tão rara beleza
Calar minha poesia?
Talvez um dia
Quando o tempo inertizar minha vida
Antes porém
Tenho a grandeza
De rimar versos
E escrever minha lágrima e minha alegria...




(Socorro Carvalho)




Foto: Emprestada da página do Orkut do meu ilustre amigo Wandeley Duarte.
O alvorecer na comunidade de Piraquara...
Parabéns Wanderley!
Simplesmente apaixonante todas as suas fotos...
Detalhe, emprestei todas...kkkk


UM MINUTO PARA O FIM DO MUNDO

Me sinto só...
Mas quem é que nunca se sentiu assim
Procurando um caminho pra seguir,
Uma direção - respostas


Um minuto para o fim do mundo,
Toda sua vida em 60 segundos
Uma volta no ponteiro do relógio pra viver


O tempo corre contra mim, sempre foi assim e sempre vai ser...
Vivendo apenas pra vencer a falta que me faz você
De olhos fechados eu tento esconder a dor agora
Por favor entenda, eu preciso ir embora porque...


Quando estou com você
Sinto meu mundo acabar,
perco o chão sob os meus pés
Me falta o ar pra respirar

E só de pensar em te perder por um segundo,
Eu sei que isso é o fim do mundo
Volto o relógio para trás tentando adiar o fim,
Tentando esconder o medo de te perder quando me sinto assim

De olhos fechados eu tento enganar meu coração
Fugir pra outro lugar em uma outra direção porque
Quando estou com você
Sinto meu mundo acabar
Perco o chão sobre os meus pés
Me falta o ar pra respirar


E só de pensar em te perder por um segundo
Eu sei que isso é o fim do mundo
Eu sei que isso é o fim do mundo
Eu sei que isso é o fim...
Eu sei que isso é o fim do mundo!






CPM 22
Composição: Wally e Rodrigo Koala

EU TENHO UM SONHO




"Eu estou contente em unir-me com vocês no dia que entrará para a história como a maior demonstração pela liberdade na história de nossa nação.


Cem anos atrás, um grande americano, na qual estamos sob sua simbólica sombra, assinou a Proclamação de Emancipação. Esse importante decreto veio como um grande farol de esperança para milhões de escravos negros que tinham murchados nas chamas da injustiça. Ele veio como uma alvorada para terminar a longa noite de seus cativeiros.


Mas cem anos depois, o Negro ainda não é livre. Cem anos depois, a vida do Negro ainda é tristemente inválida pelas algemas da segregação e as cadeias de discriminação.


Cem anos depois, o Negro vive em uma ilha só de pobreza no meio de um vasto oceano de prosperidade material. Cem anos depois, o Negro ainda adoece nos cantos da sociedade americana e se encontram exilados em sua própria terra. Assim, nós viemos aqui hoje para dramatizar sua vergonhosa condição.



De certo modo, nós viemos à capital de nossa nação para trocar um cheque. Quando os arquitetos de nossa república escreveram as magníficas palavras da Constituição e a Declaração da Independência, eles estavam assinando uma nota promissória para a qual todo americano seria seu herdeiro.



Esta nota era uma promessa que todos os homens, sim, os homens negros, como também os homens brancos, teriam garantidos os direitos inalienáveis de vida, liberdade e a busca da felicidade. Hoje é óbvio que aquela América não apresentou esta nota promissória. Em vez de honrar esta obrigação sagrada, a América deu para o povo negro um cheque sem fundo, um cheque que voltou marcado com "fundos insuficientes".



Mas nós nos recusamos a acreditar que o banco da justiça é falível. Nós nos recusamos a acreditar que há capitais insuficientes de oportunidade nesta nação. Assim nós viemos trocar este cheque, um cheque que nos dará o direito de reclamar as riquezas de liberdade e a segurança da justiça.
Nós também viemos para recordar à América dessa cruel urgência. Este não é o momento para descansar no luxo refrescante ou tomar o remédio tranqüilizante do gradualismo.



Agora é o tempo para transformar em realidade as promessas de democracia.
Agora é o tempo para fazer da justiça uma realidade para todos os filhos de Deus. Seria fatal para a nação negligenciar a urgência desse momento"...
Tópicos do Discurso de Martin Luther King (28/08/1963)
Martin Luther King foi um importante pastor evangélico e ativista político norte-americano. Lutou em defesa dos direitos sociais para os negros e mulheres, combatendo o preconceito e o racismo. Defendia a luta pacífica, baseada no amor ao próximo, como forma de construir um mundo melhor, baseado na igualdade de direitos sociais e econômicos.
Em função de sua atuação social e política, Luther King despertou muito ódio naqueles que defendiam a segregação racial nos Estados Unidos. Durante quase toda sua vida adulta, foi constantemente ameaçado de morte por estas pessoas e grupos. Na manhã de 4 de abril de 1968, antes de uma marcha, Martin Luther King foi assassinado no quarto de um hotel na cidade de Memphis.

OBAMA POR NOVE FRASES...



“Ele era meu oponente. Agora, é meu presidente”.
John McCain, o candidato derrotado.



“Isto significa que o trabalho pelo qual meu pai e minha mãe se sacrificaram não foi em vão”.
Bernice King, filha do líder da luta pelos direitos civis nos Estados Unidos Martin Luther King Jr.


“Se torci para Obama? Veja a cor da minha pele”.
Magno Malta, senador pelo Partido da República (PR-ES), mostrando, com orgulho, o braço para um repórter.

“Depois da vitória de Barack Obama, acho que pode ter chegado o momento para um agente 007 negro”.
Daniel Craig, ator britânico e atual intérprete do famoso personagem cinematográfico James Bond.



“Foi o presidente Obama que me fez perceber como é notável a trajetória de vida dela”.
Ernest Cooper, neto da americana Ann Nixon Cooper. A senhora negra de 106 ficou famosa quando citada no discurso de vitória do novo presidente. Obama relacionou a história de Cooper ao progresso americano no decorrer do século 20, dizendo que “após 106 anos na América, nas melhores épocas e horas mais escuras, ela sabe como os Estados Unidos podem mudar”.


“Se a eleição de Obama nos chocou? Nem um pouco! Nós vínhamos avisando ao nosso povo que, a menos que os brancos se juntassem, seria exatamente isso que aconteceria”.
Thomas Robb, pastor protestante e diretor da associação racista Ku Klux Klan. Em nota sobre a vitória de Obama, Robb fala que o novo governante é “só metade negro” e que, mais que uma disputa entre liberais e conservadores, esta votação foi “uma guerra racial e cultural, travada contra o povo branco”.


“Vossa Excelência soube transmitir visão de futuro, capacidade de liderança e a certeza de que a esperança é mais forte do que o medo”.
Lula, presidente do Brasil, em fax que felicita a vitória de Obama.



“Eu não sei o que está acontecendo no mundo. Na Bolívia, um índio presidente. Nos Estados Unidos, um negro presidente. O mundo está dando uma volta”.
Evo Morales, presidente da Bolívia.



A vitória sozinha não é a mudança que queremos. A mudança só acontecerá com um novo espírito de servir, um novo espírito de sacrifício”.
Barack Obama, o próprio

http://quemany.wordpress.com/2008/11/06/obama-por-nove-frases/

Postagens em destaque

POEMA CABOCLO

Meu amor... Tem cor de alvorecer. Carícia de brisa das manhãs. Cor de pôr do sol. Aroma de cupuaçu... Sabor do bombom de muruc...