segunda-feira, outubro 18, 2010

ESTÁ FICANDO FRIO...

Nublam-se os caminhos...
No cair da noite
O sereno frio
Parece
Derramar pedras de gelo sobre mim...
Como uma chuva fina
Desce sobre meu corpo
Queimando-me a pele.
Olho ao redor
E tudo está nublado, escuro...
No desespero da noite e do frio intenso
Tento fugir.
Talvez para te encontrar não sei...
Mas não consigo te ver.
O frio está forte e consome meu coração...
E de repente
Vejo-me completamente perdida.
Perdida entre a razão e o coração
No vácuo da escuridão...
Meus olhos estão tristes.
Mas não posso chorar.
Não quero chorar.
Sinceramente.
Não sei o que fazer.
Está ficando frio... frio... frio.
E mesmo que procure
Um canto pra me esconder
Já não sei onde me agasalhar...



Socorro Carvalho

ATIRE A PRIMEIRA FLOR

Quando tudo parecer caminhar errado, seja você a tentar o primeiro passo certo;
Se tudo parecer escuro, se nada puder ser visto, acenda você a primeira luz,
traga para a treva, você primeiro, a pequena lâmpada;

Quando todos estiverem chorando, tente você o primeiro sorriso;
talvez não na forma de lábios sorridentes, mas na de um coração que
compreenda, de braços que confortem;
Se a vida inteira for um imenso não, não pare você na busca do primeiro
sim, ao qual tudo de positivo deverá seguir-se;


Quando ninguém souber coisa alguma, e você souber um pouquinho,
seja o primeiro a ensinar, começando por aprender você mesmo,
corrigindo-se a si mesmo;


Quando alguém estiver angustiado à procura, consulte bem o que se passa,
talvez seja em busca de você mesmo que este seu irmão esteja;
Daí, portanto, o seu deve ser o primeiro a aparecer, o primeiro a mostrar-se,
primeiro que pode ser o único e, mais sério ainda, talvez o último;


Quando a terra estiver seca, que sua mão seja a primeira a regá-la;
quando a flor se sufocar na urze e no espinho,
que sua mão seja a primeira a separar o joio, a arrancar a praga,
a afagar a pétala, a acariciar a flor;


Se a porta estiver fechada, de você venha a primeira chave;
Se o vento sopra frio, que o calor de sua lareira seja a primeira proteção
e primeiro abrigo.


Se o pão for apenas massa e não estiver cozido,
seja você o primeiro forno para transformá-lo em alimento.


Não atire a primeira pedra em quem erra.
De acusadores o mundo está cheio; nem, por outro lado, aplauda o erro;
dentro em pouco, a ovação será ensurdecedora;


Ofereça sua mão primeiro para levantar quem caiu;
sua atenção primeiro para aquele que foi esquecido;
Seja você o primeiro para aquele que não tem ninguém;


Quando tudo for espinho, atire a primeira flor;
seja o primeiro a mostrar que há caminho de volta,
compreendendo que o perdão regenera,
que a compreensão edifica, que o auxílio possibilita,
que o entendimento reconstrói.


Atire você, quando tudo for pedra,
a primeira e decisiva flor.


Glácia Daibert

Postagens em destaque

DANIELLE LIMA!! PARA VOCÊ, UMA CARTA DO MEU CORAÇÃO... FELIZ ANIVERSÁRIO!!!

Querida filha, Danielle Katrine Hoje, pensei em te fazer um poema!! Rimar versos para te falar do meu amor... Mas como poetizar,...