quarta-feira, fevereiro 08, 2012

QUERO UM HOMEM...




Quero um homem
que toque minha alma,
que entre pelos meus olhos
e invada meus sonhos.
Quero que me possua inteira,
corpo e alma,
fazendo dos meus desejos
breves segundos de êxtase
o prazer do encontro total.
Quero sentir seus braços longos
envolvendo meu abraço,
seus lábios mudos
calando o meu silêncio
sem precisar nada dizer…
apenas me olhando
com olhos negros e úmidos
e me tomando devagar,
como o mar avança na praia,
como eu sei que tem que ser
e sei que um dia será.


Autoria: Cláudia Marczak



VALEU WANDO!!!


Nesta manhã, regada a uma chuva fina em Santarém...Uma notícia nacional  deixa melancólico e triste meu coração. Faleceu  em Minas Gerais o cantor Wando! O poeta de inspirações ousadas e  músicas loucas. Ele que fazia do amor a obra prima de suas canções, que certamente, embalaram noites e madrugadas de lindos encontros  entre amantes e enamorados. A poesia quente enchia de magia o desejo e a imaginação.


O jeito de cantar, o xingado  sensual inebriava olhares, despertava tesão , soltava suspiros, libertava a sedução escondida... tirava a calcinha.  Dessa forma fazia da mulher o ser mais especial, tornando-a capaz de ser, cortejada, desejada,  lambida de todas as formas, desde a mais sutil a mais extravagante.  Enfim, Wando cantava o segredo escondido  em cada brasileiro ousado e louco. E da mesma forma dizia  de forma cantada o que toda mulher gostosa gosta de ouvir. E sabia fazer isso da forma mais gostosa. Cada música do Wando cantada ao pé do ouvido é sempre  uma delícia, faz despertar a bandida, safada que existe dentro de cada mulher “certinha” e “recatada”...!! rsrs

Uma das  marcas de seus shows eram as calcinhas jogadas pelas fãs,  no palco onde Wando cantava e ele as  recebia com toda delicadeza e sensualidade. Considerado brega pelos intelectuais Wando nunca se preocupou com isso, tinha personalidade, fazia o que gostava do jeito que sabia e tinha seu público fiel. Sempre gostei das músicas do Wando pela poesia louca que ele traduzia, fazia do erótico o romantismo sensual mais perfeito e gostoso de ser  sentido, apreciado, vivido. Afinal de contas quem não tem dentro de si desejos loucos escondidos?


Hoje o  Brasil começa o dia  mais triste, Wando foi ao céu arrumar as turbinas e resolveu ficar por lá pra fazer uns shows, certamente Deus estava precisando de um pouco de músicas picantes por lá. Quem sabe?  


Fico um pouco triste pela partida de Wando, mas sei que cada um de nós tem o tempo certo de partir. Então, que  ele descanse em paz!! Enquanto eu ainda vou ficar por aqui feito MANGA doida pra ser chupadinha ...da cabeça até os pés...rsrs

Valeu  Wando!!

Grande abraço cheio de FOGO E PAIXÃO!!

Socorro Carvalho



MORRE O CANTOR WANDO

Wando - o cantor das calcinhas

Agora pela manhã,  às 8 horas, faleceu o cantor Wando, de 66 anos, que estava internado no Biocor Instituto, em Nova Lima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, Minas Gerais desde o dia 27. Segundo o hospital, ele sofreu uma parada cardíaca.

 Wando vinha apresentando melhora em seu quadro de saúde e chegou a divulgar um bilhete, apresentado no Fantástico, da TV Globo, no último domingo, onde estava escrito "Eu estou na oficina de Deus arrumando a turbina. Me aguardem!".

 Wando foi internado com dores no peito e quando se preparava para um cateterismo, o quadro se agravou, evoluindo para um enfarte, obrigando os médicos a submeterem o cantor a uma angioplastia de urgência para desobstruir as artérias do coração. Desde então, o cantor vinha sendo mantido sedado no Centro de Tratamento Intensivo (CTI), respirando com auxílio de aparelhos.       

       
O cantor Wando nasceu em 02 de outubro de 1945, em Cajuri em Minas Gerais. Cantor brega romântico brasileiro, Wando estudou violão erudito. Em 1969 começou sua carreira musical, alcançou sucesso na carreira em 1973. Seu grande sucesso musical foi Fogo e Paixão, lançado no álbum O Mundo Romântico de Wando, em 1988.  


Postagens em destaque

VERSOS, PARA MEU NETO...

Um dia você chegou... Trouxe consigo o melhor verso. A brisa que acaricia, O vento que embala. Seu sorriso trouxe o alvorecer.   ...