quarta-feira, outubro 24, 2012

NÃO PASSOU

Passou?
Minúsculas eternidades
deglutidas por mínimos relógios
ressoam na mente cavernosa.

Não, ninguém morreu, ninguém foi infeliz.
A mão- a tua mão, nossas mãos-
rugosas, têm o antigo calor
de quando éramos vivos. Éramos?

 Hoje somos mais vivos do que nunca.
Mentira, estarmos sós.
Nada, que eu sinta, passa realmente.
É tudo ilusão de ter passado.

Carlos Drummond de Andrade

FRACILENO DISSE ASSIM...



Socorro fiquei simplesmente sem palavras ao ler o que você postou. De repente, parece que todas as palavras que conheço se amontoaram na minha garganta, enquanto meus olhos se enchiam de lágrimas no decorrer da leitura de sua mensagem. Você acertou em cheio na escolha da imagem: nada do que eu tenha registrado através das lentes da câmera se equiparam à beleza, ternura, carinho e amor que sinto por meus filhos. Neles, acabo enxergando a mim mesmo. Através deles, volto a ser criança, e por eles, tento me tornar uma pessoa cada vez melhor. Muito obrigado por suas palavras tão bem colocadas. A você, o meu mais caloroso abraço.

Francileno Rego

FRANCILENO! PARA VOCÊ, MINHA HOMENAGEM



De repente, me vejo diante do computador e na mente um monte de ideias pra transcrever e  em cada uma delas, poder expressar minha homenagem a você, neste dia especial, dia do seu aniversário. Pensei em um poema inspirado em tantos retratos  oriundos de sua câmera e suas mãos.

Então, fiquei alguns minutos olhando as fotos do seu face book, para tentar encontrar uma que conseguisse expressar a essência de  sua arte, a fotografia. E entre as muitas paisagens encontrei uma que certamente deva ser a mais inspiradora e significante pra você, a foto de seus filhos.

E  esta foto   escolhi pra   homenagear você, em seu aniversário. Uma foto que tem um valor muito mais que especial, pois é o retrato de duas preciosidades da  mais fina estirpe. Aquelas preciosidades que iluminam seus dias nos dias nublados, que aquecem seu coração nos dias de inverno, que são capazes de arrancar de você o mais lindo verso. São seus filhos, lindos! Lindos como o por do sol que enfeita sua paisagem nos fins de tarde, Lindos como o alvorecer que surge inspirando-o a viver um novo dia. Lindos como a sinfonia traduzida em cada verso de sua canção preferida. Lindos como a chuva que  cai  em suas manhãs e  faz nascer o verde e brotar  a  flor . Lindos como o aroma do seu perfume que enche de fragrância o seu coração. Lindos como dois anjos que Deus lhe deu como presentes para fazer da terra o seu Céu. 

São os seus filhos: Heitor e Letícia, preciosidades de Deus, motivos de sua alegria e felicidade infindas.  Para você, eles são sua melhor paisagem e  diante deles certamente és  o maior fotografo. 

Parabéns, Francileno. 
Saúde e muitas benções de Deus em sua vida e de sua família.

Abraços

Socorro Carvalho



    
Francileno  Sousa Rego é  Biólogo  e  fotografo nas horas vagas, é irmão do meu amigo e colega de trabalho Cesar Sousa. É  dele que de vez em quando empresto fotografias  lindas para postar em minhas inspirações. 

Postagens em destaque

Em entrevista, o Poeta e Compositor santareno Renisson Luis Vasconcelos fala de sua arte e do amor que tem por Nossa Senhora da Conceição

Estamos na semana que antecede o Círio 2017 de Nossa Senhora da Conceição, Padroeira de Santarém.  Uma semana intensa de preparativos ...