domingo, março 10, 2013

CHERYL COHEN GREENE: "TROQUEI O DIVÃ PELA CAMA"


CHERYL COHEN GREENE - Terapeuta sexual.Americana, tem 68 anos. Sua história está no filme As sessões. A atriz Helen Hunt concorreu ao Oscar por sua interpretação de Cheryl (Foto: Polaris/Other Images)

A terapeuta conta como tratou, por meio de relações sexuais, mais de 900 pacientes com disfunções, impotência e traumas

Em depoimento a Nathalia Tavolieri

"Sexo sempre foi um tabu dentro da minha casa. Estudei em escola de freiras e cresci sentindo culpa e vergonha pelos meus desejos. Depois de perder a virgindade, aos 14 anos, minha concepção mudou. Passei a buscar novas experiências, queria decifrar minha identidade sexual. Aos 19, me casei com um homem mais velho, com quem mantive um relacionamento aberto por dez anos. Ele achava graça na minha inquietude e incentivou que eu trabalhasse como modelo de nudismo e, mais tarde, como voluntária num centro especializado em orientação sexual. Já era mãe de dois filhos pequenos quando uma amiga me apresentou o método da terapia do sexo, criado no começo da década de 1970 pelos sexólogos William Masters e Virginia Johnson. Ajudar os outros a tratar de problemas sexuais por meio do contato físico fazia todo o sentido para mim. Fiz um treinamento em Berkeley, na Califórnia, e em menos de um ano já estava atendendo.

A cada sessão há um ganho gradativo de intimidade. Começo com técnicas de relaxamento e testes de toques para saber quais as partes mais sensíveis do corpo do paciente. Em seguida, vêm as carícias, beijos e masturbação. A penetração costuma acontecer só nas últimas sessões. Durante o sexo, presto atenção a todos os detalhes e anoto cada reação do paciente. Sempre usamos preservativos. As sessões acontecem duas vezes por mês e têm duração de duas horas. Cobro US$ 300 por consulta. Há um limite de sessões, que varia de seis a dez.

Quase todos os pacientes são homens, mas também atendo mulheres e casais. Entre eles, é comum a ejaculação precoce, impotência, vergonha de fantasias pervertidas e traumas sexuais. As mulheres sentem mais dificuldade em chegar ao orgasmo. Muitos pacientes têm a primeira relação sexual comigo. O virgem mais velho que atendi tinha 70 anos.

Numa terapia convencional, o paciente pode não conseguir pôr as orientações em prática, seja por vergonha do parceiro, seja pela falta de um. Conseguimos transpor essas barreiras. O paciente também aprende a conhecer melhor o corpo do outro – no caso, o meu, que serve de modelo para relações futuras. Comigo, ele pode falar abertamente sobre suas fantasias e experimentar as posições que deseja. Não raro, tenho orgasmos.

É comum que eu seja comparada a uma prostituta. Nada contra, mas é diferente. O trabalho dela é como de um restaurante. Você olha o cardápio, escolhe o prato, paga, come, se sacia. Funciono como uma escola de culinária. Apresento os ingredientes, ensino receitas, modos de preparo e técnicas de servir.

O tratamento é feito em parceria com um psicólogo. Enquanto ele trabalha a parte emocional, fico com os exercícios práticos. Ao fim de cada sessão, trocamos figurinhas sobre a evolução do paciente. Tudo o que ocorre durante as sessões é de conhecimento dos três. Esse acompanhamento psicológico ajuda a evitar que pacientes se apaixonem por mim. Mas não é 100% garantido. Estou casada há mais de 30 anos com um ex-paciente. Nosso casamento é monogâmico. Ele e meus filhos sentem orgulho do que faço, pois sabem que ajudo casais a se reestruturar e a ser mais felizes. Hoje, aos 68 anos e com mais de 40 de carreira, posso dizer que já curei mais de 900 pacientes com problemas sexuais.

Informação enviada por email, sem citação da fonte.

VOCÊ E A ROSA



Olhando uma rosa,
vejo uma mulher!
Acariciando uma rosa,
acarinho uma mulher!
Tratando de uma rosa,
dou estimulo a uma mulher!
Admirando as pétalas de uma rosa,
dou pétalas de amor a uma mulher!
A mulher e a rosa
são a beleza
oferecidas pela Natureza!

* Essa mensagem também recebi no dia da Mulher... via email... 
 enviada  por um super Amigo!!
Obrigado, pelo carinho, amore!!

PARA UMA MULHER GUERREIRA



Ser Feliz

Você pode ter defeitos, viver ansiosa e ficar irritada algumas vezes, mas não se esqueça de que sua vida é a maior empresa do mundo. Só você pode evitar que ela vá à falência. Há muitas pessoas que precisam, admiram e torcem por você.


Gostaria que você sempre se lembrasse de que ser feliz não é ter um céu sem tempestades, caminhos sem acidentes, trabalhos sem fadigas, relacionamentos sem decepções. Ser feliz é encontrar força no perdão, esperança nas batalhas, segurança no palco do medo, amor nos desencontros.


Ser feliz ... Não é apenas valorizar o sorriso, mas refletir sobre a tristeza. Não é apenas comemorar o sucesso, mas aprender lições nos fracassos. Não é apenas ter júbilo nos aplausos, mas encontrar alegria no anonimato.


Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver a vida, apesar de todos os desafios. Ser feliz não é uma obra do destino, mas uma conquista de quem sabe viajar para dentro do seu próprio ser. Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar um autor da Própria história.


Ser feliz... É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da sua alma e agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida. É não ter medo dos próprios sentimentos. É saber falar de si mesma. É ter coragem para ouvir um "não". É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta. É beijar o marido, os filhos, curtir os pais e ter momentos poéticos com os amigos, Mesmo que eles nos magoem...


Ser feliz ... É deixar viver a criança livre, alegre e simples que mora dentro de cada um de nós. É ter maturidade para falar "eu errei". É ter ousadia para dizer "me perdoe”! É ter sensibilidade para expressar "eu preciso de você". É ter capacidade de dizer "eu te amo".


Desejo que a vida se torne um canteiro de oportunidades para você ser feliz... Que nas suas primaveras você seja amante da alegria. Que nos seus invernos você seja amigo da sabedoria. E, quando você errar o caminho, recomece tudo de novo, pois assim você será cada vez mais apaixonada pela vida. E descobrirá que...


Ser feliz... Não é ter uma vida perfeita, mas usar as lágrimas para irrigar a tolerância, usar as perdas para refinar a paciência, usar as falhas para esculpir a serenidade.


Usar a dor para lapidar o prazer, usar os obstáculos para abrir as janelas da inteligência. Jamais desista de si mesma!!!


Jamais desista das pessoas que você ama. Jamais desista de ser feliz, pois a vida é um espetáculo imperdível.


E você é uma mulher especial !!!!!


Fernando Pessoa 


* Esse poema me foi enviado via email, por um amigo especial,  no Dia da Mulher! Ele mandou exatamente assim , até com essa foto do perfil do meu blog... lindo né?!! rsrs Que delícia todo esse carinho!! Então, resolvi trazer para postar e manter arquivado em meu blog...Mais uma vez obrigado pela mensagem maravilhosa!!

SAUDADE...


Meu anjo azul!!

Quanta saudade de você...
Em cada pensamento e lembrança sua, meu coração fica assim inquieto.
Vontade de estar perto...
Oh, saudade amor!!

Sua fada azul...rsrsrs

SANGRANDO...



Quando eu soltar a minha voz
Por favor entenda
Que palavra por palavra
Eis aqui uma pessoa se entregando

Coração na boca
Peito aberto
Vou sangrando
São as lutas dessa nossa vida
Que eu estou cantando

Quando eu abrir minha garganta
Essa força tanta
Tudo que você ouvir
Esteja certa
Que estarei vivendo

Veja o brilho dos meus olhos
E o tremor nas minhas mãos
E o meu corpo tão suado
Transbordando toda a raça e emoção

E se eu chorar
E o sal molhar o meu sorriso
Não se espante, cante
Que o teu canto é a minha força
Pra cantar

Quando eu soltar a minha voz
Por favor, entenda
É apenas o meu jeito de viver
O que é amar



Gonzaguinha
* Conforme diz meu colega Ivan Brtio: _  "Essa é uma das minhas preferidas"!!
Linda música... amooo.

E se eu chorar
E o sal molhar o meu sorriso
Não se espante, cante
Que o teu canto é a minha força
Pra cantar





MEU DOCE CENTAURO...



Aos Filhos de Sagitário

Era claro e sábio
Era manso, metade animal
E livre como ancião
Que já não teme o final.
E eu amava, amava
Adormecia com gosto de sal, na boca
E amava assim
Com a devoção natural
Dos deuses, dos animais
Ah! quanto tempo atrás
Ah! quantas noites passei
A galopar em você
Doce centauro, amo você
Doce centauro...


Oswaldo Montenegro




Postagens em destaque

Maria Maria

Maria, Da lua Herdastes brilho e serenidade. Do sol Juntastes calor e esperança. Doce Maria! De encanto, de amor. Suave como a b...