sábado, outubro 05, 2013

QUIMERA NO FIM DE TARDE...

No cair da tarde...
Pensamentos se perdem na imensidão.
As ruas “ desertas”,
Numa sexta feira agitada.
O silêncio,
Em meio aos ruídos...
Já não tenho o eco dos teus passos.
O tempo está deserto...
Entre murmúrios de vozes,
Calo-me nessa saudade arredia.
A tarde se finda.
Guardo a poesia.
Emudeço os versos...
Abro os olhos,
E sinto-te chegando.
Tudo está deserto...
Quimera no fim da tarde



Socorro Carvalho

Postagens em destaque

DANIELLE LIMA!! PARA VOCÊ, UMA CARTA DO MEU CORAÇÃO... FELIZ ANIVERSÁRIO!!!

Querida filha, Danielle Katrine Hoje, pensei em te fazer um poema!! Rimar versos para te falar do meu amor... Mas como poetizar,...