terça-feira, agosto 26, 2014

SUA BOCA...

Na sua boca voraz
Derrama-se a fonte como seiva bruta.
Na carícia louca, sua língua despe meus poros.
O suor tempera o sabor do pecado.
Doido desejo se levanta...
Corpos se roçam, se acham se encaixam.
Na efervescente magia de dois corpos em chamas.
O êxtase explode...
Na loucura nua
Sua boca se degusta com mais um cálice de mel.

Socorro Carvalho

Postagens em destaque

UM POEMA PARA ÁMON

Há dez meses... Você chegou!!! Trouxe no riso o estro. No calor O mais lindo poema de amor. Tão pequeno, tão meigo. Porém, forte e...