sábado, março 18, 2017

A CARNE É FRACA...

Hoje, ouvindo um colega em uma determinada emissora me veio essa vontade de escrever sobre esse tema, que se tornou alvo de piada, em todo o Brasil e quiçá até lá pelo exterior, não sei, mas imagino. Considerando a reflexão do colega realmente, a carne é fraca.

Eu explico. O que está ocorrendo com essas grandes empresas sobre à venda de carnes estragadas, adulteradas, inclusive com compostos altamente cancerígenos e até papelão. No caso do papelão, sabe Deus de onde foi tirado. Pela dimensão da     “sacanagem”, quem sabe até do lixo reciclado. Eca!! Prefiro não aprofundar o pensamento. Afinal, já comi em muitos domingos o bom churrasco de carne, comprada aqui nos açougues de Santarém, talvez com menos poluição. Porém, sempre me deliciava com as linguiças, calabresas compradas em supermercados para completar a carne, sempre da Sadia, da Seara... credo!! Sem jamais imaginar o tamanho da bandidagem escondida por detrás do meu, até então, “delicioso” churrasco. 

Enfim, deixando de lado o churrasco dos meus domingos e a (in) certeza de ter me estragado com gordura e papelão, falo agora sobre esse nome propicio e muito bem escolhido pela Policia Federal a essa operação vergonhosa. Volto, às palavras do colega radialista que convidou a reflexão sobre a extensão do sentindo do tema “ a carne é fraca”. E ele dizia, que a carne do brasileiro é fraca. É fraca pelo “famoso” jeitinho brasileiro de se dar bem e fingir que nada fez e acha tudo normal. Realmente, ele com seu jeito simples de ser, nos faz pensar em muitas coisas que assistimos, muitas vezes, diante de nossos olhos e nada podemos fazer, porque no comando tem um poder maior e outros interesses bem mais “importantes”  em jogo. E fico pensando, se a PF resolvesse explodir uma operação geral em todas as instituições brasileiras? Ufaaa!! Ia descobrir muita calhordagem escondida sob os tapetes da hipocrisia. Por exemplo, Malafaia foi desmascarado em suas maracutaias e veio a público etc., Porém, não podemos esquecer de quantos outros milhares de Malafaias estão por ai disfarçados em outras grandes instituições, desviando, oprimindo, subtendidos na “oração”.

O locutor falava, em sua reflexão,  que a carne é fraca não apenas quando adulterada. Mas a carne é fraca quando você engana para se dar bem. A carne é fraca quando  você derruba os outros para crescer e ainda pousa de bom ou boa "samaritana".  A carne é fraca quando você assina um recibo sem receber, para desviar um recurso que tinha outra finalidade social e ainda fala de justiça social, na maior cara de pau. A carne é fraca quando você sabe da opressão, tem autoridade para acabar com ela e faz vista para esconder sua omissão. A carne é fraca quando você seduz uma criança para saciar seu intento e vive pousando de bom cristão. A carne é fraca quando você faz tantas   coisas ruins às pessoas e segue ai imaginando que Deus não sabe. Realmente a carne é fraca e tem muito papelão de contra peso na consciência de muita gente. Porém, o pior de tudo é quando você sabe que tem papelão na sua vida e vive ai pregando religiões e se escondendo por detrás de uma grande hipocrisia. Sei que, também, sou brasileira e com certeza devo ter a carne fraca e até papelão de contrapeso, em algumas situações da minha vida, mas para comigo sou carrasca, não saio fazendo capa com terço ou Bíblia nas mãos. E você? Tem carne fraca ou não? Eu concordo com o meu colega locutor, realmente, a carne é fraca...

Socorro Carvalho 

Postagens em destaque

Maria Maria

Maria, Da lua Herdastes brilho e serenidade. Do sol Juntastes calor e esperança. Doce Maria! De encanto, de amor. Suave como a b...