sábado, junho 24, 2006

PERDÃO



















Teus olhos tristes
Parecem perdidos no infinito.
Tua face serena
Parece esconder teu sentir.
Tua indiferença no olhar
Parece uma fuga de mim.

Vejo teus passos incertos
Desviando da minha direção.
Como se em silêncio
Implorasse meu amor.

Na canção que entoas
Sempre uma declaração
Do teu sentimento inexplicável.

Eu porém,
Nada posso dizer-te
Não posso iludir-te,
Não posso querer-te...
Pois todo meu querer,
Há muito tempo entreguei a um outro ser.

Desculpe!
Não me condene!
Por amar, ele, tanto assim.

Segue teu caminho...
Sem dores, sem tristezas,
Sem insônias, sem ressentimentos.
E esqueça de mim!

Olhe-me sem mágoas,
Apague esse sentir.
Quero um dia poder te ver sorrindo pra mim.
Dizendo-me
Que esse querer foi tudo ilusão,
Ou loucura passageira do teu coração.

Perdão!
Mas dentro de mim
Mora um amor verdadeiro...
Que não tem fim.



Socorro Carvalho

PRECIOSA



Menina!
No teu olhar inocente
Reluz a candura do alvorecer.
Os raios de luz da tua inocência,
Iluminam de felicidades meu coração.
Como pétala de ouro,
Você é brilho, alegria, riqueza...Vida!

Teu sorriso lindo, transparente, vivaz...
É o encanto maior do meu viver.
Você, alegria na minha solidão.
Refúgio da minha lágrima.
Porque em ti,
Encontro a paz que preciso.

Feito criança igual você,
Fico bobo diante de tuas peraltices.
E sorrio contigo na tua alegria tão bela e inocente.
Alegria constante que irradia...
Esperança,
Certeza.
Neste meu mundo tão incerto.

Você,
Pequena menina
Grande inspiração dos versos meus.


Socorro Carvalho
*Esta poesia, foi inspirada no olhar cheio de brilho que vi nos olhos de uma certa pessoa. Quando falava de uma pequena menina, muito especial, que ele tem na vida. Acho que ele diria isso em poesia se fosse poeta!

Postagens em destaque

POEMA CABOCLO

Meu amor... Tem cor de alvorecer. Carícia de brisa das manhãs. Cor de pôr do sol. Aroma de cupuaçu... Sabor do bombom de muruc...