terça-feira, maio 08, 2007

A HORA


Tic tac
Tic tac
Barulho infernal
Azucrina meus momentos
Relógio insistente
Que marca a hora sem parar...
Marca hora da tua chegada
Anuncia a hora da tua partida.



Tic tac
Tic tac
É o ruído do tormento
Maltrata meu coração.
Relógio da parede
Cronômetro impiedoso
Do nosso pouco tempo emprestado.



Tic tac
Tic tac
Sinal do tempo
Relógio teimoso (insistente)
Insistir é teu prazer
Insiste em prosseguir
Contar as horas do tempo
Levar você de mim.



Tic tac
Tic tac
Faz o tempo
Tormento do meu viver
Relógio maldito
Que estagna no tempo
Quando estou sem você.



Tic tac
Tic tac
Cuidado relógio inimigo
Ainda vou destruir você
Para assim...
Parar o tempo
E ter meu amor aqui
Sem hora certa de ir...


Socorro Carvalho

*Ah, relógio... que tormento!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço sua visita, com breve retorno!! Seu comentário vem somar mais versos em minhas inspirações... grande abraço. Se quiser pode escrever diretamente para o meu email: socorrosantarem@gmail.com

Postagens em destaque

DAS DELÍCIAS DE SER VÓ...

Indefinível é a palavra que define, a dádiva de ser vó!! O trocadilho é uma forma de tentar explicar o inexplicável. Pois ser vó é am...