quarta-feira, agosto 01, 2007

ÉGUA DO PENSAMENTO...PAI DÉGUA!!!



"Você já amou? É horrível, não?
Você fica tão vulnerável.
O amor abre o seu peito e abre o seu coração
e isso significa que qualquer um pode entrar em você e bagunçar tudo.
Você ergue todas essas defesas.
Constrói essa armadura inteira, durante anos, para que nada possa lhe causar mal.
Aí uma pessoa idiota, igualzinha a qualquer outro idiota, entra em sua vida.
Você dá a essa pessoa um pedaço seu, e ela nem pediu.
Um dia, ela faz alguma coisa besta como beijar você ou sorrir, e de repente sua vida não lhe pertence mais.
O amor faz reféns.
Ele entra em você.
Devora tudo que é seu e lhe deixa chorando na escuridão.
E então uma simples frase como
"talvez devêssemos ser apenas amigos" se transforma em estilhaços de vidro rasgando seu coração.
Isso dói.
Não só na sua imaginação ou mente.
É uma dor na alma, uma dor no corpo, é uma verdadeira dor-que-entra-em-você-e-o-destroça-por-dentro.
Nada deveria ser assim, principalmente o amor.
Odeio o amor".



O SÁBIO E O AMOR


O sol ainda não havia surgido no horizonte,quando uma mulher bateu à porta do casebre. O Mestre meditava, enquanto Nashi, o discípulo, despertava de seu sono.
- Entre, disse o Mestre sem abrir os olhos.

A mulher entrou, observando o interior rústico do casebre.Sentou-se ao lado de Mahatma e disse:- Senhor, preciso de seu socorro.Meu marido me abandonou, trocando-me por outra mulher.Eu o amo muito e não quero vê-lo com outra.

O que devo fazer, Mestre?
Sentindo todo o sofrimento daquela mulher, o sábio abriu os olhos e respondeu:
- Mate-o. Se ele não viver contigo, não viverá com outra.

Nashi, o discípulo, por pouco não caiu de sua cama. Jamais imaginou que seu Mestre pudesse orientar alguém para o mal, principalmente numa circunstância de fragilidade, como se encontrava aquela mulher.
Sentindo-se aliviada com o conselho de Mahatma, a moça concordou que esta seria a melhor saída para não ver seu grande amor com outra mulher.

O Mestre disse:- Vá à mata, na cachoeira da grande cascata. Lá você vai encontrar uma planta pequena com rosas amarelas. Colha algumas folhas, ferva chá e dê ao seu marido. Não lhe restará mais do que cinco minutos de vida.

A mulher foi-se. Seguiu rumo à cachoeira. Estava decidida a encontrar um meio de acabar com a vida do homem que tanto amava.

Ao chegar próximo à cascata, a mulher viu uma criança de 10 anos, sentada próxima a algumas flores, admirando o bailado de um beija flor.

A criança estava tão fascinada com o pássaro que não notou que a moça a observava, admirada. Assim ficaram até que o beija flor foi-se embora.


Então a moça aproximou-se:- Vejo que você gostou muito do beija-flor!
- Sim! Estou apaixonada por sua beleza. Pena que ele foi embora.
- Por que você não o pegou e o levou consigo? Estava tão próximo de ti!


- Não dona! Não posso tirar a liberdade de uma criatura que nasceu para ser livre, apenas para satisfazer os meus desejos.

Fui feliz enquanto ele bailou para mim e serei feliz sempre que puder lembrar da beleza de suas cores e da graça de seu vôo. Colocá-lo numa prisão seria condená-lo à morte.

Há muita coisa bonita nesse mundo, para que eu possa ver, sem a necessidade de sacrificar tão belo pássaro.
A moça refletiu no que acabara de ouvir. Não colheu as folhas e seguiu para sua casa.

Naquele instante, não muito longe dali, num casebre rústico, um velho de olhos fechados, sentindo o silêncio profundo de seu discípulo, disse:


- O amor verdadeiro é composto de amizade e sinceridade.
O falso amor é feito de amizade, sinceridade e egoísmo.
Feliz é o homem que sabe reconhecer na fraqueza do próximo o limite para o seu egoísmo.
E mais feliz será este homem se souber sentir no egoísmo dos outros,
a luz que ilumina a sua evolução.

Nashi, o discípulo não compreendeu

Autoria Desonhecida

DAS ROSAS, A MAIS LINDA FLOR TEM CODINOME LUCIANA...


O perfume todos querem sentir,
Mas a essência poucos tem
É um infinito jardim
Que encanta Santarém


Não têm vez
Os que desafetam
A candura de sua ternura
E a meiguice do seu sorriso


Se diante de tais
Sabe como fazê-los ver
Os limites da visão,
Diz o que lhes falta ao coração


Fala de amor, de carinho,
De fé, de coragem
De uma vida,
Marcada por superação,


Todos a rodeiam,
Procurando seu amor,
De amiga, de irmã,
De companheira, "diamante"


É como um imã que atrai pecadores
Para o manto de luz que irradia,
Sofredores que necessitam
Da graça de um dia ao seu lado.


Faço parte desse rol
De tantos que a proclama
Alegre porque vive
Entre nós uma Luciana!


Um tipo de rosa Rodrigues
Espécie rara de relicário,
Que a todos desafia dizer
Um simples Feliz Aniversário!!!!


Cesar Sousa

* Poesia que César fez para sua chefa, Rosa Rodrigues, pela passagem do aniversário dela que transcorreu no último dia 26 de julho.

UM CARINHO PARA VOCÊ...


Resplandecente é o seu sorriso, sua alegria...

Única! Faz de sua vida uma paisagem de virtuosas conquistas.

Beleza rara, a iluminar corações, a ilustrar sonhos com mágicos sentimentos.

Irradiante! Jorra ternura, docilidade no sorrir, no falar...em cada gesto.

Assim é você Rúbia!! Um encanto de menina com a magia de uma grande mulher.

Beijos no seu coração miguinha!!

Uma homengem a você,Rúbia, pelo carinho, respeito e admiração que tem pelo meu trabalho.

Com carinho

Socorro Carvalho

* Na foto: Rúbia e o grande Mestre da Televisão santarena Jorge Mário...

Ai que inveja Rúbia! rsrs

*** **********************************************************************************

RÚBIA DISSE...

Puxa, meu amooooorrrr...
Muito obrigada!
Obrigada duas vezes por mim e pelo meu amigo Jorge.
Você me emociona sempre com suas palavras...
Você é um talento. Sou sua eterna fã, te admiro como pessoa, como poeta e como profissional...


Que linda tu és.


Grande beijo

Rúbia Corrêa

Postagens em destaque

Maria Maria

Maria, Da lua Herdastes brilho e serenidade. Do sol Juntastes calor e esperança. Doce Maria! De encanto, de amor. Suave como a b...