domingo, novembro 02, 2008

NÃO PENSE DUAS VEZES

A felicidade é um susto.
Chega na calada da noite, na fala do dia, no improviso das horas.
Chega sem chegar, insinua mais que propõe...



Felicidade é animal arisco.
Tem que ser adimirada à distância
porque não aceita a jaula que preparamos para ela.
Vê-la solta e livre no campo, correndo com sua velocidade tão elegante
é uma sublime forma de possuí-la.



Felicidade é chuva que cai na madrugada, quando dormimos.
O que vemos é a terra agradecida,
pronta para fecundar o que nela está sepultado,
aguardando a hora da ressurreição.



Felicidade é coisa que não tem nome.
É silêncio que perpassa os dias tornando-os mais belos e falantes.
Felicidade é carinho de mãe em situação de desespero.
É olhar de amigo em horas de abandono.
É fala calmante em instantes de desconsolo.



Felicidade é palavra pouca que diz muito.
É frase dita na hora certa e que vale por livros inteiros.
Eu busco a frase de cada dia, o poema que me espera na esquina,
o recado de Deus escrito na minha geladeira...
Eu vivo assim...
Sem doma, sem dona, sem porteiras, porque a felicidade é meu destino de honra,
meu brasão e minha bandeira.



Eu quero a felicidade de toda hora.
Não quero o rancor, não quero o alarde dos artifícios das palavras comuns,
nem tampouco o amor que deseja aprisionar meu sonho em suas gaiolas tão mesquinhas.
O que quero é o olhar de Jesus refletido no olhar de quem amo. Isso sim é felicidade sem medidas.
O café quente na tarde fria, a conversa tão cheia de humor, o choro vez em quando.



Felicidades pequenas...
O olhar da criança que me acompanha do colo da mãe, e que depois, à distância ,
sorri segura, porque sabe que eu não a levarei de seu lugar preferido.



A felicidade é coisa sem jeito, mas com ela eu me ajeito.
Não forço para que seja como quero, apenas acolho sua chegada, quando menos espero.
E então sorrio, como quem sabe,que quando ela chega, o melhor é não dispersar as forças...
E aí sou feliz por inteiro na pequena parte que me cabe.


O que hoje você tem diante dos olhos?
Merece um sorriso?
Não pense duas vezes...

Texto: Pe. Fábio de Melo

Padre Fábio de Melo é um sacerdote católico, cantor, compositor, apresentador, poeta, escritor, professor, ligado a Congregação dos Sacerdotes do Sagrado Coração de Jesus.

MINHA MAIS LINDA INSPIRAÇÃO DE VIDA

Pedro, esse menino lindo,
é o elixir da minha vida, meu orgulho, meu mimo, meu motivo de viver.
Já está bem grande (apesar de só ter 14 anos)
mas pra mim será, sempre, uma eterna criança
e vou sempre enchê-lo de muito carinho...
Ah, filho, Te AMO...INFINITAMENTE!
Obrigado Deus, por ter me dado essa tão linda INSPIRAÇÃO!!!

SAUDADE DO ABRAÇO...





E é neste pós-hora...

Onde o tempo se derrama e une ao espaço

Que revejo o necessário, mas perdido abraço.

E sinto que ele me olha... abraço feito vida...

Como se me pedisse para adiar a partida.




E o meu sentir, transparente,

Mostra-lhe o que sinto...

Coração testemunha que não minto...

Até o que procurei esconder de mim no fundo da alma...

Que abri... desvendei... revelei...

Como local de passagem secreta que ao meu anjo dei...




As poesias...

emoções em frágeis e codificados fragmentos...

Risos e lamentos...

Mas sempre incompletas no livro de cada vida...

Mesmo quando pensamos que um fim

é um ponto final...

Surge outro e ainda outro portal.




Interminável ponte.

E o suspiro, ao contemplar o horizonte...

Estreito, pequeno, ínfimo, para um eterno amor...

É todo o outro (lado) que me faz falta...

Saudade do abraço...

Certeza da dor.




Destino de pássaro,

tem asas no querer e murmúrios por dizer.

E nos meus cabelos, que teimam em voar...

e os meus olhos tapar...

Leio horóscopos, desenho mapas, deito cartas...

Plenas do vazio que a tua ausência me ofereceu.

Deixando-me só com meio eu.



Com os dedos, traço a linha dos meus lábios...

Calados... salgados... do teu nome tatuados.




Devagar...

Como se escrevesse a palavra que ficou por dizer.

Dissolvida num instante de indecisão...

Limite entre o sim e o não.




E ao fechar os olhos, desato nós, desfaço laços,

solto os braços...

Para o prometido abraço... enlaço.

Como se a tua memória feita imagem

Pudesse viver para além de ti...

Agora... aqui...




E sorrio...

Todo o encontro é perfeito

Quando guardamos tudo o que sentimos nesta dimensão...

Dentro do cálice sagrado, contido no peito.






Autoria Desconhecida

À DELICADA FLOR



Teu sorriso
Feliz encanto
Ilumina, seduz
Irradia certeza
Leveza do teu jeito de ser
Faz-me tua presa.




Nesse teu caminhar vibrante
Passas rápido como um raio cintilante
A fazer florir meu olhar
Deixando no ar
Suave e gostoso perfume.




De longe, bem de longe,
Quieto num canto qualquer
Fico, ali, só calado a te admirar
E assim a vejo passar
Linda estrela
Com brilho de luar.




Menina pequena, de olhar inocente
Mulher grande, de olhar extravagante.

Louco mistério.
Extasiante presença.


Feito água cristalina
Desce serena no lago dos pensamentos
Vem, me deixar beber em tua fonte
Para matar essa sede
Fazer acalmar essa ânsia,
Essa dor do meu peito.
Minha delicada flor, meu amor!



(Eu, ensaio de Poeta)


* Puxa!
Ensaio de poeta é?
Tais brincando...
Poeta dos bons, claro.
Lindo poema!
Gostei muito, obrigado!
Estou lisonjeada com o feito...
Portanto, sem palavras...
Sentir-se inspiração de alguém, égua é bom demais...rsrs
Ai está algo que não esperava receber, justo,
num domingo de finados um poema tão maravilhoso assim
(será que é alguma alma penada e apaixonada... perdida por ai, será?)
ou um poeta do além...quem sabe?!!!
Não importa...valeu!!
Mas da próxima vez pode assinar...sem problemas e vou postar do mesmo jeito,
(puxa será que fui pretenciosa....kkkk...da próxima vez....kkkk).
Ah, eu me amo, sou maravilhosa mesmoooo...rsrs
Além de tudo, sou muito especial e, mais interessante é que,
no anonimato tem alguém que me percebe...que bom!!
Ah, quanto a minha vida, não tem nenhum mistério viuuu,
tem apenas algumas páginas lacradas...
mas só dizem respeito a mim...
e não posso dividir com ninguém...infelismente...rsrs
Mas me diz mesmo...
tens certeza que me vês passar mesmo?
Penso que não... é só uma imaginação...Não?!!
Mas linda...Adorei!



ESPECIAL


LUIZA

Lua,
Espada nua
Boia no céu imensa e amarela
Tão redonda a lua
Como flutua
Vem navegando o azul do firmamento
E no silêncio lento
Um trovador, cheio de estrelas
Escuta agora a canção que eu fiz
Pra te esquecer
Luiza
Eu sou apenas um pobre amador
Apaixonado
Um aprendiz do teu amor
Acorda amor
Que eu sei que embaixo desta neve mora um coração



Vem cá,
Luiza
Me dá tua mão
O teu desejo é sempre o meu desejo
Vem, me exorciza
Dá-me tua boca
E a rosa loucaVem me dar um beijo
E um raio de sol
Nos teus cabelos
Como um brilhante que partindo a luz
Explode em sete cores
Revelando então os sete mil amores
Que eu guardei somente pra te dar Luiza
Luiza
Luiza


(Tom Jobim)



Postagem especial!!!
Dedicada ao meu colega Genildo Júnior...kkkkkkkk
E ai Genildo, tu também és um aprendiz de amor ? Como tantos outros por ai...perdidos nas madrugadas da vida??? kkkkkkkkkkk
Como diz meu amigo Everaldo Cordeiro... TÁ!!!!





Postagens em destaque

Em entrevista, o Poeta e Compositor santareno Renisson Luis Vasconcelos fala de sua arte e do amor que tem por Nossa Senhora da Conceição

Estamos na semana que antecede o Círio 2017 de Nossa Senhora da Conceição, Padroeira de Santarém.  Uma semana intensa de preparativos ...