terça-feira, novembro 16, 2010

A PALAVRA

A palavra precisa sair de mim
E alcançar a rua,
Nem que saia desconexa, imprópria, nua.
Atiro pela janela do meu eu, quase todas elas,
Para que ganhem as ruas, os corações, ou embarquem
Em qualquer estação.
Elas precisam de liberdade e já não cabem mais em mim.
Chega de prisão,
De invólucro,
De exílio!
A palavra precisa invadir a favela,
A todo o momento, modificar os hábitos,
Influenciar pensamentos.
Precisa entrar nos bares,
Conscientizar as pessoas,
Abençoar os lares.
Precisa ir a todo o lugar e deixar o seu recado.
A palavra tem poder, mas precisa de cuidados,
De carinho, de atenção...
A palavra faz a diferença,
Mas precisa da sua crença,
 para notificar o coração.

                                                                                                                                                                                                                       Desconheço a autoria

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço sua visita, com breve retorno!! Seu comentário vem somar mais versos em minhas inspirações... grande abraço. Se quiser pode escrever diretamente para o meu email: socorrosantarem@gmail.com

Postagens em destaque

Chuva que rega saudade...

O dia amanheceu chovendo. Passou nublado. A tarde chegou com um tímido  sol .  Ao meu redor,  vejo rastros de saudade a penetrar me...