terça-feira, agosto 02, 2011

LISTA DESTACA AS MARCAS GLOBAIS MAIS SUSTENTÁVEIS

Toyota ficou com o primeiro lugar em um relatório que analisou 50 companhias segundo critérios de governança, logística, engajamento dos acionistas, produtos e serviços, cadeia de fornecedores e iniciativas de cidadania em mais de 10 países


A montadora japonesa Toyota foi reconhecida pela Interbrands, uma das maiores gestoras de marcas do planeta, como a companhia que possui o melhor conjunto de atividades e características para ser chamada de a “marca mais sustentável de 2011”.

A pontuação da Toyota no ranking “Best Global Green Brands 2011” se deve em parte ao sucesso de venda do seu modelo híbrido Prius e também à parceira com a Tesla para a produção de carros mais eficientes e com menores emissões de gases do efeito estufa.

“Colocamos em prática em 2011 o quinto 'Plano de Ação Ambiental Toyota' com o objetivo de estabelecer uma sociedade baseada na reciclagem e nas tecnologias de baixo carbono. Além disso, estamos constantemente desenvolvendo melhorias em toda a cadeia de produção”, afirmou Riki Inuzuka, da divisão de pesquisa e planejamento da Toyota.

Mesmo não emplacando o primeiro lugar, os Estados Unidos foram destaque no ranking com cinco empresas entre as dez melhores: 3M em segundo, Johnson&Johnson em quarto, HP em quinto, Dell em oitavo e a Cisco em nono. O Japão ocupou três posições nos top 10: com a Toyota em primeiro, a Honda em sétimo e a Panasonic em décimo. Já a Alemanha ficou com a Siemens em terceiro e a Volkswagen em sexto.

Para chegar ao resultado, a Intebrands utilizou uma metodologia que combina o desempenho real das marcas com a percepção que os consumidores têm delas, assim seria possível ter uma noção da sustentabilidade das companhias de uma forma interna e externa. Foram seis categorias analisadas: Governança, Engajamento dos Acionistas, Operações, Cadeia de Fornecedores, Transportes e Logística, e Produtos e Serviços.

O ranking analisou informações de dez mercados: Estados Unidos, Japão, China, Brasil, Alemanha, França, Grã-Bretanha, Itália, Índia e Espanha.

As marcas japonesas sempre obtiveram bons resultados no ranking, até por sua eficiência em trabalhar com escassez de recursos, mas o desempenho deste ano foi surpreendente dada a tragédia dos terremotos seguidos por um tsunami, que destruiu muito da infraestrutura do país e ainda provoca o racionamento de energia.

“Muitos de nossos fornecedores foram afetados e nós perdemos 10 de nossas lojas. Mas em apenas 10 dias já tínhamos a nossa produção normalizada. Estamos estudando medidas para evitar que isso ocorra novamente, como diversificar a cadeia de fornecedores e os locais de produção”, explicou Inuzuka.

Realidade x Publicidade

Algumas marcas conseguiram boas notas nos quesitos que julgam o desempenho sustentável, mas não foram tão bem quando a análise foi feita do ponto de vista dos consumidores. Empresas como a L'Oréal (15), Nokia (22) e HSBC (48) se encaixam nessa categoria, e segundo a Interbrands  deveriam investir mais em ações públicas e transparência.

Já com o McDonald’s (45), GE (24), e Coca-Cola (27) ocorre justamente o contrário, são marcas que os consumidores identificam como sustentáveis, mas que não se saíram bem quando tiveram analisadas sua governança e cadeia de fornecedores, por exemplo.

Campanhas de publicidade como a “Ecomagination” da GE foram um grande sucesso e isso explicaria porque as pessoas consideram a companhia como uma das mais limpas do planeta. Para a Interbrand, cabe agora à empresa trabalhar para responder à altura a confiança que os consumidores depositam nela.

A Coca-Cola, também com uma área de publicidade bastante forte, até se sai bem no ranking quando o assunto é produtos e serviços, mas deixa muito a desejar em transporte e logísticas. Além disso, a empresa não divulga muitos de seus dados, o que influencia de forma negativa sua pontuação no ranking.

“Iniciativas sustentáveis são uma das formas mais fáceis de conseguir visibilidade, mas é muito difícil transformar a percepção em real desempenho. Acreditamos que as marcas mais sustentáveis são aquelas que conseguem ter uma boa governança e também são capazes de se comunicar com seus consumidores, dessa forma criando práticas ambientais de credibilidade”, concluiu Jef Frampton, presidente global da Interbrands.

Imagem: Tabela com os top 10 do ranking de marcas mais sustentáveis de 2011. O termo Gap diz respeito à diferença entre os pontos conseguidos pelo desempenho real com a percepção do consumidor / Interbrands



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço sua visita, com breve retorno!! Seu comentário vem somar mais versos em minhas inspirações... grande abraço. Se quiser pode escrever diretamente para o meu email: socorrosantarem@gmail.com

Postagens em destaque

DANIELLE LIMA!! PARA VOCÊ, UMA CARTA DO MEU CORAÇÃO... FELIZ ANIVERSÁRIO!!!

Querida filha, Danielle Katrine Hoje, pensei em te fazer um poema!! Rimar versos para te falar do meu amor... Mas como poetizar,...