segunda-feira, outubro 17, 2011

INSÔNIA DE DEVANEIOS


Já é tarde  e  não consigo dormir. Levanto e venho aqui escrever para você. Através da escrita liberto  as palavras, falo de amor, deixo meu coração falar. Com o uso das palavras traduzo nos silencio  o que não posso gritar...

Já é tarde, mas suas lembranças estão aqui.  Nos pensamentos revivo cada capitulo da nossa história, momentos nossos guardados dentro de cada um de nós. A saudade traz o frio e com ela  a falta dos seus braços. Sem rumo, perambulo pela casa sozinha e em cada instante, sinto-me morrer com sede dos seus beijos.


A razão vem ditando “regras”  , “preceitos”, “conceitos” e o diabo a quatro. Tampo os ouvidos para não ouvir. Não. Não quero estragar minha nostalgia.E continuo  pensando em você. Relembrando nós dois. Sua ausência é tortura.  Sinto saudade da música que tem a sua voz; sinto falta da paisagem que tem o seu sorriso. O mundo está mudo sem sua voz. O universo está triste sem o encanto do seu sorriso.

Em meio a loucura dessa insônia que não passa tento  fugir, em desespero, desse amor. Agarro-me a Piaget, V ygostsky, Wallon, Freud, mas minhas tentativas são vãs. Nenhum deles consegue  explicar a saudade que agoniza meu coração e entristece o meu olhar. Tento entender a psicologia, as teorias... Mas é impossível achar uma explicação, para as coisas do coração.

As horas passam... O sono não vem. Continuo perdida  num amontoado de devaneios. Interrogações se entrelaçam se atropelam e se vão,  sem respostas. Enquanto dentro do meu peito  sinto arder o fogo desse amor. Quisera eu poder, transformar esse sentimento em simples quimera ,  mas é inútil pois você é real está aqui, dentro de mim.

As horas passam  e não consigo dormir. A madrugada chega e continuo acordada a pensar em você. Em meio a essa saudade rascunho frases, liberto meu querer, escrevo para você. Faço de você, meu verso escondido. E na essência da poesia você se faz meu poema de amor. As horas passam e o sono não vem... E continuo aqui pensando em você, meu amor.


Socorro Carvalho

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço sua visita, com breve retorno!! Seu comentário vem somar mais versos em minhas inspirações... grande abraço. Se quiser pode escrever diretamente para o meu email: socorrosantarem@gmail.com

Postagens em destaque

Chuva que rega saudade...

O dia amanheceu chovendo. Passou nublado. A tarde chegou com um tímido  sol .  Ao meu redor,  vejo rastros de saudade a penetrar me...