terça-feira, outubro 25, 2011

VIDA CABOCLA

Alvorecer   na comunidade de Solimões - Rio Tapajós - Santarém - Pará
Por  Marivaldo Oliveira

A vida na Amazônia
Tem o sabor da maresia.
Carícia da brisa fria...
Alvorecer de esperança
Envolto na sincronia do remanso.
No ritmo do vento sobre as águas
Murmúrio de poesia.
Vida cabocla!!
Cheiro de folhas secas caídas ao chão.
Na canoa a remar
Segue o caboclo feliz
No rio a navegar...
Rema, rema, rema
Segue o caboclo faceiro,
Os mistérios do rio a desvendar.
Tem paisagens e enigmas...
No cair da tarde ou no nascer do sol.
Poesia  da vida.
Da vida cabocla no Rio Tapajós.


Socorro Carvalho

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço sua visita, com breve retorno!! Seu comentário vem somar mais versos em minhas inspirações... grande abraço. Se quiser pode escrever diretamente para o meu email: socorrosantarem@gmail.com

Postagens em destaque

Chuva que rega saudade...

O dia amanheceu chovendo. Passou nublado. A tarde chegou com um tímido  sol .  Ao meu redor,  vejo rastros de saudade a penetrar me...