quinta-feira, dezembro 22, 2011

DESPEDIDA...


Despeço-me das lembranças.
A poesia   vai repousar nas entrelinhas da amplidão.
O olhar ocultará antigos desejos... segredos.
Enquanto os pensamentos
Já não falarão de saudade.
Do outro lado da porta...
Abandono agora  os devaneios.
Versos esquecidos.
Rascunhos ignorados.
Escolha feita.
O tempo não é mais o mesmo.
Nada mais tem sentido...
Só existe a distância.
O amor para sempre?
Adormecerá no íntimo...
Fecharei os olhos para seguir.
Sem olhar para traz
Rumarei ao horizonte escolhido.
Os meus caminhos e passos?
Não  mais o importarão.
Minha  boca cessará  seus beijos, seu nome.
Enquanto meus caminhos seguem  paralelos ao seu.
A vida segue indiferente.
Eu sigo sozinha
Em sentido contrário ao seu caminhar.
Preciso calar esse sentimento...
Desisto do seu coração.
Não posso mais insistir em amar você.
Não se preocupe.
O tempo vai cicatrizar
Essa ferida do peito meu.

Socorro Carvalho






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço sua visita, com breve retorno!! Seu comentário vem somar mais versos em minhas inspirações... grande abraço. Se quiser pode escrever diretamente para o meu email: socorrosantarem@gmail.com

Postagens em destaque

Chuva que rega saudade...

O dia amanheceu chovendo. Passou nublado. A tarde chegou com um tímido  sol .  Ao meu redor,  vejo rastros de saudade a penetrar me...