segunda-feira, dezembro 05, 2011

VIGILIA DE NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO UM ENCONTRO MARAVILHOSO

No último final de semana estive na Catedral de Nossa Senhora da Conceição participando da noite de Vigília da 17ª Caminhada de Fé  com Maria. Um encontro maravilhoso e de muita oração.  Já havia participado em outro ano e dessa vez fui lá agradecer a Nossa Senhora uma graça alcançada.

A Vigília é um momento de muita Fé e  oração quando os devotos e devotas da Imaculada Conceição vão lá prestar homenagens e também rezar pelos irmãos e irmãs que  estão na caminhada. Esse ano a felicidade de estar lá na Matriz teve um motivo ainda mais especial, meu filho Pedro Carvalho estava caminhando e  fiquei rezando para que ele fosse perseverante e terminasse o percurso.Além dele estavam meu irmão Pedro Paulo, minha cunhada Elisandra e minha irmã Augusta. E na manhã seguinte foi  lindo poder estar ali no Complexo e receber meu filho sobre muita alegria e emoção. Que maravilha! Sou grata a Deus por esse momento, pelo dom da vida ( o dom da minha vida , do meu filho, da minha família e de todas as pessoas que amo e até mesmo daqueles que não gostam de mim).

 Sei que Nossa Senhora é Mãe e só Ela   tem o poder de ir até Jesus Cristo e  interceder por cada um de nós humanos e pecadores. Além de todo agradecimento, aproveitei o momento para   o pedido de  conforto diante das adversidades , paciência e fé para vencer as crueldades e falsidades do Mundo.  Não sou  beata, mas tenho uma Fé incondicional na Virgem Maria. Sou um ser humano como outro qualquer, dotada de virtudes e defeitos, mas sei que desfruto do Amor de Deus    e sei que Ele nunca me abandonará.

Na Vigília tem momentos fortes, emocionantes  que nos levam a diversas reflexões. Ver pessoas caminhantes adentrando na igreja de joelhos depois de 37 quilômetros de caminhada   é demais. Por isso, em muitos momentos fica difícil de conter as lágrimas. Sou emotiva e em muitos momentos  chorei bastante, mas não sinto vergonha em dizer. As lágrimas lavam nossa alma, renovam  nossa fé e  regam o espírito para que  ele  possa florescer melhor. Isso não tem preço.


Diante de Nossa Senhora da Conceição  meu coração  não tem  amarras, vergonha ou coisa assim, ele se solta, se liberta , expressa  o que tem de mais íntimo dentro de mim.  Não tenho vergonha de expor meus sentimentos. Até mesmo aqueles tão condenados por determinados humanos que se julgam “perfeitos”. Não tenho medo de expor  o meu amor, meus sentimentos verdadeiros pois sei que tudo que sou, sinto e os rumos da minha e dos  meus sentimentos sempre serão determinados pelo Senhor.
 Pois nEle confio.


Estar na Vigilia   foi mágico.
 Obrigada  Mãezinha pelas benções e graças, na Senhora confio plenamente  e sei que   jamais vai me condenar ou me abandonar, porque a Senhora é Mãe e me Ama de verdade.

Santa Mãe Imaculada Conceição rogai por mim.
Rogai por nós!!              


Socorro Carvalho              



É DIFÍCIL DEFINIR AMIGO

Rosângela Franco –(RJ) AMIGA  linda e Inesquecível.

Amigo é quem lhe dá um pedacinho do chão, quando é de terra firme que você precisa, ou um pedacinho do céu, se é o sonho que lhe faz falta.

Amigo é mais que ombro amigo, é mão estendida, mente aberta, coração pulsante, costas largas.

É quem tentou e fez, e não é egoísta para não querer compartilhar o que aprendeu.

É aquele que ajuda e não espera retorno, porque sabe que o ato de compartilhar um instante qualquer já o realimenta e satisfaz.

Amigo é quem entende seu sentimento porque já sentiu, ou um dia vai sentir, o mesmo que você.

Um amigo é compreensão para o seu cansaço e complemento para as suas reticências.

É aquele que entende seu desejo de voar, de sumir de vez em quando, sua sede de inovar sempre.

É ao mesmo tempo espelho que o reflete, e óleo derramado sobre suas águas agitadas.

O amigo se compadece pelos seus erros, e vibra com o seu sucesso. É o sol que seca suas lágrimas, é a polpa que adocica ainda mais o seu sorriso.

Amigo é aquele que toca suas feridas com mãos de veludo; acompanha suas vitórias com euforia e faz piada para amenizar seus problemas.

Amigo é aquele que sente medo, dor, náusea, cólica, e chora, como você. E, se pudesse, sofreria no seu lugar.

Um amigo sabe que viver é ter história para contar.

É quem sorri para você sem motivo aparente, sofre com seu sofrimento, e é o padrinho natural dos seus filhos.

É aquele que encontra para você aquilo que nem você sabia que buscava.

Amigo é quem lhe envia cartas, esperadas ou não, pequenos bilhetes em sala de aula, mensagens eletrônicas emocionadas.

É aquele que lhe ouve ao telefone mesmo quando a ligação parece caótica, com o mesmo prazer e atenção que teria se estivesse olhando em seus olhos.

Amigo é aquele que entende o que seus olhos dizem, sem precisar de palavras.

É aquele que adivinha seus desejos, seus disfarces, suas alegrias, e percebe seus medos.

Amigo é quem aguarda pacientemente que surja aquele brilho no seu olhar e se entusiasma quando o vê surgir. É quem tem sempre uma palavra sob medida quando seus olhos se cobrem de lágrimas. E é também aquele que sabe quando você está lutando para sufocá-las na garganta.

Amigo é como lua nova, é como a estrela mais brilhante, é luz que se renova a cada instante, com múltiplas e inesperadas cores, que cabem todas na sua íris.

Amigo é verdade e razão, sonho e sentimento...

Amigo é aquele que lhe diz: "eu amo você" sem qualquer medo de má interpretação.

Enfim, amigo é quem ama você e ponto final.

***

As doações de amizade pura enriquecem os companheiros de jornada.

Quando outras emoções se enfraquecem no vaivém dos choques, a amizade perdura, companheira devotada das pessoas que se estimam.

Ter amizade é ter coração que ama e esclarece, que compreende e perdoa, nas horas mais amargas da vida.

Por tudo isso, estendamos os benditos recursos da amizade real onde a discórdia tenta espalhar o escuro domínio que lhe é próprio.



     Uma simples homenagem a Rosângela Franco,  mulher maravilhosa, Amiga Inesquecível no meu coração e  de toda minha família. Ela é a Rosângela   ou  Jane como carinhosamente a conhecemos. Casou-se com um marinheiro, por isso já morou em diversos lugares do Brasil. Atualmente  está residindo no Rio de Janeiro. Nossa amizade é grande e consistente, nem tempo, nem distancia, nem ninguém conseguem   nos afastar pois estamos sempre unidas pelo afeto, pela confiança e acima tudo pelo  respeito e admiração que construímos  uma pela outra.Novas amizades surgem  umas permanecem, outras nem tanto, mas existem aquelas que são essenciais em nossas vidas, e essas  ficam para SEMPRE.   Jane é uma dessas pessoas essenciais e  que  eu  Amo Muitãooo!!Que Deus continue abençoando  nossa amizade e que ela seja sempre  um elo de comprometimento sempre alicerçada na verdade.
(Socorro Carvalho – Santarém  do Tapajós) 

O Texto  encontrei num dos blogs da vida, mas gostei e resolvi dedicar a Jane...

PARÁ, CARAJÁS E TAPAJÓS: “VAMOS SER HONESTOS?”




Sinceramente? Toda essa campanha é maniqueísta demais… Vamos ser honestos? Quantos aqui já passaram mais de uma semana no interior do estado? Quantos já moraram nas regiões separatistas? Eu mesmo nunca pisei em Santarém. Sou nascido e criado em Belém e no nordeste paraense, mas fui muito pra Altamira… Marabá, Parauapebas e Carajás, então… já comi muita poeira dessas estradas…

Encarem a realidade… Não tem que se falar em Pará Unido se ele já foi dividido há muito tempo… O Pará do sul em nada parece com o nordeste paraense, e vice-versa… Criticam que os que querem a divisão não são paraenses de nascimento, são políticos de fora, empresários de fora… mas foram essas pessoas que há 40 anos vieram pra cá fazer suas vidas enquanto o “paraense de sangue e solo” não quer até hoje sair de Belém porque não quer passar as necessidades que sabe que existem mas não admite por puro sentimento de posse. Sim, POSSE.

O que dizem ser AMOR pelo Pará nada mais é do que um orgulho bobo em dizer que o Estado é grande, quando a enorme maioria jamais pisou nessas terras distantes. Sim, o povo que quer a divisão não tem as suas raízes fixadas no Pará por mais de 3 ou 4 gerações, mas foi esse o povo que escolheu morar e viver lá, naquela cidade que nós, belenenses, não queremos morar jamais porque nos dói sair de Belém pra um lugar que não seja SP ou RJ, porque você não merece “cair de vida” não é mesmo?

Pois eu prefiro as pessoas de fora que amam a terra que escolheram viver e construir suas vidas e são paraenses de coração àqueles que sequer se permitem considerar a condição dessas pessoas esquecidas pelo Governo do Estado por décadas em prol do desvio de verbas pra Belém, e ainda assim é uma das piores capitais do país… Amo Belém, de todo meu coração. Morei em SP e voltei pra minha terra, e não sei se iria para Carajás ou Tapajós construir minha vida pois muito puxei do espírito belenense de não sair daqui desta cidade que, apesar de estar longe de ser perfeita, conquista à todos com seu charme, mas tento me manter justo e ao lado da razão. E não pensem que estou defendendo políticos de fora, pois mais de 80% da população dessas regiões não é do Pará e isso é retratado na representatividade legislativa por motivos óbvios… se a maioria lá é de fora porque os paraenses não queriam ir pra lá, vocês esperam que a maioria dos políticos sejam nascidos aqui? Por favor, né?!

Não é porque o estado vai ser do tamanho de São Paulo que vai ser tão rico quanto, mas não me venha dizer que eu não amo o Pará porque vou votar no SIM, que eu sou feio porque quero dividir o Estado. Essa divisão já existe há décadas, e como Belém tem o maior contingente de eleitores, SEMPRE elegeu o governador, que, por sua vez SEMPRE deu preferência pra capital e SEMPRE deu migalhas pro sul e oeste do Estado.

Sabem o que vai acontecer se não dividir agora? Nada… é, isso mesmo… NADA. O sul do estado vai continuar pobre e esquecido, porque se até hoje não teve governo que mudasse isso, não vai ser depois de uma vitória do NÃO, com “a taça na mão” que iria mudar. Afinal, quem quer resolver um problema “já decidido”?

Não adianta dizer que a solução é distribuir melhor a renda e os investimentos por todo o estado porque isso nunca vai acontecer se não dividir…

Todos nós sabemos que a resposta certa seria essa, há mais décadas que os movimentos separatistas existem e ninguém que ocupou a cadeira de governo nunca fez NADA para isso porque não tem interesse, nem antes, nem agora, e muito menos depois de uma vitória do NÃO.

Sim, novos cargos políticos serão ocupados, é verdade… E dou graças à isso, pois assim quem sabe teremos muito mais chances de alguém que ocupe a cadeira de governados desses novos estados realmente se preocupe com a região e faça algo pelo povo de lá. Então, vamos ser racionais, sensatos, e chega de apelar pra falso sentimentalismo mascarado de amor por uma terra que mal se conhece.

Justamente por amar o povo do Pará, seja norte, sul ou oeste, que eu penso que aquele povo que nunca se viu respeitado possa ter a chance de ter um governo que de fato se importe, ou que pelo menos seja obrigado a investir ali.

Por Vicente Mello Neto, advogado, paraense de Belém.


SÓCRATES, ÍDOLO DO TIMÃO MORRE EM DECORRÊNCIA DE UM CHOQUE SÉPTICO

Sócrates Brasileiro até no nome

A luta do Doutor Sócrates chegou a um triste fim na madrugada deste domingo. O Hospital Albert Einstein, em São Paulo, confirmou a morte do ex-jogador às 4h30min, em decorrência de um choque séptico. Aos 57 anos, era sua terceira internação em poucos meses por complicações gástricas.


O ex-futebolista deu entrada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) na última quinta. Ele foi submetido a um tratamento dialítico (remoção de substâncias prejudiciais dos rins para limpar o organismo). Alguns conhecidos creditaram o mal-estar do ex-meia a refeições recentes, mas a informação não foi confirmada pelos médicos.
O clima foi de tensão no Albert Einstein durante este sábado. Sócrates recebeu visitas de irmãos, filhos e mulher, que permaneceram dentro do local com o ex-corintiano ao longo do dia. Além deles, compareceram os jornalistas Juca Kfouri e José Trajano, amigos íntimos do ex-atleta, além do também ex-jogador Paulo Cézar Caju.
Confira a nota na íntegra do hospital:
NOTA DE FALECIMENTO
(São Paulo, 4 de dezembro de 2011, 5h30)

O Hospital Israelita Albert Einstein informa com profundo pesar o falecimento do ex-jogador Sócrates Brasileiro Sampaio de Sousa Vieira de Oliveira às 4h30, em conseqüência a um choque séptico.
Médicos Responsáveis
Dr. Fernando Luis Pandullo
Dr. Ben-Hur Ferraz Neto

Diretor de Prática Médica
Dr. Oscar Fernando Pavão dos Santos

Saiba um pouco mais desse ídolo da Seleção Brasileira e do Corinthians
Sócrates Brasileiro Sampaio de Souza Vieira de Oliveira (Belém, 19 de fevereiro de 1954 – São Paulo, 4 de dezembro de 2011), o Doutor Sócrates, Doutor, Magrão, mais conhecido como Sócrates, foi um dos melhores jogadores de futebol do Brasil e um dos maiores ídolos do Corinthians ao lado de Luisinho, Cláudio, Roberto Rivellino, Neto, Marcelinho Carioca dentre outros. É irmão de Raí, outro famoso futebolista. Exercia a medicina, além de ser articulista da revista CartaCapital e comentarista do programa Cartão Verde da TV Cultura.
Única unanimidade em uma pesquisa realizada, em 2006, pela Revista Placar para escolher o “time de todos os tempos” do Corinthians. Novamente, a única unanimidade, em uma pesquisa com especialistas, para escolher os dez maiores ídolos da história do Corinthians. Eleito em 1983 o melhor jogador sulámericano do ano.
Escolhido pela FIFA em 2004 como um dos 125 melhores jogadores vivos da história e considerado por muitas pubicações especializadas, como CNN, World Soccer e Placar, como um dos grandes jogadores de todos os tempos, foi um atleta reconhecido por seu estilo elegante. Uma característa do jogador que marcou sua passagem pelo futebol foi a sua habilidade e uso inteligente do calcanhar. Mas era um jogador completo, marcava gols de falta, de cabeça e fora-da-área com frequência. Dava assistências perfeitas para seus companheiros marcarem muitos gols.
Foi revelado pelo Botafogo, clube de Ribeirão Preto, onde foi considerado um fenômeno desde o início, pois quase não treinava em função de frequentar o curso de medicina na Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (USP). Nesse time ele foi campeão do 1º Turno do Campeonato Paulista de 1977 e artilheiro do campeonato. Também se destacou no Campeonato Brasileiro, autor de um célebre gol de calcanhar contra o Santos em plena Vila Belmiro.
Socrátes se firmaria no Corinthians em 1978, refazendo a dupla com seu ex-companheiro Geraldo Manteiga. Mas seus grandes companheiros de ataque nesse time seriam Palhinha e o amigo Casagrande. Sócrates só aceitou jogar para valer depois que se formou na faculdade de medicina. Na Seleção Brasileira estrearia em 1979.
Foi uma das estrelas de dois dos maiores esquadrões do futebol mundial: a Seleção Brasileira de Futebol da Copa do mundo de 1982 e o Corinthians da década de 80. Teve ótimas atuações, marcou dois belíssimos gols nos jogos dificílimos contra URSS e Itália, e mostrou toda sua categoria. Mas não foi o suficiente para o Brasil se sagrar campeão.
Na Copa do Mundo de 1986 estaria novamente em ação, mas já fora de forma ideal. Ficaria ainda marcado pelo penâlti desperdiçado contra a França, na decisão que desclassificou o Brasil.
Depois de uma rápida e decepcionante passagem pelo Fiorentina, prejudicado pelos companheiros de quem suspeitava que manipulassem resultados, Sócrates retornou ao Brasil para encerrar a carreira aonde atuaria ainda no Flamengo, no Santos e no Botafogo de Ribeirão Preto. Em 2004, atendendo a um convite de um amigo, ele participou de uma partida com a camisa do Garfoth Town, equipe da oitava divisão da Inglaterra.
Fonte: Portal Bragança

SÓCRATES O DR. DA BOLA


Sócrates Brasileiro Sampaio de Souza Vieira de Oliveira e ponto.

Sócrates Brasileiro Sampaio de Souza Vieira de Oliveira, foi um daqueles jogadores que com certeza podemos chamar de artistas da bola.
Sócrates foi além de um jogador de futebol, foi um idealizador, um político, um militante da classe futebolística.
Sócrates nasceu em Belém do Pará, mudou – se cedo para Ribeirão Preto, onde deu inicio as duas de suas maiores paixões, o futebol e a medicina.
Sócrates foi a grande revelação do campeonato paulista de 1977, vestindo a camisa do Botafogo de Ribeirão Preto.
No ano seguinte, já formado como o Doutor Sócrates, fez as malas para a capital paulista, transferindo – se para o Corinthians, time onde deixou de ser uma revelação para tornar – se mito.
Mas por pouco Sócrates não foi para o rival do Morumbi. O São Paulo pretendia vender o volante Chicão ao Corinthians e com o dinheiro da venda contratar o Doutor. Esperto, o presidente Vicente Mateus que também estava de olho em Sócrates, mandou que seu irmão Izidoro, marcasse um almoço com a diretoria do São Paulo para tratar de uma suposta compra do volante Chicão.
Enquanto a diretoria do São Paulo estava entretida tentando vender o seu jogador ao Corinthians, Mateus viajou até Ribeirão Preto e trouxe Sócrates a tira colo.
Chicão por sua vez jamais jogou no Corinthians.
No Timão Sócrates foi épico, especial, mágico.
Magrão, como era chamado, graças ao seu porte magro e seus 1.91m de altura, encheu a Fiel torcida de alegrias.
Seu caminhar desengonçado, canelas finas, barba e cabelo grande, não faziam com que Sócrates tivesse um perfil de craque, mas sim de um rebelde sedento por mudanças e liberdade.
Mas com a bola rolando, quanta maestria.
O seu calcanhar era uma de suas maiores marcas, seja no passe ao até mesmo marcando gols.
Gols, aliás, somente com a camisa do Corinthians foram 172.
Sempre que balançava as redes, comemorava da mesma forma, caminhando lentamente pelo gramado apenas com o braço direito erguido, como se fosse um revolucionário que acabara de vencer sua luta.


Magrão e sua forma característica de comemorar  um gol

Extremamente politizado, conseguiu ser o presidente de uma republica interna em pleno Brasil, bem na época em que o chicote da ditadura militar estralava em nosso povo, na famosa e épica “Democracia Corinthiana”.
O Magrão além de craque era também um pensador. Foi uma das figuras mais ativas na luta pelas diretas já.



Desiludido com a ditadura que permanecia no país, Sócrates com seus livros embaixo do braço, suas ideologias na cabeça e os olhos cheios de água, decidiu aceitar a proposta da Fiorentina da Itália.
Na terra da bota permaneceu por pouco tempo, não se adaptou, o gênio brasileiro sentiu falta da roda de samba, dos amigos e, principalmente, da sua cerveja bem gelada.

Dr Sócrates na seleção brasileira, um dos mágicos da geração de 82.

Atuou ainda em clubes como Flamengo e Santos.
Após sair do Flamengo, Sócrates era visto em campos de várzea, somente pelo puro prazer de fazer aquilo que ele mais gosta na vida: jogar futebol.
O Santos o trouxe de volta ao profissionalismo.
Encerrou a carreira em 1989, da mesma forma pela qual começou, no Botafogo de Ribeirão Preto.
Sócrates jogou até quando suas pernas agüentaram e até encher – se do profissionalismo que cerca o futebol. Encheu – se do profissionalismo, do futebol jamais.
Com a camisa da seleção brasileira Sócrates também imortalizou – se. Como capitão da equipe fez parte do quadrado mágico de Telê Santana na Copa da Espanha em 82, ao lado de Falcão, Cerezzo e Zico. Em 86 no México esteve novamente no meio campo canarinho, ao lado de Júnior, Elzo e Alemão.
Sócrates foi gênio, craque, pensador, militante, Corinthiano, brasileiro.






Autor: André Martinez
Escritor, palestrante e comunicador de rádio. Atualmente estou no comando do programa "Esporte e Ação" pela rádio Metropolitana AM 1070 aos domingos das 13 as 14:30hs. Veja mais no site Andre Martineznet Data -  Agosto - 2011




NOSSA SENHORA

Imagem de Nossa Senhora da Conceição  Padroeira
do Povo Católico de Santarém do tapajós

Cubra-me com seu manto de amor
Guarda-me na paz desse olhar
Cura-me as feridas e a dor me faz suportar
Que as pedras do meu caminho
Meus pés suportem pisar
Mesmo ferido de espinhos me ajude a passar
Se ficaram mágoas em mim
Mãe tira do meu coração
E aqueles que eu fiz sofrer, peço perdão
Se eu curvar meu corpo na dor
Me alivia o peso da cruz
Interceda por mim minha Mãe, junto a Jesus
Nossa Senhora me dê a mão
Cuida do meu coração
Da minha vida, do meu destino
Nossa Senhora me dê a mão
Cuida do meu coração
Da minha vida, do meu destino
Do meu caminho
Cuida de mim
Sempre que o meu pranto rolar
Ponha sobre mim suas mãos
Aumenta minha fé e acalma o meu coração
Grande é a procissão a pedir
A misericórdia, o perdão
A cura do corpo e pra alma, a salvação
Pobres pecadores oh Mãe
Tão necessitados de Vós
Santa Mãe de Deus, tem piedade de nós
De joelhos aos Vossos pés
Estendei a nós Vossas mãos
Rogai por todos, nós Vossos filhos, meus irmãos
Nossa Senhora me dê a mão
Cuida do meu coração
Da minha vida, do meu destino
Do meu caminho
Cuida de mim...
Roberto Carlos

Postagens em destaque

POEMA CABOCLO

Meu amor... Tem cor de alvorecer. Carícia de brisa das manhãs. Cor de pôr do sol. Aroma de cupuaçu... Sabor do bombom de muruc...